Brasilprev: tudo que você queria saber sobre fundos de previdência do Banco do Brasil

por Malena Oliveira | 17/10/2019

Brasilprev: tudo que você precisa saber

Se você já pesquisou sobre previdência privada, deve ter se deparado com os planos da Brasilprev, a previdência do Banco do Brasil.

Está em dúvida se vale a pena contratar? Não se preocupe! Vamos mostrar as principais vantagens e desvantagens desses fundos a partir de agora.

Mas antes, uma breve explicação sobre o que é um plano de previdência privada e quando vale a pena investir. Continue conosco!

O que é previdência privada?

Previdência privada é um tipo de investimento focado no longo prazo. Geralmente, o foco desses planos é a renda complementar na aposentadoria.

No entanto, eles podem ser usados para outros objetivos, como pagar os estudos dos filhos ou custear a compra de um bem no futuro.

Por terem um regime diferente de tributação, os planos de previdência costumam ser mais vantajosos para quem pode deixar seu dinheiro aplicado por mais tempo.

Isso porque o Imposto de Renda (IR) pode chegar a 10% sobre o valor do lucro, algo que nenhum outro investimento de renda fixa oferece.

Além disso, outra vantagem é a possibilidade de cadastrar as contribuições em débito automático. Assim, fica mais fácil investir seu dinheiro nesses planos.

Há dois tipos de planos de previdência no mercado:

  • PGBL: Plano Gerador de Benefício Livre. Seu principal diferencial é a possibilidade de dedução do IR. Mas atenção! O benefício só vale para quem faz a declaração completa.
  • VGBL: Vida Gerador de Benefício Livre. Oferece a possibilidade de pagar IR de 10% sobre o valor aplicado e facilita o processo de herança, pois já permite o cadastro de beneficiários no momento da contratação.

O que é a Brasilprev?

A Brasilprev é uma empresa criada para administrar a previdência privada do Banco do Brasil (BB).

Atualmente, ela concentra o maior número de clientes desse tipo de fundo no país, com 36% do mercado. Os dados são do balanço mais recente da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi).

O tipo de plano mais popular é o VGBL do Banco do Brasil. Mas é possível contratar também o PGBL.

A empresa oferece planos individuais, planos Júnior (para quem quer investir para os filhos, por exemplo) e previdência empresarial.

Como é a carteira dos fundos Brasilprev?

A empresa oferece três possibilidades de carteira de investimento em seus planos. Elas são:

  • renda fixa: investimentos conservadores e que oferecem rentabilidade previsível;
  • multimercado: mescla ativos de renda fixa e renda variável. O percentual de ações e outros ativos dessa categoria fica entre 20% e 49% da carteira;
  • ciclos: modalidade que começa com boa parte dos ativos da carteira investidos em renda variável. Ao longo do tempo, porém, ela vai se tornando mais conservadora.

Os planos oferecem várias modalidades de contribuição. Para começar a investir, é preciso escolher uma das alternativas a seguir:

  • aporte único: valor mínimo de R$ 10 mil (R$ 3 mil para a modalidade Júnior);
  • aporte mensal: valor mínimo de R$ 100;
  • aporte trimestral: valor mínimo de R$ 300
  • aporte semestral: valor mínimo de R$ 600
  • aporte anual: R$ 1,2 mil

O cliente também pode fazer aportes adicionais a partir de R$ 100 quando quiser.

Quanto ao momento do resgate, é possível escolher três formas de ter o dinheiro de volta:

  • pagamento único: saque do valor total (capital e rendimentos);
  • renda por prazo certo: o plano proporciona renda mensal por um número determinado de meses, com valores corrigidos pela inflação;
  • renda vitalícia: o plano proporciona renda mensal, também com valores corrigidos pela inflação.

Quais são as taxas para investir nos fundos da BrasilPrev?

Um fundo de previdência privada pode ter até três tipos diferentes de taxas:

  • taxa de administração: valor pago à empresa que gerencia o fundo para cuidar das carteiras dos clientes;
  • taxa de carregamento: valor cobrado a cada novo aporte feito no fundo;
  • taxa de saída: valor cobrado no momento do resgate dos recursos.

No caso da Brasilprev, ela zerou em 2018 as taxas de carregamento e de saída de seus fundos.

Antes, essas taxas chegavam a até 2% sobre o valor aplicado. Para um aporte adicional de R$ 100, por exemplo, somente R$ 98 seriam aplicados no fundo. Os outros R$ 2 são o valor da taxa.

As taxas de administração dos fundos da Brasilprev variam entre 0,8% ao ano e 3% ao ano.

Qual é a rentabilidade dos planos da Brasilprev?

Os fundos de previdência da Brasilprev têm rentabilidades diferentes, dependendo de seu nível de risco. Confira a seguir os resultados dos principais fundos.

Como você vai perceber, se considerarmos a evolução dos fundos desde o seu início, eles perdem para o CDI, o indicador mais básico dos investimentos seguros.

Na prática, significa que uma aplicação tão simples como o Tesouro Selic rendeu mais no mesmo período.

Brasilprev Renda Total Fix II Renda Fixa

Brasilprev Renda Total Renda Fixa
(Fonte: Comparador de Fundos Magnetis)

Brasilprev Renda Total Ciclo de Vida 2020 – Fundo Multimercado

Brasilprev Renda Total Ciclo de Vida 2020
(Fonte: Comparador de Fundos Magnetis)

Brasilprev Multimercado Dinâmico I

Brasilprev Multi-Dinâmico
(Fonte: Comparador de Fundos Magnetis)

Brasilprev vale a pena?

Um estudo recente da Magnetis mostrou que os maiores fundos de previdência do Brasil não conseguem alcançar o CDI, inclusive os fundos da Brasilprev.

Como já mencionamos, o CDI é o indicador mais básico do mercado de investimentos. Ele representa uma aplicação de renda fixa praticamente livre de riscos.

Isso acontece principalmente por causa da taxas caras desses fundos. Como os grandes bancos concentram boa parte desse mercado, eles ficam à vontade para fazer cobranças abusivas.

No entanto, caso você esteja descontente com o rendimento ou com os custos do seu plano de previdência privada, é possível fazer a portabilidade desse plano para outra instituição.

Para isso, basta procurar a instituição do seu interesse com o extrato do seu plano.

A nova instituição pode fazer a transferência dos recursos sem nenhum custo adicional para você, estabelecendo uma nova estratégia para investir melhor o seu dinheiro.

Agora que você entende melhor o que é a Brasilprev e como seus fundos funcionam, que tal conhecer outras opções para investir em previdência privada? Confira o nosso Guia Completo sobre Previdência Privada e tire suas dúvidas!

Avaliar o post