O que é FIDC? – Glossário Financeiro

O que é FIDC?

O FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios) é um investimento de longo prazo em que 50% do patrimônio do fundo é aplicado em direitos e títulos representativos de créditos originados de operações em segmentos financeiros, comerciais, industriais, de arrecadamento mercantil e de prestação de serviços.

O fundo FIDC é dividido em duas modalidades, os sistemas abertos e fechados, com algumas semelhanças a outros tipos de investimentos no que se refere ao resgate do dinheiro e percentual do lucro.

Enquanto no fundo aberto é possível resgatar os ativos a qualquer momento - sempre de acordo com as regras do fundo -, no fundo fechado existe um prazo específico para resgate.

Como funciona o FIDC?

Para investir em FIDC é necessário contatar um instituição financeira para administrar sua conta e te orientar na hora de comprar e vender as ações. O que distingue a FIDC de outros investimentos é a complexidade da estrutura, que é dividida em cotas:

Cota sênior: por terem, como característica, a rentabilidade prefixada, se comportam como títulos de renda fixa e tem preferência no recebimento do valor do resgate ou amortização,

Cota subordinada: são cotas subordinadas à categoria sênior no que diz respeito ao resgate ou amortização. Em resumo, o cotista só pode retirar o dinheiro quando uma cota sênior for resgatada, assumindo, assim, riscos com possíveis inadimplências. Caso o cotista sênior deixe de investir, você corre o risco de ser prejudicado também.

E qual a vantagem de investir em cotas subordinadas? São dois cenários possíveis: caso você adquira uma cota subordinada e o valor de resgate for inferior ao previsto, sua rentabilidade também será reduzida. Por outro lado, se a rentabilidade do cotista sênior for maior que a prevista, o seu lucro também será maior.

Vantagens e desvantagens

Quem investe no fundo de investimento FIDC, geralmente, procura por diversidade no mercado e bom rendimento dos ativos, que muitas vezes é superior à 120% do CDI. Como você já deve ter percebido, este é um investimento de alto risco, e, para alertar os cotistas, os FIDCs recebem classificação de risco por agências de rating, garantindo maior segurança para o fundo.

Já em relação às desvantagens, a principal é que o FIDC não é um fundo disponível para todos os investidores, sendo restrita apenas a pessoas qualificadas e profissionais. O valor mínimo também: começa em R$ 25 mil, regulamentado pela própria CVM.

As taxas administrativas também podem prejudicar o investimento, já que são bem maiores se comparadas às aplicações comuns.

Rentabilidade do FIDC

Como citado anteriormente, a rentabilidade, muitas vezes, ultrapassa os 120% da CDI, mas, pode variar muito de fundo para fundo. Em muitos casos, as cotas subordinadas ultrapassam o valor pré-fixado no início do contrato, sendo atrativa para investidores que entendam o risco de estar lidando com ativos de cessão de créditos.

Outros fatores podem alterar, também, a variação da FIDC, que são os indicadores IGP-M do IPCA ou, até mesmo, a Taxa Selic.

Como investir o seu capital de maneira inteligente e segura? Fale conosco e conheça nossa carteira de investimentos!