Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Por que ter uma carteira de dividendos e como montar a ideal?

Quer viver de renda ou juntar uma boa reserva para a aposentadoria? Pois saiba que dá para fazer isso com ações da bolsa de valores.

Uma das formas de atingir o objetivo é optar por ações que distribuam com frequência bons rendimentos e montar uma carteira de dividendos.

Os dividendos são a parcela do lucro da empresa que é distribuída aos acionistas. As empresas listadas na bolsa devem, por lei, distribuir ao menos 25% do lucro na forma de proventos.

Mas podem existir algumas que paguem valores superiores até mesmo ao do seu lucro líquido.

Quer saber mais e aprender a montar uma carteira de dividendos ideal? Confira!

Como os dividendos são pagos?

Uma empresa pode pagar dividendos uma, duas vezes por ano, a cada trimestre ou até todos os meses.

Portanto, na hora da escolha do papel, é importante verificar qual é a política de pagamento e se ela está adequada à estratégia.

Quem deseja gerar uma renda frequente deve preferir empresas que pagam dividendos mensais ou trimestrais.

Já quem quer juntar dinheiro para a aposentadoria, por exemplo, pode optar por empresas que distribuam dividendos a cada semestre ou ano.

Nesse caso é fundamental reinvestir os valores, pois, dessa forma, você acelera o crescimento do patrimônio. Para facilitar esse processo, algumas empresas oferecem planos de reinvestimento automático de dividendos.

A política de pagamento de dividendos é definida pelo Conselho de Administração da empresa e formalizada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A empresa deve anunciar a data de referência a quem tem ou não direito ao provento, além da data do pagamento. O dinheiro é depositado diretamente na conta de cada acionista em corretoras.

Os dividendos são tributados diretamente na fonte e isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas. Ou seja, quando quem investe recebe o valor, ele já é líquido de impostos.

como investir na bolsa de valores

Quais são os tipos de proventos?

Além dos dividendos, existem outros tipos de proventos que são distribuídos pela empresa aos acionistas. Conheça as suas diferenças:

  • juros sobre capital próprio — similar aos dividendos, esse tipo de provento está sujeito à alíquota de 15% do Imposto de Renda, que deve ser paga por quem investe;
  • bonificação — é quando o pagamento de dividendos é realizado ao acionista na forma de ações. A quantidade de ações será proporcional ao que cada um tem na carteira;
  • dividendo especial extraordinário — provento extra pago pela empresa a quem investe. É realizado em caso de ganhos inesperados ou aumento rápido do fluxo de caixa.

O que avaliar na escolha das ações ao montar a carteira?

Para montar a estratégia é importante ter na carteira ações com um bom histórico de pagamento de dividendos. Mas, para isso, é necessário saber analisar alguns aspectos do negócio.

Veja abaixo dicas de como escolher os papéis e montar uma carteira que pague bons dividendos mensais.

Avaliar a solidez da empresa

Para encontrar empresas sólidas, que geram valor aos acionistas, é essencial analisar dados como lucro anual, dívidas e fluxo de caixa.

Uma forma simples de encontrá-las é filtrar papéis de empresas líderes em cada segmento, já que costumam gerar resultados positivos.

Manter um bom planejamento financeiro

É necessário ter disciplina e inteligência financeira se quiser manter os papéis na carteira por um período maior. Afinal, o objetivo é gerar renda no longo prazo com essas aplicações.

Quem investe, além de evitar o resgate de investimentos, deve resistir à ideia de comprar e vender papéis com frequência.

O melhor é não se preocupar com o preço dos papéis. Mais importante é monitorar a política de dividendos da empresa.

Identificar as maiores pagadoras

Para saber quais empresas pagam mais proventos aos acionistas, vale conhecer dois conceitos: dividend payout e dividend yield:

  • o dividend payout mostra quanto do seu lucro líquido a empresa costuma distribuir. Na hora de analisar esse dado, é aconselhável verificar seu valor nos últimos dez anos, de forma a verificar se é uma política sólida da empresa;
  • o dividend yield aponta qual é o rendimento dos dividendos pagos pela empresa. Ele leva em conta o preço da ação e o valor do provento distribuído. Empresas que têm um dividend yield maior costumam pagar mais dividendos.

Vamos considerar uma empresa cujos papéis valem R$ 100 e distribui, em um ano, R$ 5 em dividendos por ação.

Quem tem 100 papéis dessa empresa receberá R$ 500 em dividendos. O dividend yield será, portanto, equivalente a 5%.

O dado serve apenas como referência, pois costuma variar com frequência, conforme o preço da ação.

Então, se a compra for feita em um momento de baixa do papel, o rendimento da estratégia de dividendos tende a ser melhor.

tipos de investimento
link para tipos de investimento

Quais empresas pagam bons dividendos?

Geralmente as maiores distribuidoras de dividendos são empresas grandes e consolidadas no mercado.

Elas têm uma menor necessidade de reinvestir o lucro na operação e podem, dessa forma, distribuir uma maior parte do lucro aos acionistas.

Por conta dessa característica, boas pagadoras de dividendos têm ações menos arriscadas, já que costumam oscilar menos.

Mesmo assim, é importante ter uma carteira de investimentos diversificada, tanto em setores quanto em papéis diferentes. É um jeito de diluir ainda mais os riscos!

Veja abaixo exemplos de empresas que são boas pagadoras de dividendos, tomando como base o dividend yield dos últimos cinco anos:

  • BB Seguridade;
  • Petrobras;
  • CSN;
  • Itaúsa;
  • Telefônica;
  • Itaú;
  • Taesa;
  • Bradesco;
  • Cemig;
  • B3.

Como a Magnetis pode ajudar a montar uma carteira diversificada?

Ficou com interesse em montar uma carteira de ações que pague bons dividendos, mas não sabe qual espaço essa estratégia deve ocupar em seu portfólio?

A gestora digital Magnetis pode te ajudar a montar uma carteira diversificada, de acordo com seu perfil de investimentos e objetivos de vida. Que tal contar com a gente nisso?

Deu para aprender que montar uma carteira de dividendos é a forma menos arriscada de investir em ações, porque é possível gerar renda de forma contínua. É uma estratégia duplamente atrativa, já que no longo prazo as ações também tendem a se valorizar. Quer saber mais sobre outros tipos de aplicações financeiras? Conheça a nossa biblioteca de finanças e investimentos!

Avatar
Luiza Caricati

é produtora de conteúdo da Magnetis. Jornalista, tem experiência na área de investimentos, educação e negócios, e lidera nossa estratégia multimídia, traduzindo conteúdos complexos em comunicações didáticas para diversos formatos.

leia mais desse autor