Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Ações ordinárias: o que é?vale a pena comprar ações ON?

como investir na bolsa de valores

Você já ficou na dúvida sobre qual tipo de ativo comprar? Alguém já perguntou se você prefere ações ordinárias ou preferenciais?

Se você já investe ou está interessado em investir na Bolsa de Valores, certamente, percebeu que existem alguns tipos de ativos. São fundos, títulos, moedas e, principalmente, ações que, por sua vez, são divididas em ações ordinárias e ações preferenciais. 

Ao longo deste conteúdo você vai entender todos os detalhes sobre as ações ordinárias. Assim, será possível definir se esse é o tipo de ação que combina com o seu perfil de investidor e com os seus objetivos. 

Afinal, o que são ações ordinárias?

As ações ordinárias são os papéis que proporcionam poder de participação em decisões da empresa, seja em assembleias corporativas ou convenções. É importante sempre lembrar que este poder está relacionado com a quantidade de ações que um investidor possui. 

Assim, é necessário ressaltar que as decisões importantes sobre o rumo das empresas são tomadas por acionistas que possuem grandes percentuais de ações dessa organização. 

Como saber que uma ação é ordinária?

A identificação das ações no mercado financeiro acontece por meio de um conjunto de símbolos que envolve 4 letras e 1 número. Enquanto as 4 letras, que sempre são apresentadas em caixa alta, servem para identificar a empresa, o número serve para identificar o tipo de ação

Portanto, as ações ordinárias são representadas pelo sufixo 3 após as letras.

Exemplos de ações ordinárias

Quando olhamos para a Bolsa de Valores do Brasil, alguns bons exemplos de ações ordinárias são:

  • BBDC3: Banco Bradesco;
  • PETR3: Petrobras;
  • CVCB3: CVC Brasil;
  • MGLU3: Magazine Luiza;
  • USIM3: USIMINAS;
  • ABEV3: AMBEV;
  • VALE3: VALE.Natura;
  • NATU3: Natura;
  • OIBR3: Oi;
  • BIDI3: Banco Inter;
  • JBSS3: JBS;

Quais as diferenças entre ações ordinárias e ações preferenciais?

Não dá para falar sobre as ações ordinárias sem comparar às ações preferenciais. Entender as diferenças entre esses dois tipos de papéis é fundamental para você fazer a escolha certa na hora de investir. 

Como já deixamos claro o que são as ações ordinárias, é hora de esclarecer o outro conceito. As ações preferenciais têm como principais característica fornecer prioridade em um momento de pagamento de dividendo ou e no reembolso de capital em caso de liquidação da empresa. 

Como falamos sobre a identificação das ações ordinárias ser realizada a partir do sufixo 3, vamos mostrar também como saber se uma ação é preferencial. Nesses casos, o sufixo que acompanha as 4 letras é o número 4. 

Alguns exemplos de ações preferenciais são:

  • PETR4: Petrobras;
  • BBDC4: Banco Bradesco;
  • AZUL4: AZUL SA;
  • VALE4: VALE;
  • ITUB4: Banco Itaú; 
  • LAME4: Lojas Americanas
  • BIDI4: Banco Inter

Portanto, podemos falar que as as principais diferenças entre as ações ordinárias e preferenciais, (ON) e (PN), têm relação com o direito a voto em assembleias e na ordem do recebimento de pagamentos.

Quais as vantagens e desvantagens de investir em ações ordinárias?

Antes de apresentarmos as vantagens de investir em ações ordinárias é importante que você saiba que, nos últimos anos, há um movimento para a unificação dos tipos de ações. 

Algumas empresas já contam apenas suas ações ordinárias na Bolsa. O objetivo é tornar os investimentos ainda mais simples e transparentes para os investidores. Dessa forma, a tendência é que seja criado o que chamamos de Novo Mercado. 

começar investir na bolsa

As empresas que já estão listadas nesse Novo Mercado chegam à Bolsa de Valores apenas com ações ordinárias. 

Sabendo disso, confira as vantagens e desvantagens de investir em ações ordinárias:

Vantagens:

Para começar, quando falamos em ações ordinárias, precisamos falar sobre o direito ao “tag along”. Esse benefício garante a você que possui esse tipo de ação o direito à participação no prêmio quando acontece transferência de gestão ou mesmo venda da empresa. 

Nessas situações, há uma lei (Lei das Sociedades Anônimas) que determina que a empresa que adquiriu a empresa tenha que pagar aos acionistas que possuem ações ON, no mínimo, 80% do valor da cotação dos papéis, podendo chegar até a 100%.

Além disso, essa lei ainda estabelece que o investidor que possui uma ação ordinária não é responsável, em hipótese alguma, pelas dívidas da empresa.  

Uma das vantagens em investir em ações ordinárias é a possibilidade de lucrar mais com recebimentos. Como vimos, acionistas que possuem ações preferenciais recebem lucros e dividendos primeiro, no entanto, recebem valores fixos. 

Por outro lado, quando a empresa apresenta um lucro muito alto, os acionistas que possuem ações ordinárias podem dividir uma grande parte dos lucros. No final das contas, quem investe em ações ON pode lucrar mais do que aqueles que investem em PN. 

Esses motivos são levados em consideração no mercado de ações. Por isso, geralmente, acompanhamos as ações ordinárias apresentando um desempenho melhor do que as preferenciais, sobretudo quando há possibilidades de mudanças na gestão das empresas.

Desvantagens:

Ainda que existam variadas vantagens, temos também que apresentar as principais objeções dos investidores na hora de escolher as ações ordinárias. 

A primeira objeção está relacionada com a falta de preferência na hora de receber dividendos e juros sobre capital próprio. Há investidores que preferem receber esse valor primeiro e por isso optam pelas PN. 

O outro ponto que pode ser considerado uma objeção está relacionado aos casos em que a empresa passa por liquidação ou quando é dissolvida. Nessas circunstâncias, quem possui ações preferenciais contínua com prioridade para receber as restituições.  

Outro ponto importante é que caso a empresa seja dissolvida ou liquidada, os acionistas preferenciais têm prioridade em relação àqueles que compraram ações ordinárias.

Por fim, precisamos falar que as ações preferenciais, normalmente, apresentam maior liquidez no mercado financeiro. Isso quer dizer que elas, geralmente, são mais negociadas durante um pregão. Esse fato é importante para tornar mais fácil a venda e compra de papéis PN.

Agora que você já sabe o que são as ações ordinárias e as vantagens de investir nesses papéis, é possível dar o próximo passo. Para isso, recomendamos que você baixe nosso guia Guia Completo sobre Consultoria de Investimentos e fique mais perto de obter bons resultados nessas negociações.