Tesouro Direto com R$ 30? Veja as melhores perguntas e respostas sobre o Tesouro Direto

por Mariana Congo | 29/10/2019

Tesouro Direto com R$ 30? Veja as melhores perguntas e respostas sobre o Tesouro Direto
curso de investimento

Na hora de começar a investir, muitas pessoas ficam com dúvidas sobre informações essenciais do Tesouro Direto. Afinal, esse é um dos tipos de investimento mais procurados atualmente.

De fato, há uma série de mitos e verdades sobre o Tesouro Direto e nem sempre eles são esclarecidos como deveriam. É por isso que, neste artigo, você vai ver as melhores perguntas e respostas sobre o assunto.

Se você está pensando em investir no Tesouro Direto pela primeira vez, acompanhe esse conteúdo para ficar por dentro dos detalhes e características dessa alternativa de investimento.

O que é Tesouro Direto?

Antes de listar os principais hacks do Tesouro Direto, vou te explicar do que se trata esse tipo de investimento.

O Tesouro Direto é uma plataforma do governo, criada para ofertar os títulos da dívida pública federal para as pessoas. Esses títulos são investimentos de renda fixa, as aplicações mais seguras do mercado.

O rendimento dos títulos do Tesouro Direto fica próximo e, algumas vezes, é capaz de até superar o rendimento da taxa básica de juros do país, a taxa Selic, que atualmente está em baixa histórica.

É possível investir R$30 no Tesouro Direto?

A quantidade mínima de compra no Tesouro Direto é 1% do valor de um título, desde que respeitado o valor mínimo de R$ 30. Isto é, é possível, por exemplo, comprar frações de título como: 0,01 ou 0,03.

O que acontece é que nem sempre 1% de título representa R$ 30. Um exemplo simples é o Tesouro Selic de R$ 10 mil. Nesse cenário, sua fração mínima é de R$ 100.

Para investir R$ 30 reais no Tesouro Direto é necessário encontrar títulos que tenham um valor mínimo adequado, mas é importante ressaltar: nem sempre você encontrará frações no valor mínimo.

Dá pra investir todo mês no mesmo título do Tesouro Direto?

De fato, é possível investir no mesmo título do Tesouro todo mês. Você pode comprar o mesmo título, como o mesmo prazo, desde que ele esteja disponível.

Isso porque o Tesouro muda periodicamente os títulos que estão disponíveis, tanto em relação ao prazo, quanto à taxa de rentabilidade. Dessa forma, é possível comprar o mesmo título, mas o que pode mudar é a rentabilidade e o prazo de vencimento.

Exemplo: você pode comprar hoje um Tesouro IPCA 2024, que vence em agosto de 2024. Daqui a um mês, você pode encontrar o mesmo título, com o mesmo vencimento, mas sua taxa pode estar estar diferente, por causa das condições de mercado.

Isso acontece porque, quando você compra um título ou uma fração de título no Tesouro Direto, está comprando a taxa que está sendo negociada naquele dia.

Nos dias seguintes, as taxas podem ser diferentes e, por isso, os títulos também serão. Dessa forma, quando você compra mais de um título, na tela da sua corretora aparecerá o valor total investido, mas também uma aba com as taxas exatas do Tesouro no dia da compra.

Por que meu título está com a rentabilidade negativa?

Dependendo da condição do mercado, as taxas de juros podem subir ou cair. Nesse aspecto, a condição do juros é considerada diariamente e ela influencia a rentabilidade dos títulos do Tesouro Direto.

Esse conceito chama-se Marcação a Mercado (MaM), que calcula, dentre vários aspectos, a rentabilidade daquele instante.

Para garantir a rentabilidade contratada no momento da compra do seu título do Tesouro, o ideal é esperar seu vencimento, especialmente se for um título prefixado ou Tesouro IPCA.

Quanto tempo o dinheiro leva para aparecer na conta da corretora?

Geralmente seu dinheiro leva 1 dia útil para aparecer na conta da corretora, isto é, D+1. Entretanto, se for um investimento agendado, pode levar até 2 dias úteis para ficar disponível.

Se você não detectar seu dinheiro na conta da corretora, não se preocupe! Ele não sumiu, está apenas sendo processado.

Como dinheiro volta para a conta (resgate)?

A liquidez do Tesouro é diária, isso significa que você pode pedir o resgate dos seus investimentos em qualquer momento.

Partindo do pedido de resgate, o Tesouro manda o seu dinheiro para a conta da sua corretora. Esse primeiro processo geralmente leva de 0 a 1 dia útil, os famosos D+0 ou D+1, respectivamente.

Após isso, ainda há o prazo do dinheiro sair da sua conta da corretora para chegar na sua conta-corrente do banco. Esse segundo processo também leva de 0 a 1 dia útil.

Dessa forma, para você se tranquilizar na hora de pedir um resgate, o ideal é se antecipar em 2 dias úteis, até que o dinheiro esteja disponível para você utilizar como quiser.

E aí? Gostou de saber os principais hacks do Tesouro Direto? Para saber mais sobre outras opções de investimento, baixe nosso Guia completo sobre Tipos de Investimento!

Tesouro Direto com R$ 30? Veja as melhores perguntas e respostas sobre o Tesouro Direto
5 (100%) 2 vote[s]
curso de investimento