Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Você pode investir de um jeito melhor, e nós podemos provar.

Baixe o app!

Vale a pena investir em ações Ambev?

A Ambev é considerada uma das maiores fabricantes de cervejas e bebidas do mundo, de uma forma que diversos rótulos que conhecemos e consumimos diariamente pertencem à marca. Tamanho é a grandeza da empresa que, desde que entrou na Bolsa de Valores, as ações Ambev são uma das mais negociadas da casa. 

Mas será que realmente vale a pena investir nas ações da Ambev? Ao longo deste texto, vamos apresentar as principais características e fatores que você deve considerar para chegar a essa resposta. 

Histórico da Ambev

Atualmente, a Ambev faz parte da Anheuser-Busch Inbev, conhecida como AB Inbev, um dos maiores grupos cervejeiros do mundo. 

Além de rótulos de cervejas nacionais e internacionais como Skol, Brahma, Antarctica, Budweiser, Stella Artois e Quilmes, a empresa também possui o direito de distribuição de outras bebidas. Entre as principais destacam refrigerantes como Guaraná Antarctica e Pepsi. 

No entanto, a história da Ambev começou em meados de 1880, quando ainda era dividida em duas cervejarias: Companhia Antarctica Paulista e a Manufactura de Cerveja Brahma & Villeger & Companhia.

A empresa chegou à Bolsa de Valores do Brasil em novembro de 2013. As ações Ambev passaram a ser negociadas com o código ABEV3. Com isso, ela se tornou uma das principais empresas do setor de Alimentos e Bebidas na Bolsa e uma das maiores corporações de capital aberto no Brasil. 

Ações Ambev no mundo

Como vimos, na Bolsa de Valores do Brasil as ações ordinárias da Ambev possuem o ticker ABEV3. No entanto, a empresa também está listada em bolsas de outros países. 

  • Nos Estados Unidos, as ações Ambev são negociadas com o código ABEV, na Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE). 
  • No México, as ações da Ambev possuem o código ABEVN e são negociadas na Bolsa de Valores do México (BMV), localizada na Cidade no México. 
  • Na Alemanha, as ações da Ambev são negociadas com o código A1W749 na Bolsa de Valores de Frankfurt (FWB).
como investir na bolsa de valores

Como está o mercado para a Ambev?

Mesmo com o direito sobre algumas das principais cervejas no mundo, nos últimos anos, a Ambev sofreu com alguns fatores que afetam seu mercado: 

Mercado competitivo

Nos últimos anos, a Ambev sofreu, principalmente com a chegada da Heineken no Brasil. Depois disso, o mercado ficou mais competitivo e o brasileiro passou a contar com mais rótulos disponíveis para escolha.

Mudança de hábito

Além da chegada da Heineken, a procura por cervejas artesanais também impactou o mercado em que a Ambev é referência. Produtos regionais e artesanais passaram a ser a escolha dos consumidores, obrigando a empresa a adquirir algumas marcas e investir nesse segmento. 

O que deve acontecer com as ações Ambev daqui pra frente?

O principal sentimento do mercado em relação às ações da Ambev é de neutralidade. Como o mercado de capitais é imprevisível, é impossível dizer se o desempenho vai ser de crescimento ou de queda em um futuro próximo. 

O caminho é entender os últimos resultados das ações. Por isso, vamos analisar o que aconteceu em março de 2020:

Performance das ações ABEV3 em março de 2020

No Brasil, acompanhando o Ibovespa e a performance de outras grandes empresas, as ações Ambev fecharam o mês de março com queda de 18,02%. Essa queda foi responsável por fazer que o preço das ações da Ambev (ABEV3) saíssem de R$ 14,54 (fechamento de fevereiro), para R$ 11,92 ao final do último pregão de março. 

Para compararmos, o Ibovespa apresentou queda de 29,90% no mesmo período. Ao longo de março, soltou de 104.171,57 pontos, para os 73.019,76 pontos. 

Porém, algo que anima os investidores é o fato de todo o setor cervejeiro ter sofrido quedas e não somente a Ambev. Olhando para outras empresas do ramo ao redor do mundo, também identificamos um cenário parecido. 

Na Europa, as ações da empresa Anheuser-Busch InBev (fusão da belga Interbrew com a Ambev) fechou o mês de março valendo 44,19 euros. Comparado com o valor de 50,73 euros do fechamento de fevereiro é uma queda 12,89%. 

Olhando para a Heineken, principal concorrente da Ambev, o desempenho é o mesmo. As ações apresentaram queda de 16,27% neste mesmo período. 

Portanto, olhando exclusivamente para as ações da Ambev, é possível encontrar investidores otimistas com o investimento nesses papéis. Principalmente pelo fato da queda não ser algo da empresa e sim do mercado

Vale a pena investir nas ações Ambev?

Assim como boa parte das empresas em todo mundo, a Ambev também deve sofrer efeitos da crise causada pelo novo coronavírus. Se compararmos a previsão realizada antes de tal acontecimento, com a perspectiva atual do mercado, enxerga-se que o crescimento esperado era superior. 

No entanto, quando olhamos para as ações da Ambev, é necessário a análise de alguns critérios para chegarmos à conclusão se vale ou não a pena. 

começar investir na bolsa

Pagamento de dividendos

Muitas pessoas procuram as ações Ambev por causa dos dividendos. De acordo com o estatuto da empresa, esse pagamento anual deve ser de, no mínimo, 40% do lucro líquido da companhia. 

Direito de “tag along”

Por serem ações ordinárias, os ativos ABEV3 garantem ao investidor o direito de “tag along”. Isso quer dizer que, em caso de venda do controle da empresa, os acionistas têm direito a 80% do valor pago pelas ações do acionista principal da empresa.  

Impactos do coronavírus 

quando olhamos para o setor de Alimentos e Bebidas, é impossível negar que o ramo cervejeiro é um dos mais afetados. Basta olharmos para o fechamento de bares e a quarentena, que determina que as pessoas fiquem em casa. Assim, é preciso constatar uma redução da receita vinda de bares, restaurantes e outros comércios do tipo.  

Resistência à crise 

Mesmo diante dessa situação, é possível dizer que a Ambev é uma das empresas mais preparadas para resistir à crise. Um bom motivo é a solidez financeira, já que apresenta um caixa de receita superior à sua dívida bruta. 

Agora que você já consegue decidir se vale a pena ou não investir nas ações Ambev é hora de entender como aplicar seu dinheiro. Para isso, preparamos um outro conteúdo, explicando como investir na Bolsa de Valores

Andressa Siqueira, CEA
Andressa Siqueira, CEA

Formada em Economia pela PUC-SP, é analista de conteúdo, especialista em investimentos na Magnetis desde 2019, possui certificação CEA pela ANBIMA e trabalha no mercado financeiro há mais de 8 anos.

leia mais desse autor