Os 17 melhores cursos de finanças pessoais online e gratuitos

por Malena Oliveira | 16/05/2019

Os 17 melhores cursos de finanças pessoais online e gratuitos

Você entende de finanças e mercado financeiro? Mesmo que a resposta seja positiva, esse é um assunto que está sempre se atualizando e crescendo, não é mesmo?

Quando o assunto é orçamento pessoal e investimentos, o brasileiro normalmente tem dificuldade. Uma saída para mudar esse cenário é fazer alguns cursos. Muitos estão disponíveis online e gratuitos.

Os dados sobre a educação financeira do brasileiro confirmam essa necessidade. Pesquisas indicam que 58% nunca, ou somente às vezes, cuidam de suas finanças pessoais. É por isso que muita gente diz: "sobram dias no fim do salário". 

Com cursos rápidos e de alta qualidade, você tem a chance de controlar melhor seu dinheiro, fazer gastos mais inteligentes e ainda investir melhor. Acompanhe e veja os 17 cursos de finanças pessoais que preparamos pra você!

1. Banco Central

O Bacen oferece dois cursos: Gestão de Finanças Pessoais e formação de multiplicadores da série "Eu e meu Dinheiro".

Com 20 horas de duração, o primeiro mostra a história de uma família que procura melhorar sua relação com o dinheiro por meio dos gastos conscientes. Ao retratar o cotidiano das pessoas, o curso traz diferentes módulos, com assuntos práticos para o dia a dia. São eles:

  • relação com o dinheiro;
  • orçamento familiar ou pessoal;
  • crédito e endividamento;
  • consumo planejado e consciente;
  • poupança e investimento;
  • prevenção e proteção;
  • consumo de serviços financeiros.

Qualquer pessoa pode participar. Há 3 mil vagas por turma e a duração é de 30 dias. Por sua vez, a formação de multiplicadores ensina sobre gestão financeira pessoal e foca na condução de grupos de discussão. São cinco vídeos educativos que abordam temas variados, como:

  • necessidades e desejos;
  • uso do crédito pessoal;
  • orçamento familiar;
  • importância de poupar;
  • riscos e imprevistos;
  • consumo consciente.

A carga horária desse curso é menor, de 8 horas. Também existem 3 mil vagas por turma e seu direcionamento é para toda a sociedade. A diferença entre esse e o primeiro formato é que aqui há perguntas para reflexão após cada vídeo, além de um debate de especialistas sobre os temas vistos no módulo.

Para participar de qualquer um deles, basta acessar o Portal Cidadania Financeira e fazer seu cadastro. Há emissão de certificado online.

2. B3 Educação

A B3 Educação é um portal da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo voltado para o ensino das pessoas sobre mercado financeiro. Há diferentes opções, algumas pagas e outras gratuitas — na segunda modalidade, há 7 cursos. Todos podem ser verificados no portal. Veja quais são as opções e uma breve descrição.

2.1. A Bolsa: seus ambientes e mercados

A carga horária é de 2 horas e o nível é de formação. O foco é o ambiente da Bolsa de Valores e os mercados administrados por ela. Assim, é possível entender como o Sistema Financeiro Nacional (SFN) funciona.

2.2. Análise fundamentalista

O curso tem uma carga horária de 1 hora e mostra a análise fundamentalista, técnica de avaliação de oportunidades do mercado de ações a partir do estudo dos fundamentos de uma empresa. É voltada para quem deseja ser holder, ou seja, para quem compra ações de uma empresa com o objetivo de mantê-las em longo prazo.

2.3. Guia de investimentos em renda fixa

O assunto são os títulos de renda fixa e como adquiri-los. Mostra o que considerar ao investir, os principais ativos, o valor do dinheiro no tempo e onde aplicar seu capital. A carga horária é de 2 horas.

2.4. Mercado de ações

Esse curso apresenta o mercado de ações e de fundos, bem como seu funcionamento. A carga horária é de 1 hora.

2.5. Mercado futuro agropecuário: conceitos e definições

O mercado futuro é apresentado pelo viés dos derivativos agropecuários, com foco no funcionamento e nas estratégias adotadas. Além disso, mostra os riscos, as funções e a formação de preços. A carga horária é de 1 hora.

2.6. Mercados de swap e de opções

O curso apresenta uma introdução sobre derivativos e as peculiaridades dos mercados de swap e de opções. A carga horária é de 1 hora.

2.7. Tesouro Direto: como investir

Os títulos públicos são o alvo desse curso, que mostra ainda a diferença entre renda fixa e variável, as características desses ativos e como começar a aplicar seu capital. A carga horária é de 2 horas.

3. CVM Educacional

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é quem regulamenta e fiscaliza as operações realizadas no mercado financeiro. Por isso, é uma boa fonte de cursos sobre finanças pessoais. Há duas opções:

  • educação financeira para jovens, com carga horária de 15 horas;
  • poupança e investimento, com carga horária de 15 horas.

Os dois módulos trazem informações relevantes para manter as contas em dia e começar a construir um patrimônio sólido. Ao final, há uma avaliação. Com o mínimo de 70% de acertos é emitido um certificado de participação.

4. FGV

A Fundação Getúlio Vargas oferece diferentes cursos gratuitos em várias áreas. Para encontrá-los, acesse o portal FGV Online. No segmento de finanças pessoais, há cinco principais alternativas. Confira!

4.1. Como organizar o orçamento familiar

O foco é apresentar maneiras de identificar seu perfil financeiro, planejar as finanças pessoais e organizar as contas quando há endividamento. A carga horária é de 12 horas.

4.2. Como fazer investimentos 1

O curso apresenta conhecimentos para começar a investir e compreender as características de várias modalidades, especialmente dos fundos. A carga horária é de 12 horas.

4.3. Como fazer investimentos 2

Nessa segunda parte, o direcionamento são os conhecimentos essenciais para fazer investimentos e aplicações diferenciadas, carteira diversificada, correlação entre ativos, risco sistemático e outros assuntos. A carga horária é de 8 horas.

4.4. Como planejar a aposentadoria

Seu foco é o futuro? Esse é o curso perfeito. Ensina sobre a importância de se programar para ter um bom estilo de vida na terceira idade e os métodos de planejamento disponíveis. A carga horária é de 10 horas.

4.5. Como gastar conscientemente

A carga horária de 8 horas apresenta por que é necessário administrar o dinheiro, entender a diferença entre precisar e querer, quando é melhor comprar à vista e a crédito e por que consumir não traz felicidade.

5. Senai-SP

Entre as diferentes opções de cursos do Senai-SP está o de finanças pessoais. Ele mostra a importância de alcançar o equilíbrio financeiro para ser mais motivado, ter tranquilidade e qualidade de vida. Qualquer pessoa pode participar e fazer sua inscrição direto pelo site. Na programação, há informações sobre:

  • perfil financeiro;
  • importância da educação financeira;
  • planejamento e finanças pessoais;
  • gestão de dívidas;
  • direitos do consumidor endividado;
  • investimentos.

6. Tesouro Nacional

Focado no Tesouro Direto, os cursos do Tesouro Nacional trazem informações diferentes, que complementam os conhecimentos para as pessoas que desejam investir em títulos públicos.

Todos são produzidos em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf) e abrangem os níveis básico, intermediário e avançado. Para ter acesso aos materiais, é só acessar o portal e baixar os cursos.

Agora que você já sabe onde procurar os melhores cursos de finanças pessoais, veja aqueles que atendem mais às suas demandas.

Por exemplo: se você tem dívidas, uma boa ideia é fazer o do Senai ou o da FGV em primeiro lugar. Depois, amplie seus conhecimentos com as outras possibilidades. Você verá que vale a pena aprender mais e ter o orçamento equilibrado!

Se você quer manter as contas em dia e aplicar os conhecimentos que obtiver, conte com a ajuda da tecnologia. É só ver as 7 melhores ferramentas de controle financeiro para você organizar sua vida de uma vez por todas.

Luciano

Malena Oliveira é jornalista especializada em Finanças Pessoais e redatora na Magnetis.

Avaliar o post