Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Você pode investir de um jeito melhor, e nós podemos provar.

Baixe o app!

Análise SWOT aplicada às finanças: como fazer de forma eficaz?

A análise SWOT é um tema comum para estudantes e profissionais das áreas de Marketing, Publicidade e Propaganda e Administração. Afinal, trata-se de um dos métodos mais eficazes de fazer análises estratégicas para empresas. 

Esse sistema pode ser aplicado não apenas em projetos empresariais, mas apresenta-se também como uma importante ferramenta para ser empregada nas finanças pessoais. 

Inclusive, muitas pessoas já observaram os benefícios da análise SWOT para as finanças e desenvolvem o seu planejamento financeiro com base nos conceitos dessa metodologia. 

Veja neste artigo o que é a análise SWOT e como aplicar esse método nas suas finanças de forma eficaz! 

O que é a análise SWOT? 

A análise SWOT consiste em uma metodologia desenvolvida pelo guru do marketing Philip Kotler. O objetivo é realizar uma análise completa de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de um determinado negócio.

Por isso, o nome do método é abreviado com as iniciais dos quatro conceitos que o engloba: 

  • strengths: forças;
  • weaknesses: fraquezas; 
  • opportunities: oportunidades;
  • threats: ameaças. 

Esses elementos são usados para avaliar os ambientes internos e externos de uma empresa, sendo: 

  • ambiente interno: forças e fraquezas; 
  • ambiente externo: oportunidades e ameaças. 

O ambiente interno refere-se aos aspectos aos quais a empresa tem controle e que podem ser utilizados para potencializar o negócio ou avaliar os pontos que necessitam ser aperfeiçoados. 

Por exemplo, se uma companhia tem como pontos fortes a qualidade dos produtos comercializados, a agilidade na entrega e os preços acessíveis, esses itens devem ser listados como forças do negócio.

Por outro lado, se a empresa tem dificuldades em alcançar um grande número de clientes por meio da internet, esse ponto precisa ser elencado como uma fraqueza. 

Já o ambiente externo diz respeito aos fatores que a organização não tem controle, mas que tornam-se favoráveis ou desfavoráveis a depender das circunstâncias.

O clima chuvoso é um exemplo de ameaça para um quiosque, uma vez que essa circunstância faz com que o número de pessoas na praia diminua. 

Já a ausência de um determinado tipo de produto ou serviço nessa mesma praia pode ser uma oportunidade de investimento. 

Como aplicar a análise SWOT às finanças? 

Aplicar os elementos da análise SWOT nas finanças pessoais é uma forma de aumentar o patrimônio. Assim como, alcançar os objetivos e conquistar a tranquilidade financeira

Essa metodologia é simples de ser empregada e pode ser organizada com o simples uso de um papel e caneta. A matriz pode ser esboçada no formato de um quadrado, com a distribuição dos conceitos em cada uma das esferas. 

É aconselhável que os fatores internos sejam incluídos do lado esquerdo e os externos à direita. 

Veja agora como essa técnica pode ser aplicada de forma eficaz. 

Forças (aplicada à análise SWOT)

No espaço destinado às forças, deve-se inserir os pontos fortes que podem contribuir para o sucesso das finanças

Um salário alto, por exemplo, é um fator que pode contribuir para a constituição de uma reserva e investimentos. 

A organização financeira também é uma potencialidade, pois favorece o planejamento de ações sem comprometer o dinheiro que entra mensalmente. 

Fraquezas

A má condução do dinheiro é um ponto negativo e pode ser listado como fraqueza. A partir disso, ações para adquirir uma educação financeira podem ser empregadas. 

O acúmulo de dívidas é outro fator desfavorável, bem como rendimentos inferiores às despesas e falta de ideias para sair dessa situação. 

Esses itens podem ser incluídos na lista para serem minimizados ou alterados por completo

Oportunidades 

Todas as condições que apresentam a oportunidade de aumentar a renda e o patrimônio podem ser elencadas como oportunidades. Isso quer dizer que, se o cenário do investidor mostra-se favorável para possuir investimentos de renda variável, esse item pode ser incluído na lista de potencialidades. 

Ameaças 

Você já pensou quais são as ameaças que podem afetar as finanças? Perda do emprego, doenças, alta nos preços, inflação? É possível que todos esses fatores externos se tornem itens da lista de ameaças à vida financeira. 

Como resultado de várias circunstâncias que podem se alterar de um momento para outro, aconselha-se que os investimentos em renda variável sejam realizados a partir de estudos sobre com o auxílio de especialistas. 

Após a avaliação cuidadosa de todos esses elementos, é possível estabelecer as metas financeiras e realizar o planejamento para conquistar os objetivos. 

Uma dica é realizar uma análise global do portfólio. Confira a seguir como fazer essa avaliação com a Magnetis. 

Análise global de portfólio 

Em resumo, a análise global de portfólio caracteriza-se pela avaliação dos investimentos dos clientes de gestoras especializadas. O foco é analisar os investimentos que ainda estão fora das carteiras otimizadas. 

Portanto, essa avaliação possibilita a compreensão do portfólio de forma ampla, associando seus objetivos aos tipos de investimentos realizados. E, claro, buscando identificar se o dinheiro está sendo aplicado de maneira correta

Assim, caso isso não aconteça de forma adequada, torna-se necessário desenvolver um planejamento para corrigir os erros. 

A Magnetis desenvolve a análise global de portfólio, de forma gratuita, conversando com o cliente de forma imparcial e oferecendo recomendações precisas para que os objetivos sejam alcançados. 

Você deseja ter uma carteira de investimentos que dê a tranquilidade de ter feito as escolhas certas? Venha pra Magnetis

Andressa Siqueira, CFP®
Andressa Siqueira, CFP®

Formada em Economia pela PUC-SP, é analista de conteúdo, especialista em investimentos na Magnetis desde 2019. Possui as certificações CEA pela ANBIMA e de planejadora financeira CFP®, trabalha no mercado financeiro há mais de 8 anos.

leia mais desse autor