Expresso NYC: os principais acontecimentos do mercado financeiro em setembro de 2019

por Daniel Jannuzzi, CFP® | 04/10/2019

Expresso NYC: veja os principais acontecimentos do mercado financeiro
consultoria de investimento

O mês de setembro trouxe avanços em pontos que já são discutidos há muito tempo no mercado financeiro. No Expresso NYC de setembro, falamos sobre os principais deles: a guerra comercial entre Estados Unidos e China, a votação da reforma da Previdência no Congresso.

No entanto, nenhuma batalha pode ser dada como vencida por enquanto. E é justamente essa percepção que afeta o desempenho dos seus investimentos no mês de setembro.

Outro acontecimento importante foi a redução da taxa Selic para 5,5% ao ano, o menor patamar da história recente do Brasil.

A partir de agora, os retornos dos investimentos em renda fixa ficarão ainda mais espremidos.

E mais do que isso: eles vão mudar radicalmente a forma como os brasileiros investem nesse mercado, uma vez que será preciso mais esforço para obter bons rendimentos.

Dessa maneira, diversificar será cada vez mais importante para ter bons resultados nos seus investimentos.

No Expresso NYC, um programa mensal no Instagram da Magnetis, comentamos sobre esses e outros acontecimentos do mercado no Brasil e no exterior. Confira o vídeo a seguir ou, se preferir, leia a transcrição do episódio:

1 – Mercado Internacional

No mês de setembro, houve um avanço bastante importante em um assunto que já é pauta há alguns meses no noticiário: as negociações entre China e Estados Unidos rumo ao fim da guerra comercial entre os dois países.

Ambos os governos já demonstraram uma posição um pouco mais amigável nas conversas para reduzir tarifas e eliminar cobranças impostas pelo governo americano.

Isso é algo muito bem visto pelo mercado, uma vez que quanto maior é o fluxo de transações no comércio internacional, maior é a possibilidade de crescimento econômico. Por sua vez, esse crescimento também se reflete nos investimentos no âmbito global.

É claro, sempre é importante destacar que essa questão não será resolvida imediatamente. Pelo contrário, as negociações ainda podem durar alguns meses e o mercado deve subir e descer conforme as perspectivas para o desfecho dessa novela.

Quanto ao aspecto político, neste mês de setembro houve um pequeno ruído no mercado causado pelo pedido de impeachment do presidente Donald Trump. 

Uma conversa pouco republicana entre ele e o presidente da Ucrânia acabou dando insumos para congressistas protocolarem o pedido na Câmara dos Deputados. 

Isso é uma notícia ruim para um candidato que busca a reeleição em 2020, mas é muito cedo para dar um parecer sobre o impacto desse evento sobre o futuro dos investimentos. No entanto, esse é um aspecto que deve entrar no radar do mercado nos próximos meses.

2 – Mercado brasileiro

Outro assunto muito importante neste mês de setembro foi a redução da taxa Selic (a taxa básica de juros da economia) para 5,5% ao ano, o menor patamar em 33 anos.

Isso é muito positivo, pois torna o dinheiro mais barato para as pessoas e para as empresas. Assim, é possível investir mais, contratar mais pessoas e ter um resultado financeiro melhor, o que é visto com bons olhos pelo mercado em geral.

consultoria de investimento

No entanto, a Selic mais baixa diminui a atratividade de alguns investimentos, como a renda fixa tradicional.

Se antes, com a Selic mais alta, era possível ter bons retornos apenas investindo em aplicações como Tesouro Direto, CDB, LCI, LCA e alguns fundos, hoje é preciso diversificar a carteira para ter bons retornos.

É claro, a renda fixa não morreu. Ela continua sendo muito importante para dar estabilidade à sua carteira. Porém, mesmo quem tem perfil mais conservador pode se beneficiar de uma carteira de investimentos diversificada. 

Aqui na Magnetis, por exemplo, a renda fixa faz parte das carteiras de todos os nossos clientes, seja para dar liquidez, seja para controlar o nível de risco.

3 – Resultados das Carteiras Magnetis

A reforma da Previdência, que já era considerada assunto encerrado pelo mercado, engasgou no Senado em setembro. 

Agora, a demora para a conclusão dos trabalhos pode abrir brechas para negociações que podem afetar a economia estimada com sua aprovação, influenciou no sobe e desce da bolsa no mês passado.

Por outro lado, a queda da Selic – que já mencionamos no bloco anterior – foi uma notícia positiva.

E falando sobre os resultados das Carteiras Magnetis, conseguimos obter um bom resultado tanto nos ativos brasileiros quanto nos investimentos no exterior apesar da volatilidade. 

A seguir, você pode fazer o download do nosso relatório de resultados:

Nossa estratégia de investimento tem se mostrado consistente contra as turbulências no mercado. Por isso, entregamos bons retornos sem expor nossos clientes a riscos desnecessários.

No mais, vamos continuar acompanhando os acontecimentos no Brasil e no exterior que afetam os seus investimentos. 

Se você tiver qualquer dúvida ou sugestão, fique à vontade para falar conosco no contato@magnetis.com.br.

Avaliar o post