Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Vale a pena investir em açõe da Alpargatas?

O consumo é um dos setores com maior destaque na Bolsa de Valores. Empresas que são destaque em shoppings, chamam atenção dos investidores, justamente por serem conhecidas. Nesse cenário, a Havaianas é uma das principais marcas do Brasil e as ações da Alpargatas são muito procuradas justamente por isso. 

Mas será que realmente vale o seu investimento? O que é preciso considerar antes de investir nas ações da Alpargatas? Será que o varejo é um setor que vai valorizar no atual contexto do mercado financeiro?

Essas perguntas são fundamentais para fazer nesse momento. Ao longo desse post, vamos trazer elementos para que você consiga respondê-las e chegar ao veredito sobre investir ou não. 

Afinal, o que é a Alpargatas?

A Alpargatas S.A. é uma empresa brasileira, líder de atuação em toda América Latina no setor de calçados. Atualmente, possui marcas importantes como Havaianas, Osklen, Mizuno e Dupé.

A empresa iniciou a sua produção de calçados em 1907 na cidade de São Paulo. É importante ressaltar que o criador da empresa, Robert Fraser, já havia fundado fábricas da Alpargatas na Argentina e no Uruguai.

Naquele ano recebeu o nome de Fábrica Brasileira de Alpargatas e Calçados. Já nos primeiros anos, obteve sucesso justamente pela grande quantidade de vendas de suas sandálias. 

Ao longos dos mais de 100 anos de atuação, a Alpargatas foi responsável pela criação de várias marcas conhecidas e pelo desenvolvimentos de vários calçados que ficaram famosos. 

Nesse meio, destaca-se a Havaianas, criada em 1962 e atualmente uma das maiores marcas brasileiras, referência mundial quando o assunto é chinelos de borracha e sandálias. 

Outros momentos relevantes da Alpargatas S.A.ocorreram em 2015 e 2017. 

Em 2015, a empresa concretizou a venda de 2 marcas importantes para um grupo de investidores. Trata-se da Topper e Rainha, duas marcas conhecidas no mercado esportivo que renderam cerca de R$ 48,7 milhões para a Alpargatas. 

Por fim, em 2017, foi concretizado o negócio que selou a venda da Alpargatas para as empresas: Cambuhy Investimentos, Brasil Warrant, Itaúsa. Que atualmente, possuem o controle da companhia. 

Ações da Alpargatas

A Alpargatas S.A. realizou a abertura do seu capital em 1913. Dessa forma, é considerada a 3ª empresa no Brasil a realizar seu IPO

Atualmente, as ações da Alpargatas são negociadas na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), ocupando o Nível 1 de Governança Corporativa na casa. A negociação é realizada por meio dos seguintes tickers:

  • ALPA3: código utilizado para negociação das ações ordinárias da Alpargatas. Esses papéis concedem direito à participação em assembleias corporativas e decisões da empresa. No entanto, é preciso lembrar que essa participação varia de acordo com a quantidade de ações de cada investidor. 
  • ALPA4: código utilizado para negociação das ações preferenciais da Alpargatas. Esses ativos proporcionam prioridade no momento que a empresa distribui os lucros, seja como dividendos ou mesmo como juros sobre capital próprio.  

Ainda sobre as ações da Alpargatas, o controle da empresa está nas mãos de outra empresa listada na Bolsa de Valores, a Itaúsa (Investimentos Itaú S.A.). De acordo com o site da B3, a empresa possui cerca de 42,89% das ações ordinárias (ALPA3) e 10,47% das ações preferenciais (ALPA4), totalizando 27,12% das ações totais da Alpargatas. 

O que considerar antes de investir nas ações da Alpargatas?

Na prática, a primeira fonte de consulta antes de investir nas ações da Alpargatas, e em qualquer outro ativo, deve ser o seu planejamento. Com ele, você precisa analisar se esses papéis vão de encontro aos seus objetivos e perfil de investidor, considerando o risco que envolve a renda variável. 

Sabendo disso, algumas informações que você precisa analisar são: 

Resultados recentes

Os resultados divulgados recentemente mostram que ao longo de 2019, a Alpargatas apresentou um bom desempenho, marcado por crescimento e expansão das suas margens. De acordo com os números, a empresa atingiu R$ 3,7 bilhões em receita líquida ao longo do ano, gerando um aumento de 10% em relação a 2018. 

Medidas para lidar com a crise causada pelo novo coronavírus

Os efeitos da crise causada pela epidemia do coronavírus afeta todos os setores da economia. No entanto, o varejo e consumo são áreas que já somam prejuízos considerados altos. 

Para conter um pouco esses impactos, algumas medidas foram tomadas, para resguardar colaboradores e garantir a saúde financeira da empresa:

  • Fechamento das lojas próprias no Brasil e no exterior, além da adoção de home office em seus escritórios globais.
  • Redução da produção, chegando a um nível mínimo, mantendo apenas o essencial e de forma a seguir as normas e diretrizes de segurança estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Dividendos ações da Alpargatas

Alguns investidores buscam empresas boas pagadoras de dividendos, obtendo lucro também com o lucro dessas companhias. Apesar da Alpargatas, não figurar entre as preferidas de quem busca esses pagamentos, é possível conseguir um bom retorno com a presença desses ativos em sua carteira. 

Para você ter uma ideia, em fevereiro de 2020, a empresa informou a liberação de R$ 30 milhões em dividendos, representando cerca de R$ 0,0501908552 por cada ação ordinária (ALPA3) e R$ 0,0552099407 por cada ação preferencial (ALPA4). 

Vale a pena investir nas ações Alpargatas?

Esses pontos devem estar presentes durante a sua avaliação sobre a Alpargatas. Como vimos, trata-se de uma empresa consolidada no seu mercado de atuação e com grande força de suas marcas. 

Por isso, espera-se que independentemente do cenário, marcas como Havaianas e Mizuno, continuem apresentando bons resultados e aumentando o lucro da Alpargatas. 

Além disso, ainda é preciso destacar que há uma empresa forte na administração da Alpargatas, a Itaúsa. Esse fato é constantemente apontado como uma segurança a mais para a companhia. 

Por fim, é sempre preciso ficar de olho com o preço da ação. Os reflexos da crise geraram uma queda nesses preços, favorecendo a entrada, caso o papel venha a subir muito, é necessário analisar a vantagem do investimento. 

Para isso, é sempre importante fazer uma análise dos seus investimentos. Assim, nesses momentos você consegue ajuda para decidir se deve ou não investir nas ações da Alpargatas ou em outros ativos. 

Luiza Caricati

Luíza Caricati é jornalista e redatora na Magnetis.

leia mais desse autor