Você sabe o que é day trade? Entenda tudo sobre essa estratégia

por Malena Oliveira | 20/08/2018

day trade

Quando se fala em investir na bolsa de valores, muitas pessoas pensam em aplicações capazes de tornar alguém rico do dia para a noite. Apesar de essa chance ser bem remota, existem estratégias que permitem ganhos de curtíssimo prazo. Uma delas é o day trade.

Day trade é um tipo de operação na bolsa de valores que consiste em comprar e vender um ativo no mesmo dia. Um exemplo: imagine que você tenha comprado 100 ações de uma empresa no início de um pregão. O que vai caracterizar um day trade é se você vender essas ações antes do fim desse mesmo pregão.

Há quem pense que fazer day trade é ganhar dinheiro fácil e rápido. Porém, se você já é leitor do blog, sabe que não é bem assim que as coisas funcionam.

Neste post, vamos entender melhor o que é o day trade e desfazer alguns mitos sobre o mercado de ações. Está pronto para começar?

O que é e como funciona o day trade?

Day trade são negociações de compra e venda de ativos financeiros (ações, opções de ações, moedas e outros contratos) realizadas em um mesmo dia, como já vimos. O objetivo é aproveitar a variação do preço desses ativos para obter lucro.

Quem executa operações de day trade é chamado de trader (já falamos sobre ele aqui no blog). Trata-se de um investidor que fica atento a qualquer oscilação no mercado em busca de oportunidades de ganho.

Para entender como funciona o day trade, vamos ver um exemplo: imagine uma pessoa que tenha adquirido, às 10h da manhã, cinco lotes de 100 ações de uma determinada companhia, cada ação a R$ 20. Assim, o investimento inicial foi de R$ 10 mil.

Às 10h15, a cotação desses papéis passou de R$ 20 para R$ 20,50. Então, essa pessoa decidiu vender tudo e recebeu R$ 10.250. Portanto, um lucro de R$ 250,00. Ou seja: o ganho foi de 2,5% em apenas 15 minutos.

Mas e se, nesse mesmo intervalo, o preço tivesse caído para R$ 19,50 e a pessoa tivesse vendido suas ações? Nesse caso, o prejuízo é que seria de R$ 250.

Note duas coisas que, para efetivamente ganhar ou perder dinheiro, foi necessário vender as ações. Se a pessoa não tivesse feito nenhuma operação, o preço dos papéis em seu poder teria sofrido a variação, mas não haveria nem lucro e nem prejuízo. Assim, uma terceira alternativa seria esperar outro momento para vender esses ativos.

Perceba também que um trader pode lucrar muito em questão de minutos, mas também pode ter prejuízos na mesma medida. O exemplo acima é muito importante para demonstrar um dos principais requisitos para quem faz operações day trade: sangue frio.

É preciso ter uma estratégia para não se precipitar diante dos movimentos do mercado e fazer operações que prejudiquem seus rendimentos. É sobre essas estratégias que vamos falar no próximo tópico.

Como operar em day trade?

As estratégias de day trade são adotadas para aproveitar pequenas oscilações de preços dos ativos. Onde muitos veem riscos, os day traders veem oportunidades.

O que permite um sucesso maior nesse tipo de investimento são boas estratégias. Há um conjunto de fatores que ajudam a montá-las. São eles:

  • conhecimento sobre o mercado de capitais;

  • acompanhamento de informações econômicas e corporativas;

  • análises e recomendações;

  • domínio de técnicas para calcular a possibilidade de lucro ou prejuízo nessas operações.

Ter uma ideia de como as aplicações financeiras funcionam é um dos primeiros passos para escolher os melhores investimentos.

Quem faz operações day trade precisa ter bastante domínio desse tema. Outro ponto é estar sempre bem informado sobre fatores que influenciam os preços desses ativos no mercado, como o contexto macroeconômico ou o desempenho das companhias em que se pretende investir.

Mas o principal fator para decidir onde investir o seu dinheiro é o seu perfil de investidor. Se você não tolera ver o gráfico ficar negativo, precisa fazer investimento em uma modalidade mais adequada. Isso porque o risco de perder dinheiro aumenta quando você faz aplicações com um nível de risco mais alto do que aquele que você suporta.

Quais são as vantagens das operações day trade?

Além da possibilidade de lucro rápido, as operações day trade trazem outras vantagens, como:

Alavancagem

Um dos atrativos do day trade é a alavancagem: quando uma pessoa negocia um valor superior ao que realmente possui. Dessa forma, é possível fazer operações de compra e venda sem desembolsar o valor total dessas negociações.

Para isso, é preciso oferecer uma margem de garantia em dinheiro, títulos públicos ou ações. O ajuste ocorrerá ao final do pregão e bastará pagar ou receber a diferença pelos valores negociados.

Possibilidade de operar "vendido"

Seguindo a mesma lógica da alavancagem, uma pessoa pode vender ativos que ainda não possui. Nesse caso, ela faz a negociação e, no decorrer do dia, pode comprar esse ativo a um valor menor do que o da venda.

Quais são os riscos das operações day trade?

Como todo investimento, as operações day trade também têm seus riscos. Vamos ver os principais deles a seguir.

Risco de liquidez

Risco de liquidez é a dificuldade de encontrar compradores para os ativos que você queira vender. Esse risco pode ser minimizado, por exemplo, com a compra de ações de empresas de maior capitalização (as chamadas blue chips).

Ações de empresas sólidas tendem a ser bastante demandadas na bolsa. Logo, elas têm boa liquidez. O mesmo acontece com outros contratos, como dólar futuro, taxas de juros e tudo o que é possível negociar na bolsa.

Risco de mercado

O preço de um ativo pode desvalorizar em decorrência de fatores macroeconômicos, que não podem ser controlados por quem o emitiu.

Um exemplo: imagine que o desemprego no país tenha aumentado bastante e que as pessoas não estejam conseguindo pagar suas contas em dia. O aumento da inadimplência afetará o lucro dos bancos e, dessa forma, o preço de suas ações tende a cair na bolsa.

Risco da empresa

Os balanços de uma empresa podem apresentar crescimento ou prejuízo, dependendo da forma como elas são administradas.

Empresas com problemas de caixa ou que investem mal seus recursos tendem a ser mal avaliadas pelo mercado financeiro, e isso influencia no preço das suas ações.

Risco da corretora

Uma corretora de valores atua na intermediação entre investidores e empresas, na compra e venda de ações. Mas e se a corretora quebrar?

Com suas ações, não aconteceria nada, pois elas são registradas em seu nome na B3, a bolsa de valores brasileira. O problema é que o saldo livre na conta da corretora pode ser perdido em caso de falência (algo raro, mas possível).

Quais são os custos de fazer operações day trade?

Existem alguns impostos e taxas que incidem sobre as operações day trade. São eles:

  • corretagem: pode ser um valor fixo (cobrado por operação) ou variável (de acordo com o volume financeiro negociado);

  • Imposto sobre Serviços (ISS): incide sobre o valor da corretagem a uma alíquota de no máximo 5%;

  • emolumentos: são taxas cobradas pela negociação e liquidação dos ativos, não ultrapassando 0,05% da quantia movimentada;

  • taxa de custódia: é uma taxa mensal que incide sobre o total de recursos da carteira de investimentos. Algumas corretoras cobram taxa zero nesses casos;

  • Imposto de Renda (IR): a alíquota é de 20% sobre o lucro obtido nas operações day trade. O valor deve ser recolhido manualmente pela própria pessoa que investiu.

É possível investir em ações sem correr tantos riscos?

Embora qualquer pessoa possa fazer operações day trade, essa modalidade só é recomendada para quem tem perfil mais arrojado, pois é preciso analisar bem os riscos do investimento.

Mas é possível investir em ações reduzindo esses riscos. Os fundos de ações, fundos multimercado e os ETFs (sigla em inglês de Exchange Traded Funds) são formas de aplicar no mercado de renda variável contando com a ajuda de um gestor profissional, que avaliará para você os riscos de cada ativo que fará parte de sua carteira.

E por falar em diversificação, ela pode ajudar e muito a potencializar a rentabilidade dos seus investimentos. Aqui na Magnetis, ela é um dos princípios mais importantes das carteiras que montamos para nossos clientes.

Agora que você conhece melhor os riscos e as vantagens do day trade, que tal entender como a diversificação vai proporcionar melhores resultados para a sua carteira? Veja aqui como a Magnetis diversifica e comece a melhorar seus investimentos hoje mesmo!

Luciano

Malena Oliveira é jornalista especializada em Finanças Pessoais e redatora na Magnetis.

Você sabe o que é day trade? Entenda tudo sobre essa estratégia
5 (100%) 1 vote[s]