Como funciona o CDB de liquidez diária? Entenda

por Malena Oliveira | 12/07/2019

Como funciona o CDB de liquidez diária? Entenda

Os certificados de depósitos bancários, conhecidos como CDBs, estão entre os investimentos de renda fixa mais populares do mercado. Tanto um CDB com liquidez diária, quanto um com liquidez apenas no vencimento, combinam boa rentabilidade e segurança.

Contando com a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que garante depósitos de até R$ 250 mil reais em caso de problemas com a instituição financeira emissora do título, os CDBs podem ser uma ótima opção de investimento.

Se na hora de aplicar nesse tipo de investimento você fica na dúvida se os títulos com liquidez diária são a melhor opção, não se preocupe. Trouxemos neste conteúdo as respostas para as principais dúvidas sobre esse assunto. Boa leitura!

O que é um CDB de liquidez diária?

Os CDBs são um tipo de título emitido pelos bancos para captar recursos no mercado, para que eles possam ser emprestados para clientes que demandem crédito naquela instituição financeira.

Logo, quem está investindo dinheiro em um papel dessa categoria está, na prática, emprestando os recursos ao banco emissor que, por sua vez, vai remunerar – com juros – quem adquiriu o título na data do vencimento estabelecida.

Existem dois principais tipos de CDBs no mercado: os pré-fixados e os pós-fixados. O primeiro tipo permite saber, com certeza, qual será o rendimento do título em seu vencimento no instante em que ele foi adquirido.

Já os pós-fixados, apenas o indexador (que pode ser a taxa de inflação ou os juros) pelo qual a remuneração será calculada é informado no momento da compra, não permitindo saber qual será o rendimento total de forma precisa.

Além da segurança do FGC, mencionado logo na abertura deste texto, os CDBs são considerados investimentos de baixo risco pelo fato de que eles não serão pagos apenas em caso de falência da instituição financeira, um processo raro e que, quando acontece, é complexo e demorado.

Mas do que estamos falando quando citamos a liquidez diária de um CDB? Para compreender melhor esse aspecto, vamos entender primeiro o que afinal de contas é a liquidez em um investimento. Essa característica diz respeito a facilidade em converter a aplicação em dinheiro vivo rapidamente.

Embora renda muito pouco, uma aplicação na caderneta de poupança é altamente líquida, já que o titular da conta pode fazer o saque dos recursos no momento em que desejar, sem maiores empecilhos.

Do outro lado, um imóvel tem pouca liquidez, uma vez que para converter essa forma de investimento em dinheiro é preciso encontrar um comprador interessado em adquirir a propriedade e enfrentar uma série de burocracias para efetuar a transferência do bem.

Dessa forma, um CDB com liquidez diária é aquele que, após a solicitação de resgate, o depósito dos valores seja feito no dia seguinte, deixando o dinheiro disponível para a utilização.

Ou seja, títulos desse tipo permitem que o saque seja feito a qualquer momento. Isso não acontece com os CDB cuja liquidez se dá apenas no vencimento, em que preciso é esperar essa data para obter todo o rendimento projetado.

Para quem o CDB de liquidez diária é indicado?

Com essas características, o CDB com liquidez diária é recomendável para quem quer aplicar certa quantia, mas não sabe quando precisará do dinheiro de volta, típico de pessoas que estão formando uma reserva de emergência, por exemplo.

Outra possibilidade é para quem deixa quantias sem utilização em conta-corrente. Nesses casos, esse tipo de título pode trazer algum retorno para um dinheiro que ficaria parado, sem impedir que ele seja resgatado de um dia para o outro em caso de necessidade.

Além da questão de pessoas que buscam investimentos em curto prazo, o CDB de liquidez diária tem como enfoque investidores de perfil conservador, com menos propensão a se expor a grandes riscos na hora de aplicar seu dinheiro. O mesmo vale para quem está procurando maneiras seguras de diversificar sua carteira.

Quanto rende o CDB de liquidez diária?

Ao investir em qualquer tipo de CDB, tenha ele ou não liquidez diária, é importante saber qual será a remuneração esperada. No geral, nos títulos em que o resgate pode ser feito a qualquer momento, a rentabilidade fixa quase sempre fica próxima a 100% do CDI.

Apesar disso, é sempre importante considerar que títulos com prazo de vencimento mais alongado provavelmente trarão retornos maiores, superando o estabelecido pelo CDI. Além dessa questão do tempo em que a aplicação será feita, é preciso também considerar os tributos que incidem sobre esse investimento.

São dois os principais impostos a serem pagos: o Imposto de Renda (IR) e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Em ambos os casos, quem investe por mais tempo é favorecido. Isso acontece porque as alíquotas cobradas diminuem com o passar dos meses.

No IR elas começam em 22,5% em aplicações com menos de 180 dias, até chegar aos 15% após 720 dias. Já o IOF é zerado após 30 dias. Por outro lado, não há cobrança de taxas, como acontece no Tesouro Direto ou nos fundos de investimento.

Quais bancos e corretoras oferecem CDB de liquidez diária?

Praticamente todos os bancos que atuam com atendimento no varejo oferecem opções de CDB aos seus clientes. Mas não necessariamente a instituição em que você tem conta é a que dispõe das melhores opções desses títulos. Por isso, pesquise qual oferece o melhor rendimento.

Na hora dessa pesquisa, muitas pessoas recorrem à corretoras que centralizam em um único lugar várias opções de títulos, facilitando a comparação para definir quais serão os escolhidos.

Vale a pena investir em CDB de liquidez diária?

Em muitos momentos, o CDB de liquidez diária é comparado com outras formas de aplicação em renda fixa, como a caderneta de poupança ou os títulos do Tesouro Direto. Tais comparações tornam frequentes a dúvida se os CDBs são melhores opções que as demais citadas.

Tudo isso vai depender, novamente, do perfil, dos prazos e dos objetivos de quem está investindo. Em aplicações mais curtas, o CDB será uma melhor opção que os papéis do Tesouro.

Todavia, se os prazos forem maiores, os títulos públicos levam a melhor. E os CDBs de liquidez diária, mesmo com a cobrança de impostos, se saem melhor que a poupança na maioria dos casos.

De todo modo, pense se você pode ou não abrir mão de reaver o dinheiro a qualquer momento. Se for necessário contar com essa opção, o CDB com liquidez diária é uma excelente alternativa para compor sua carteira de investimento e merece ser sempre considerada.

Quer aprimorar seus conhecimentos sobre os diversos tipos de investimento? Então baixe gratuitamente nosso guia completo sobre os tipos de investimento e continue aprendendo!

Como funciona o CDB de liquidez diária? Entenda
5 (100%) 2 vote[s]