Aprenda como abrir conta em uma corretora em 6 passos

por Mariana Congo | 14/01/2019

abrir conta em uma corretora

Abrir uma conta em uma corretora é o primeiro passo para começar a investir o seu dinheiro. Esse processo costuma ser bastante simples e exige apenas um cadastro, que pode ser feito online.

Esse cadastro vai solicitar seus dados pessoais, alguns documentos e informações sobre sua renda e situação profissional. Também há espaço para informar sobre seus atuais investimentos, se você já tiver, e o mais importante: o seu perfil.

Além desses dados, toda corretora precisa perguntar sobre a sua experiência com investimentos. Esse procedimento é chamado de suitability ou análise de perfil. Algumas fazem um pequeno teste, simulando algumas situações e perguntando sobre o que você faria. Outras perguntas como suas aplicações estão distribuídas e quais são os investimentos que despertam o seu interesse.

Após essa etapa, o cadastro pode levar algumas horas ou alguns dias para ser aprovada. Só então é que você terá acesso às aplicações oferecidas pela corretora em que você abriu sua conta.

Apesar da facilidade de abrir uma conta em uma corretora, é necessário prestar atenção em algumas questões antes de começar a investir.

Este post vai ajudar você nesse processo! Confira os 6 passos principais que você deve seguir para tomar a melhor decisão para os seus investimentos.

1. Pesquise sobre a corretora antes de abrir a sua conta

Antes de começar o cadastro, é importante que você tenha mais informações sobre a corretora de seu interesse. Uma pesquisa prévia sobre a reputação da instituição vai garantir que a sua decisão seja a melhor para o seu propósito.

Nesse sentido, a avaliação de atuais clientes é um bom termômetro de confiabilidade, afinal, essas pessoas já usam os serviços e podem dizer em que eles se diferenciam do de outras corretoras. Sites como o Reclame Aqui e fóruns de discussão especializados ajudam.

Outra questão fundamental são as taxas cobradas pela corretora. Essa é a forma de cobrança pelos serviços, ou seja, você paga de acordo com as operações que realizar, sejam de compra, sejam de venda de ativos. Busque saber quais corretoras cobram as menores taxas no mercado.

2. Avalie as funcionalidades da corretora escolhida

O segundo passo para tomar a sua decisão é avaliar o acesso à plataforma da corretora. O site é estável? A corretora oferece um bom aplicativo? Quais produtos estão disponíveis?

Corretoras funcionam como uma espécie de supermercado de investimentos. Em sua plataforma, existem diversas aplicações que podem ou não atender aos objetivos que você pretende alcançar.

Há corretoras especializadas em investimentos de renda fixa, por exemplo. Outras focam mais em renda variável. Há ainda aquelas que, por questões estratégias, não oferecem Tesouro Direto.

E quanto à tecnologia, algumas plataformas oferecem muita sofisticação, com gráficos em tempo real e ferramentas para comparar investimentos, enquanto outras são mais simples. Assim, quanto mais funcionalidades uma plataforma tem, maior tende a ser o preço do serviço.

Por isso, é importante escolher uma corretora que ofereça as melhores condições para você investir nas aplicações que deseja, em uma combinação de preço e qualidade do serviço que seja a mais adequada para você.

3. Busque entender princípios básicos das aplicações em que você pretende investir

Você não precisa ser especialista e nem ter muito dinheiro para investir bem. No entanto, é interessante ter algumas noções básicas de como funcionam as aplicações financeiras. Isso vai permitir mais tranquilidade nos seus investimentos e escolhas bem alinhadas às suas metas financeiras.

Procure também saber informações sobre as garantias dos investimentos. Boa parte dos títulos de renda fixa, por exemplo, costumam ser cobertos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Assim, caso a corretora ou o banco emissor desses títulos venham à falência, seus investimentos serão ressarcidos no limite de até R$ 250 mil por emissor. Algumas aplicações, no entanto, não oferecem essa garantia.

A maior prova de que seus investimentos estão seguros é o registro desses ativos no seu CPF. Ele garante a você os poderes sobre as aplicações e, inclusive, permite mudar de corretora caso você decida que é necessário.

Vale lembrar que, se você quiser ajuda, pode contar com profissionais ou empresas especializadas, como as consultorias de investimentos.

4. Envie os documentos necessários

Depois dessas considerações, é o momento de começar, de fato, a abrir sua conta em uma corretora. Alguns documentos serão necessários no processo. Você deve enviá-los digitalizados no espaço indicado pela empresa. Os documentos mais pedidos costumam ser:

  • documento de identificação (CNH ou RG dentro da validade);

  • comprovante de residência ou contrato de locação registrado em cartório.

Depois de enviá-los, seu cadastro continuará em processo de avaliação e registro. Se necessário, a corretora vai pedir mais documentos, e então você precisa enviá-los novamente por e-mail, nos mesmos moldes desses citados.

5. Registre suas informações financeiras e patrimoniais

A corretora escolhida vai precisar saber de algumas informações relacionadas às suas finanças. Elas são imprescindíveis para a segurança da relação entre as partes. Você vai precisar informar detalhes da sua profissão e os rendimentos que ela proporciona.

Além disso, se você já tem algum investimento na bolsa, também deve informar os valores que obteve durante essa atividade. O seu patrimônio também entra nessa parte, basicamente como a soma dos bens móveis e imóveis que você possui registrados em seu nome. Essas informações são importantes para que a corretora trabalhe de forma adequada junto a você.

Os valores que você obtiver nos investimentos serão transferidos diretamente para sua conta em algum banco. Por isso, para abrir conta em corretora, é fundamental informar esses dados. Eles ficarão cadastrados e, quando precisar realizar uma transferência, ela acontecerá rapidamente.

O tempo de aprovação da sua conta na corretora varia. Ela pode ser automática para algumas pessoas, mas, para outros, pode levar até 2 dias úteis. Em caso de dúvidas, entre em contato com a empresa por meio de algum contato oferecido na página institucional.

6. Aguarde a confirmação da abertura da conta

Após enviar os documentos, preencher os dados e seguir as instruções, só resta aguardar a confirmação da abertura da conta. Considere o prazo máximo para o processo ser concluído, já que ele pode variar. Certifique-se de enviar todos os dados corretos, pois isso garante maior agilidade na confirmação da sua conta.

Quando o processo for finalizado, você receberá a confirmação diretamente no seu e-mail. Nele, encontrará a mensagem de boas-vindas da corretora, confirmando que agora você é um cliente. Nessa mensagem, também serão mostradas algumas outras informações importantes, como sua senha eletrônica.

Ela é imprescindível para as suas atividades na corretora e será solicitada toda vez que você realizar alguma operação diante da corretora. Esse recurso garante a segurança das atividades e funciona como uma confirmação de que é realmente o titular da conta que a está usando. Guarde essa informação em um lugar seguro e jamais compartilhe-a com alguém.

Pronto! Agora, é hora de começar a investir!

Depois que você já realizou todo o processo de registro, é hora de aplicar seus recursos. Para isso, ambiente-se à plataforma e, se houver alguma dúvida, solucione-a com a ajuda da empresa. Os softwares costumam ser diferentes entre si, então, é interessante reservar algum tempo para entender os comandos e saber em quais partes estão os investimentos que você deseja.

Antes de começar a investir, é preciso também transferir dinheiro para a sua plataforma. As suas informações bancárias, que você já registrou, são fundamentais nesse momento. Essa transferência vai acontecer de maneira simples. Depois disso, é só começar a sua operação normalmente e ir atrás dos melhores investimentos!

Não tem mistério na hora de abrir conta em corretora! Siga esse passo a passo e esteja pronto para aplicar da forma certa. Conte sempre com uma empresa segura e que tenha boas avaliações diante do mercado. Isso garante um serviço que atenda às suas necessidades.

Gostou do conteúdo? Deixe aqui o seu comentário e compartilhe conosco a sua experiência. Aproveite também para saber como comparar investimentos corretamente!

curso de investimento
Aprenda como abrir conta em uma corretora em 6 passos
5 (100%) 15 vote[s]
curso de investimento