Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Você pode investir de um jeito melhor, e nós podemos provar.

Baixe o app!

Ações ordinárias e preferenciais: saiba a diferença!

Você começou a pesquisar sobre o mercado financeiro recentemente e quer entender melhor o funcionamento dos diferentes tipos de investimento? Vamos lá!

Começaremos falando de ações. As empresas de capital aberto – descritas como sociedades anônimas (S/A) – dividem seu capital em parcelas menores, que são as ações. E para negociá-las na bolsa de valores, o investidor precisa ter acesso a um Home Broker ou uma mesa de operações. 

As ações individuais de uma empresa podem ser divididas em duas categorias: ações ordinárias (ON) e ações preferenciais (PN).

Diferenças entre ações ordinárias e preferenciais

Ações ordinárias ou preferenciais são diferenciadas pelo direito a voto em assembleias e pela prioridade no recebimento de proventos.

A identificação das ações é feita pelo ticker, o seu código no mercado financeiro, e que é formado por um conjunto que envolve 4 letras e 1 número, sendo que este último identifica o tipo de ação, enquanto que as letras identificam a empresa.

As ações ON, por exemplo, terminam com 3 (ITUB3) e dão direito a voto, enquanto que as PN que terminam com 4 (PETR4) e têm preferência no recebimento de dividendos.

Para falar de ações ordinárias, precisamos compará-las às ações preferenciais. Entender as diferenças entre esses dois tipos de ações é fundamental para que você faça a escolha certa na hora de investir. Veremos a seguir.

O que significa ações ON e PN?

As ações ordinárias são aquelas que proporcionam poder de participação com voto em decisões empresariais – seja em assembleias corporativas ou convenções. 

Esse poder está diretamente relacionado com a quantidade de ações que um investidor possui, ou seja, as decisões importantes sobre a empresa são tomadas pelos acionistas que possuem grandes percentuais de ações ordinárias da organização em questão.

Já no caso das ações preferenciais, os investidores que as possuem só podem votar em situações específicas. 

Como o nome sugere, as ações preferenciais têm como principal característica fornecer prioridade em um momento de pagamento de dividendos e distribuição dos lucros da empresa, ou no reembolso de capital em caso de liquidação.

Uma vez entendida a diferença entre as duas, vem a pergunta: qual delas é a ideal para você?

Qual rende mais?

Para responder a essa pergunta, devemos levar em consideração o seu objetivo principal e fazer uma análise da empresa na qual você quer investir.

É importante conhecer como a empresa se relaciona com seus investidores, além do seu desempenho e projeções de resultados futuros.

Geralmente, as ações preferenciais são ideais para o pequeno investidor, já que ele possui menor poder de voto. É, então, mais interessante escolher a opção com maior liquidez.

Ou seja, por ser mais fácil de negociar uma ação preferencial, é possível alcançar uma maior rentabilidade – ou até um retorno sobre o investimento – mais rapidamente. 

A vantagem das ações preferenciais é que, com elas, se tem prioridade no recebimento dos dividendos.

Alguns exemplos de ações preferenciais são:

  • PETR4: Petrobras;
  • BBDC4: Banco Bradesco;
  • AZUL4: Azul SA;
  • VALE4: Vale;
  • ITUB4: Banco Itaú;
  • LAME4: Lojas Americanas;
  • BIDI4: Banco Inter.

Já os investidores que desejam manter seu capital alocado por um longo período, procuram se proteger com as ações ordinárias.

Exemplos de ações ordinárias

Como falamos anteriormente, as ações ON terminam com o número 3 e dão direito a voto.

 

Alguns exemplos de ações ordinárias são:

  • BBDC3: Banco Bradesco;
  • PETR3: Petrobras;
  • CVCB3: CVC Brasil;
  • MGLU3: Magazine Luiza;
  • USIM3: USIMINAS;
  • ABEV3: AMBEV;
  • VALE3: Vale;
  • NATU3: Natura;
  • OIBR3: Oi;
  • BIDI3: Banco Inter;
  • JBSS3: JBS.

Dúvida sobre ações ordinárias

É importante ressaltar que existem produtos financeiros adequados para todos os perfis – desde que o investidor tenha clareza sobre seus objetivos.

 

É normal ficar com dúvidas durante o processo de tomada de decisão e, por isso, responderemos um questionamento muito comum sobre as ações ordinárias.

Ações ordinárias recebem dividendos?

Como falamos anteriormente, as ações preferenciais têm prioridade no recebimento dos dividendos, mas isso não significa que os acionistas ordinários não recebam esses valores.

O que acontece é que, em caso de lucro, a empresa irá distribuir os rendimentos primeiramente entre os acionistas preferenciais e pode, inclusive, pagar percentuais maiores do que aos dos demais acionistas.

No caso de falência, os proprietários das ações PN também terão preferência no recebimento do reembolso de seu dinheiro investido. Se, por acaso, o patrimônio da empresa for liquidado antes do pagamento aos acionistas ordinários, eles podem não recuperar seu capital. 

Outra informação importante a ser considerada é que tanto os acionistas preferenciais quanto os acionistas ordinários não são responsabilizados pelas dívidas contraídas pela empresa.

Perfil de investidor na bolsa

Como você já percebeu, nós acreditamos que, para investir, é importante conhecer o seu perfil de investidor e os seus objetivos a curto, médio e longo prazo, assim como definir uma estratégia a ser seguida.

Isso evitará que você passe por desconfortos ou tenha prejuízos, como:

  • Investir em um produto financeiro a longo prazo e precisar antecipar a liquidação.
  • Investir em produtos de risco e se surpreender com as oscilações do mercado, retirando rapidamente o investimento sem analisar se há potencial de uma nova alta.
  • Tomar decisões com base na emoção, e não na estratégia.

Se você possui um perfil conservador – ou seja, se você não quer colocar seu patrimônio em risco, mesmo que isso signifique ter uma rentabilidade menor –, existem produtos mais adequados para você, como a renda fixa.

Nós temos materiais sobre como ganhar dinheiro investindo, nos quais falamos sobre os melhores investimentos com rentabilidade a curto prazo.

No entanto, isso não significa que um perfil conservador ou moderado não possa investir em ações.

Ações ordinárias de acordo com perfis de investimento

As ações ordinárias de empresas bastante consistentes podem ser opções de investimentos rentáveis e mais seguras para aquele investidor que deseja deixar seu dinheiro aplicado por longos períodos. Ainda assim, trazem um risco específico do setor onde essa ação está inserida.

As transações de maior risco, como as negociações de day trade ou operações no mercado futuro, são recomendadas somente para os investidores que têm um perfil mais agressivo.

Agora que você já sabe quais são as diferenças entre ações ordinárias e ações preferenciais, é possível dar o próximo passo. Baixe nosso Guia completo sobre consultoria de investimentos e saiba como tomar decisões mais precisas e ter bons resultados em negociações.

Caroline Dubard
Caroline Dubard

formada em marketing e apaixonada por conteúdo. Tem experiência em marketing digital, performance e branding. Atualmente, lidera as estratégias de marketing de conteúdo da Magnetis.

leia mais desse autor