O que você precisa saber a respeito do clima organizacional? Leia aqui!

por marlon carvalho | 04/01/2019

clima organizacional

Até pouco tempo atrás, o clima organizacional não era pauta da estratégia de gestão das empresas.

Entretanto, com o passar dos anos e a evolução do mercado, observou-se uma mudança significativa nas preocupações e nos objetivos dos gestores e um deles diz respeito justamente ao investimento em um ambiente de trabalho saudável para os colaboradores.

Neste artigo especial, você vai entender qual é o conceito de clima organizacional, bem como algumas dicas que vão ajudar a aplicar boas práticas dentro da sua empresa.

Quer saber mais sobre isso? Então continue a leitura e descubra!

O que é clima organizacional?

O clima organizacional representa o status de um ambiente de trabalho. Isso significa que o ambiente pode ser pesado e tenso ou leve e agradável.

As características do local de trabalho podem variar de acordo com a época ou determinadas demandas.

Por exemplo, problemas com clientes ou com o perfil de comportamento de um colaborador podem tornar o ambiente de trabalho mais pesado e tenso. Porém, esse tipo de situação costuma ser transitória.

Conceitualmente, o clima organizacional pode ser caracterizado como o clima interno de uma empresa. Como ele está vinculado a diversos fatores, é natural que ocorram oscilações nesse clima.

Entretanto, a fim de colaborar para a melhoria do clima organizacional, é necessário investir em estratégias que favoreçam a criação de um ambiente agradável para se trabalhar.

Essas estratégias incluem, por exemplo, o investimento no relacionamento entre os colaboradores e seus líderes, o exercício adequado da liderança, o engajamento, as recompensas e a qualidade e as condições físicas do ambiente de trabalho.

Por que é importante se preocupar com o clima organizacional?

Um bom clima organizacional gera benefícios para toda a empresa. Quando determinado setor sofre com problemas referentes a relacionamentos ou a um ambiente de trabalho inadequado, as consequências acabam afetando toda a empresa.

Isso significa que um clima organizacional ruim reduz o engajamento, torna a rotina de trabalho desagradável e desfavorece a construção de uma relação de confiança entre a empresa e seus colaboradores.

Por outro lado, um ambiente favorável reduz a rotatividade e aumenta a qualidade do trabalho, a produtividade, a satisfação geral dos colaboradores e, de forma mais ampla, os resultados da empresa.

Quais são os impactos do clima organizacional na empresa?

Quando a empresa não investe no desenvolvimento de um clima organizacional favorável, é comum identificar problemas como o aumento na rotatividade de colaboradores, a existência de conflitos pessoais entre colaboradores, a dificuldade de alcançar metas, o excesso de atrasos e faltas, a dificuldade de comunicação e a baixa qualidade dos serviços desenvolvidos.

Nesse sentido, os profissionais inseridos em um ambiente de trabalho pesado costumam se envolver em mais conflitos e se sentem insatisfeitos ou desvalorizados profissionalmente, com baixa perspectiva de crescimento na empresa e baixa ou pouca identificação com as suas tarefas.

Por outro lado, uma estratégia do setor de recursos humanos voltada para o desenvolvimento de uma clima organizacional favorável contribui para que os profissionais se identifiquem com a função exercida.

Além disso, ajuda para que tenham um bom relacionamento com seus colegas e líderes, e se sintam satisfeitos e assistidos pela empresa tanto sob a perspectiva da remuneração quanto sob a ótica dos demais benefícios.

Como desenvolver um bom clima organizacional?

Para desenvolver um clima organizacional favorável para a produtividade e a satisfação dos colaboradores, é preciso que os gestores do setor de recursos humanos implementem estratégias criativas direcionadas para a motivação e a transformação do ambiente.

Isso inclui investir no trabalho em equipe e no pensamento coletivo, estimulando a comunicação entre as pessoas. Esse estímulo pode ser feito por meio de palestras, treinamentos e atividades em grupo.

Outra dica interessante para desenvolver um ambiente organizacional saudável é a prática do feedback. Os líderes precisam saber dar um bom feedback para o seu time, orientando com relação aos desvios e valorizando os acertos. Isso cria uma relação de confiança e fortalece o vínculo entre as pessoas.

A fofoca é, sem dúvida, um dos grandes problemas na saúde das relações dentro de uma empresa. Em organizações onde existem aglomerados muito grandes de pessoas, o problema é ainda mais frequente.

Para combater o problema, o segredo está em investir na transparência e na meritocracia. Essas são boas práticas de gestão que eliminam os ruídos paralelos entre os colaboradores.

A realização de confraternizações entre os profissionais é uma excelente forma de construir um clima organizacional mais saudável.

Elas podem ser feitas, por exemplo, quando a equipe atinge um objetivo ou uma meta, ou ainda, de forma fixa, com encontros bimestrais ou trimestrais para que os colaboradores possam desfrutar momentos de lazer e diversão.

Se você quer melhorar o clima organizacional da sua empresa, também é preciso levar em consideração o ambiente físico de trabalho.

É necessário que os seus colaboradores estejam inseridos em um ambiente físico adequado e que garanta bem-estar físico e emocional.

Por exemplo, em um escritório, o profissional deve ter uma boa cadeira e um computador adequado, além de estar em um ambiente bem iluminado e ventilado.

Além disso, considere a possibilidade de oferecer benefícios a seus colaboradores, se isso ainda não estiver sendo feito.

Tenha em mente que a base de uma boa relação de trabalho e da criação de um ambiente favorável está na confiança entre as pessoas e no sentimento do colaborador de que ele faz parte da empresa e que o seu trabalho é importante para aquela organização.

Colocando essas dicas em prática, você certamente criará condições adequadas para que os seus colaboradores tenham mais qualidade de vida no ambiente de trabalho, de forma que se tornem profissionais eficientes e altamente produtivos.

Como você pôde ver ao longo deste post, o clima organizacional deve ser desenvolvido a fim de melhorar a produtividade e a qualidade de vida dos colaboradores dentro da empresa.

Afinal, ele contribui não só para o bem-estar dos profissionais, mas também para a qualidade da empresa.

Por isso, apostar nesse tipo de estratégia de gestão de pessoas, além de proporcionar um clima organizacional melhor, amplia a qualidade do serviço desenvolvido, garantindo a retenção de talentos, favorecendo a produtividade e ampliando a competitividade da organização empresária junto ao mercado.

Você gostou deste artigo sobre clima organizacional? Então aproveite para ler também o post: “Gestão de Pessoas: o que minha empresa precisa saber sobre o tema?“.

Avaliar o post