Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Carteira virtual: saiba o que é e como pode ser construída

A carteira virtual funciona de forma similar à carteira convencional: sua principal função é guardar dinheiro. Entretanto, nesse caso, o dinheiro guardado não é físico, uma vez que ela é utilizada principalmente para armazenar criptomoedas, como a famosa Bitcoin. 

Mas, afinal, a carteira virtual é exclusiva para criptomoedas? Ela só serve para armazenar dinheiro virtual ou também pode ser usada para outros meios?

Se você tem essas e outras dúvidas, acompanhe o artigo e aprenda mais sobre o assunto!

O que é carteira virtual?

A carteira virtual é uma maneira de guardar dinheiro virtual e realizar transações com moedas criptografadas, como a Bitcoin, a Litecoin, a Ethereum, a Dash, a Ripple, a Monero, entre tantas outras disponíveis.

Porém, ela não serve apenas para armazenar dinheiro: a carteira virtual também pode ser usada para realizar operações de compra e venda, bem como efetuar transferências, receber moedas e até mesmo verificar o saldo da sua conta.

Ao pagar uma conta em um estabelecimento, você pode optar por sacar o cartão de crédito da carteira e efetuar o pagamento. Com a carteira virtual, o processo é parecido. É possível pagar a conta com seu smartphone, por exemplo. Basta ter um app instalado que contenha os dados da sua conta bancária e esteja autorizado a efetuar transações.

Como funciona uma carteira virtual?

A carteira virtual funciona a partir de aplicativos em computadores ou smartphones. Baseada em softwares de criptografia — que criam chaves de acesso —, a carteira oferece mais segurança durante transações monetárias. Consequentemente, é melhor para evitar fraudes.

Um dos objetivos da carteira virtual é diminuir o tempo gasto ao efetuar pagamentos, evitando processos que podem atrasar sua vida.

Um exemplo é o uso da função Near Field Communication (NFC), encontrada em vários dispositivos móveis. No momento de pagar uma conta, é só aproximar o celular ou outro aparelho de uma máquina de cartão e pronto! A transação já foi realizada.

Vale ressaltar que a carteira virtual armazena registros referentes ao endereço de origem e de destino dos usuários que realizam as transações. Em resumo, é registrada uma transferência na blockchain e feita a atualização dos saldos das carteiras.

Quais são os principais tipos de carteiras virtuais?

Existem diferentes tipos de carteiras virtuais. A seguir você vai conhecer as principais.

Carteiras para smartphones

As carteiras para smartphones são as mais comuns, porque podem ser acessadas via aplicativos instalados no celular. Esse tipo tem uma grande vantagem: a mobilidade. Trata-se, portanto, de uma solução prática e rápida para realizar transações com criptomoedas e efetuar operações financeiras habituais.  

Nesse caso, a carteira armazena chaves privadas e as transações são autorizadas via QR Code. Tudo bem simples! 

Porém, lembre-se de verificar quais são os melhores aplicativos. Avalie quantas estrelas eles têm, analise os comentários, pesquise quais são os mais baixados e considere se são confiáveis. Assim você evita qualquer surpresa desagradável. 

Carteiras de desktop

As carteiras de desktop podem ser instaladas em computador ou notebook por meio de um aplicativo. Aqui, a principal diferença é que você garante a posse das suas chaves privadas, já que elas ficam gravadas no disco rígido (HD) da máquina. 

Por conta disso, ela é considerada uma alternativa mais segura: roubar seus dados em um computador é bem mais complicado.

No entanto, todo cuidado é pouco. Ao fazer o download do software, verifique se ele é confiável, se outras pessoas já usaram e se existem comentários em outros sites. Afinal, programas maliciosos podem infectar seu computador e trazer grandes prejuízos. 

Carteiras de hardware

Para quem procura por segurança extra, as carteiras de hardware são consideradas as melhores nesse quesito. Isso acontece porque elas são um dispositivo físico — por isso o nome hardware — e funcionam como uma pen drive.

As carteiras de hardware podem ser a solução adequada para quem faz grandes movimentações de dinheiro com frequência. O armazenamento é feito offline. Assim, não há perigo de seus dados serem roubados pela internet. 

Os dispositivos desse tipo de carteira são autônomos e criptografados. No entanto, são um pouco mais caros, pois devem ser comprados de um fabricante específico. 

Carteiras online

Mais um estilo de carteira interessante para os que buscam praticidade e rapidez. Assim como outros serviços disponíveis online, a chave privada é armazenada em nuvem, dentro de um servidor. Então, para acessá-la, é só fazer o que já virou hábito: inserir login e senha.

Embora sejam uma opção mais viável, também estão sujeitas a ataques ou fraudes. Ou seja, se o servidor da nuvem for invadido por hackers, as chances de você perder o seu dinheiro são maiores.

Para se defender de problemas como esse, uma alternativa é dedicar uma máquina somente à criação de chaves seguras e à realização de transações financeiras, o que pode diminuir as chances de fraudes.

Vale a pena usar uma carteira virtual? Como fica a segurança?

Depois de conhecer os principais tipos de carteira virtual, será que vale a pena utilizá-las? Vamos destacar algumas vantagens:

  • facilidade de uso e armazenamento de criptomoedas;
  • praticidade nas transações realizadas com frequência;
  • segurança e rapidez para efetuar operações financeiras;
  • opções diversificadas, de acordo com as necessidades de quem as utiliza;
  • facilidade no uso;
  • funcionamento online ou offline.

Usar uma carteira virtual vale a pena, mas é importante ter cautela antes de começar a utilizá-las com frequência. Afinal, qualquer espécie de operação financeira requer cuidados, principalmente relacionados à segurança.

O nível de segurança dependerá do tipo de carteira que você pretende escolher e como a utilizará na sua rotina.

Como escolher uma carteira virtual?

Ainda não tem certeza sobre qual carteira virtual escolher? Uma sugestão é analisar suas necessidades em relação ao dinheiro guardado

Você fará operações rápidas diariamente? Carteiras para smartphones podem ser uma boa opção, assim como as carteiras online. Precisa de segurança extra e reforçada? Pode optar pelas carteiras de hardware ou de desktop. 

A recomendação é pesquisar bastante antes de começar, conversar com quem já utiliza a carteira virtual e buscar todas as opções disponíveis. E se você ainda tiver dúvidas sobre o tema, baixe gratuitamente o nosso Guia Completo sobre Consultoria de Investimentos e fique por dentro do mercado de criptomoedas!

Luiza Caricati

Jornalista e redatora na Magnetis.

leia mais desse autor