Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

CDB e CDI: qual a diferença?

Quando se trata de CDB e CDI, duas siglas do mercado financeiro, é importante entender as diferenças entre elas para continuar investindo da melhor forma. Apesar de estarem relacionados, os termos dizem respeito a fatores completamente distintos, sendo que ambos desempenham um importante papel nos seus investimentos

CDB: o que é?

CDB é a sigla para Certificado de Depósito Bancário, um título de renda fixa e perfil conservador emitido por bancos ou outras instituições financeiras para captar recursos. Nessa modalidade de investimento, as condições de rendimento são conhecidas no momento da aplicação. 

O investidor aplica dinheiro – emprestando a quantia para quem vende o título – e recebe juros por esse empréstimo no vencimento do CDB. Por conta desses fatores, o CDB é um ativo que traz muita segurança para quem investe. 

Quais as características do CDB?

Os Certificados de Depósito Bancário são úteis tanto para quem não quer correr muito risco quanto para quem busca a diversificação da carteira de investimentos. Afinal, reunir ativos de diferentes classes, de renda fixa ou variável, é uma das principais estratégias para potencializar resultados. 

É importante ressaltar que o rendimento do CDB é calculado sob a taxa CDI, que você conhecerá nos próximos tópicos. Esse investimento é uma opção vantajosa para o médio ou longo prazo, principalmente quando o resgate é feito apenas no vencimento – evitando perdas na rentabilidade

No entanto, caso o investidor precise resgatar o dinheiro antes de o título vencer, existem alguns fatores que podem influenciar esse cenário. 

Liquidez

A liquidez de um CDB é um dos seus principais atrativos. No mercado, há títulos que permitem ao investidor realizar saques antes do vencimento, recebendo os juros proporcionais. É o caso dos ativos com liquidez diária, cuja carência é de 1 dia. 

Por outro lado, um CDB com liquidez no vencimento indica que o título apenas trará o retorno esperado caso o dinheiro fique aplicado até a data estabelecida. É dado que, quanto maior o tempo de aplicação, melhor o rendimento – a melhor opção, porém, vai depender dos seus objetivos. 

IOF

Na hora de falar das desvantagens do CDB, a cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) é uma das primeiras a ser lembrada. Contudo, ela não representa uma grande perda para quem mantém o dinheiro aplicado por, no mínimo, 30 dias. Além disso, a alíquota diminui a cada dia, a partir do momento da aplicação. 

Imposto de Renda (IR)

Assim como em outros títulos, a tributação do CDB é feita conforme a tabela regressiva do Imposto de Renda e incide apenas no valor do rendimento. Ou seja, mais um incentivo para manter as aplicações por um período maior. A alíquota, nesse caso, inicia em 22,5%, para investimentos com até 180 dias, e cai até 15%, para CDBs com mais de 720 dias. 

Esses são alguns dos fatores que devem ser considerados caso você deseje resgatar um CDB antes do vencimento. Agora, conheça a fundo como o rendimento desse título é calculado.

CDI: o que é?

O Certificado de Depósito Interbancário (CDI) é uma taxa que os bancos utilizam nos empréstimos entre essas instituições financeiras. Portanto, não se trata de uma outra modalidade de investimento. Na verdade, o CDI funciona como uma referência para boa parte das aplicações de renda fixa, como o CDB

Ao investir em CDB, uma das principais características consideradas é o percentual do rendimento sob o CDI. Para exemplificar: caso você tenha, na sua carteira, um CDB que pague 105% do CDI e o valor do CDI seja de 5% ao ano, a rentabilidade do seu título será de 5,25%.

Esse indicador também está atrelado à Taxa Selic, pois qualquer variação na taxa básica de juros reflete no CDI

Como investir melhor

É muito importante conhecer melhor as siglas e termos presentes no mundo dos investimentos. Porém, não é necessário ser um especialista ou dedicar tempo integral às suas aplicações financeiras para investir mais e melhor. 

Caso você não saiba como investir dinheiro de modo a alcançar os melhores resultados, a Magnetis terá o prazer de demonstrar isso na prática. Tudo de forma automatizada, com o total suporte de experts na área, para tomar as melhores decisões por você.

Contamos com mais de 20.000 ativos disponíveis para diversificar a sua carteira, com baixa correlação e de forma 100% alinhada aos seus objetivos. Em outras palavras, não há qualquer conflito de interesse.

Comece a investir conosco hoje e descubra, através de resultados que você não alcançaria por conta própria, por que a Magnetis é uma gestora diferente de todas as outras. 

Caroline Dubard
Caroline Dubard

formada em marketing e apaixonada por conteúdo. Tem experiência em marketing digital, performance e branding. Atualmente, lidera as estratégias de marketing de conteúdo da Magnetis.

leia mais desse autor