Já pensou em tirar um ano sabático? Veja como alcançar esse objetivo!

por Mariana Congo | 01/03/2019

Ano Sabático: como planejar o seu

Tirar um ano sabático hoje em dia é o desejo de muitas pessoas que querem refletir sobre a vida ou a carreira. O termo virou sinônimo de período de descanso, uma vez que a pessoa se afasta do trabalho para se dedicar à vida particular ou para realizar algum projeto específico nesse meio tempo.

Veja mais: Sabia que você pode investir com a Magnetis a partir de R$ 1 mil? Comece já a investir no seu ano sabático!

Sabia que não é preciso ter muito dinheiro para tirar o seu ano sabático? Neste post, vamos mostrar de forma prática como fazer o seu planejamento financeiro para esse objetivo. Mas, primeiro, vamos entender melhor o que é um ano sabático.

O que é um ano sabático?

A versão original do conceito de ano sabático está ligada à tradição judaica. O Shemitá, como esse período é conhecido em hebraico, se refere ao ano de descanso da terra, após seis anos de plantio e colheita.

No sentido moderno, é comum utilizar esse conceito para refletir sobre a carreira, descobrir um propósito de vida, reencontrar-se com a própria essência, buscar automotivação e assim por diante.

Porém, para colocar essa ideia em prática, é preciso ter as finanças pessoais bem organizadas. A seguir, separamos algumas dicas para você juntar dinheiro para o seu ano sabático!

1 - Defina o objetivo do seu ano sabático

Talvez você já tenha ouvido casos de personalidades (como artistas ou pessoas do mundo dos negócios) que tiraram um ano sabático.

Não pense, contudo, que esse é um privilégio de quem tem muito dinheiro e pode ficar um tempo afastado do trabalho. Afinal, com planejamento financeiro, você também pode viver essa experiência.

Como você já sabe, o ano sabático pode ser utilizado de diferentes formas na vida de uma pessoa. Então, para planejar um período desse tipo, defina antes qual será o objetivo desse período.

Ao terminar a faculdade, por exemplo, é possível usar essa pausa para encontrar a carreira desejada. Assim, o ano sabático pode ser uma maneira de a pessoa rever certas decisões e refletir sobre novas escolhas.

Também é possível fazer um intercâmbio, aprender outra língua, fazer trabalho voluntário ou apenas passar algum tempo com a família.

Para quem já está há mais tempo no mercado, vale cogitar o sabático para rever o andamento da carreira, estudar uma nova área ou aperfeiçoar habilidades que não fazem parte do dia a dia.

O importante é ter um objetivo bem definido e acompanhar a sua evolução ao longo do tempo. Assim, você terá mais satisfação ao conseguir tirar o seu ano sabático.

2 - Avalie o momento mais adequado para tirar um ano sabático

O ano sabático é um afastamento voluntário da profissão. Assim, é preciso pensar bem no momento mais adequado para pausar a carreira.

Por exemplo, caso você esteja batalhando por uma promoção no emprego, pode não ser o melhor momento para pausar a carreira. Isso acontece especialmente em segmentos do mercado que passam por mudanças constantes.

Algumas organizações até oferecem a possibilidade de os colaboradores tirarem um ano sabático. Pela CLT (lei que rege os contratos formais de trabalho), é possível tirar uma licença sem remuneração. Assim, não é necessário pedir demissão para tirar um ano sabático.

Algumas empresas, porém, oferecem essa possibilidade apenas para o alto escalão. Vale checar as condições que cada companhia oferece antes de tomar uma decisão definitiva.

Em outra situação, quando você nota que não há perspectiva de crescimento na sua empresa e você deseja sair de onde está, o ano sabático pode ser uma forma de reorganizar a sua vida profissional e buscar oportunidades melhores. Assim, tal período funciona como uma fase de transição entre um emprego e outro.

3 - Faça os cálculos e estabeleça o valor que será gasto no período

Como você deve imaginar, é necessário ter uma quantia considerável para passar 12 meses fora do trabalho. Se a intenção é sustentar toda a família, os gastos serão ainda maiores.

Por esse motivo, antes de tirar o seu ano sabático, é importante que você guarde o dinheiro que será utilizado durante esse tempo.

Assim, faça uma lista de todos os gastos que você terá durante esse período de afastamento do trabalho. Desde já, saiba que o custo dessa experiência dependerá muito de como você quer vivê-la.

Por exemplo, há pessoas que usam esse tempo para diminuir o consumo e se adaptar a outro estilo de vida. Caso pretenda viajar para outro país, considere os gastos adicionais com passagens e hospedagem.

Ao calcular o valor das despesas mensais fixas e dos gastos adicionais, você chegará o valor necessário para cobrir o seu ano sabático. A partir daí, você pode investir esse valor para preservar o patrimônio.

4 - Comece a juntar dinheiro para o seu ano sabático

Uma vez que você definiu o valor que precisa poupar para o seu ano sabático, é hora de se programar para acumular essa quantia.

Estabeleça um valor para guardar todo mês com base no tempo que ainda falta para você sair do trabalho. Dessa forma, fica mais fácil atingir a sua meta financeira.

Para fazer o dinheiro render, você pode escolher entre diversos tipos de investimento. O mercado oferece diversas aplicações e a mais adequada para você dependerá do seu perfil e do tempo que você determinou para tirar o seu ano sabático.

Existem investimentos, por exemplo, que têm melhor rendimento quando são feitos por pelo menos um ano. Outras aplicações são mais vantajosas a partir de dois anos.

Mas existem também opções para quem não consegue esperar tanto ou precisa ter acesso rápido ao dinheiro. (saiba mais aqui). 

5 - Faça uma reserva de emergência

O ideal é que você tenha também uma reserva financeira para algum imprevisto ou oportunidade. 

Fazendo a sua reserva de emergência, você evita ter de sacar os investimentos do seu ano sabático para outra finalidade.

Além disso, quando você voltar à sua rotina habitual, precisará de dinheiro para se manter por algum tempo. E, para isso, a reserva de emergência também é uma alternativa.

6 - Mantenha o foco no seu objetivo

Juntar dinheiro é algo que exige foco e disciplina. Por isso, faça o possível para manter seus objetivos financeiros sempre em mente na hora de tomar qualquer decisão.

Caso necessário, corte gastos ou busque uma fonte de renda extra para juntar dinheiro. Além disso, procure os melhores investimentos para o seu perfil para potencializar os seus ganhos.

Lembre-se de que investir é uma forma de chegar mais rápido ao seu objetivo. Desse modo, conquistar o que você deseja será bem menos trabalhoso.

Viu como é simples começar a investir para tirar um ano sabático? Quer conhecer as aplicações financeiras que você pode fazer para juntar o dinheiro necessário? Confira então o nosso Guia Completo sobre os Tipos de Investimentos!

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

Avaliar o post