Não sabe como economizar na viagem? Estas dicas são para você!

por Luiza Caricati | 01/11/2019

como economizar na viagem
curso de investimento

Se você preza a organização das finanças pessoais, sabe que ela deve ser aplicada em todos os aspectos da vida. Porém, muitas pessoas têm dúvidas na hora de colocar isso em prática, sem saber, por exemplo, como economizar na viagem.

Pensando nisso, decidimos elaborar este artigo e listar algumas dicas valiosas para ajudar nessa missão. Quer conhecer lugares maravilhosos sem correr o risco de prejudicar a sua saúde financeira? Então, continue a leitura e saiba mais!

Opte por destinos econômicos

Há muitas opções econômicas mundo afora para que você possa viajar e conhecer lugares interessantes sem ter que gastar uma fortuna por isso.

Direcione seu olhar para outras regiões e verá que é possível fazer uma ótima viagem, com roteiros diferenciados, em qualquer lugar do globo.

Porém, se você deseja conhecer justamente esses locais mais famosos, mas ainda assim quer saber como economizar na viagem, procure mesclar as duas opções.

Você pode se hospedar em regiões menos movimentadas (desde que estejam próximas) e se deslocar para as outras que são as maiores atrações. Assim, evita os custos elevados com estadia.

Porém, se isso significa gastar muito com transporte por ficar em locais mais afastados, prefira pagar um pouco mais e se hospede nas proximidades das regiões centrais.

Com isso, o tempo que seria gasto se locomovendo de um lugar a outro é aproveitado em um passeio.

Sempre pense na sua experiência também, para que os custos não sejam o ponto central da viagem. Dessa forma você não corre o risco de que ela se torne um pouco frustrante em alguns aspectos.

Viaje na baixa temporada

Outra dica importante de como economizar na viagem envolve o período escolhido. Se você deixa para viajar na baixa temporada, consegue ótimos preços em hospedagem e passagem aérea.

Para isso, escolha os meses nos quais as pessoas viajam menos — evite principalmente época de férias escolares e de verão, por exemplo.

Se pretende ir para outro país, faça uma pesquisa rápida do período em que as cidades têm menos turistas.

Planeje um roteiro

Dificilmente você consegue aproveitar bem uma viagem e economizar algum dinheiro se não tem um roteiro planejado. Ele ajuda a definir quais lugares serão visitados, onde as refeições serão feitas e onde fazer compras.

A partir dele, fica mais fácil começar a planejar os gastos e, principalmente, saber se controlar para se manter dentro do que foi previsto, tanto nos passeios quanto financeiramente.

Anote todos os gastos

Se você pretende seguir o orçamento estabelecido e não perder o controle, é fundamental que anote todos os seus gastos. Isso ajuda a manter a organização e a saber se precisa economizar um pouco mais ou se está seguindo bem o planejamento.

Essa etapa é especialmente importante quando se faz uma viagem de férias com pouco dinheiro.

Para fazer esse controle, você pode usar uma planilha, um caderno ou até mesmo um aplicativo para smartphone.

Escolha o método com o qual mais se identifica e mantenha a disciplina de registrar todos os gastos, até mesmo aqueles irrisórios, mas que formam uma quantia considerável quando somados.

Evite usar o cartão de crédito

Se você puder planejar e se organizar para viajar com dinheiro, essa é a opção mais recomendada. A conversão das moedas estrangeiras é feita na data do fechamento da sua fatura, e isso pode trazer algumas surpresas desagradáveis, caso o câmbio esteja em alta.

Por isso, deixe o cartão de crédito para ser utilizado apenas em situações de emergência, ou caso precise fazer uma compra em um valor maior e não tenha o dinheiro em mãos.

Assim, você ainda foge da cobrança do IOF, que é acrescido às compras no cartão.

Priorize o que você quer conhecer

É fato que muita gente sempre quer sair conhecendo tudo que é possível quando vai a um lugar novo.

Contudo, isso aumenta as chances de você visitar algum ponto turístico muito badalado, mas que não tem nada a ver com o seu perfil, enquanto outros destinos muito bacanas ficam de fora por não serem tão conhecidos.

Na hora de planejar o seu roteiro, pense nisso. Não se apegue apenas aos locais indicados nos guias ou muito famosos e tente olhar para regiões que estão ligadas ao seu perfil e ao seu gosto.

Sua experiência pode ser infinitamente melhor se você avaliar antes o que gostaria de conhecer e o que vai ser mais divertido para você!

Escolha hospedagens alternativas

Quer economizar bastante na viagem? Reconsidere a questão dos hotéis. Geralmente, esse é um dos pontos que mais pesam nos gastos, e qualquer quantia que você conseguir poupar já pode fazer a diferença em outras categorias (como alimentação e passeios).

Mesmo se a sua prioridade é o conforto, ainda há alternativas que podem satisfazer suas expectativas e que saem mais baratas que ficar em um hotel.

Ainda há casos que em você consegue pegar instalações excelentes pagando menos que uma diária simples em uma grande rede, por exemplo.

Considere pesquisar em aplicativos especializados nisso, como o Airbnb, ou até mesmo em albergues e hostels, se o luxo não estiver no topo da lista de prioridades.

Utilize transporte público

Dependendo do seu destino, o serviço de transporte público é excelente e de grande alcance. Isso significa que você pode se deslocar para vários lugares de ônibus, trem ou metrô e vai pagar menos do que se pegasse um táxi — além do fato de que isso é mais uma experiência de viagem.

Uma dica bônus: dependendo do tempo de estadia no lugar, verifique a existência de bilhetes recarregáveis ou de longa duração. Geralmente eles saem mais baratos que comprar o ticket avulso.

Estipule limites

Além de planejar o valor total que precisa para fazer a viagem, o ideal é organizar o orçamento por categorias. Defina limites para a hospedagem, alimentação, passeios, compras e deslocamento, por exemplo.

Esse teto de gastos também pode ser definido diariamente. O controle fica mais simples e ajuda a saber se sobrou alguma margem para os próximos dias (liberando para gastar um pouco mais) ou se serão necessários ajustes na rotina.

Basta fazer o planejamento como se estivesse organizando seu orçamento pessoal: programando, registrando e mantendo a disciplina.

Assim, você consegue ter uma experiência memorável, ao mesmo tempo em que não prejudica a sua saúde financeira.

Para ajudar você a economizar na sua viagem, preparamos uma planilha simples e intuitiva e achamos que, com ela, você pode otimizar o seu controle de gastos. Não deixe de conferir!

Avaliar o post
curso de investimento