Como é investir em ouro? – Glossário Financeiro

Como investir em ouro?

Você imagina que quem está "investindo em ouro" tem uma série de joias ou mesmo barras de ouro guardadas em cofres dentro de casa? Pois saiba que é possível investir em ouro como um ativo financeiro, negociado em bolsa. Esse tipo de investimento em ouro não envolve o metal físico em si, mas sim a negociação de contratos.

Tradicionalmente, o investimento em ouro é ligado às ideias de segurança e proteção, principalmente em épocas de crises financeiras. Mas como investir em ouro? Hoje, é possível adquirir contratos de ouro por meio da B3 (antiga BM&FBovespa), com intermédio de uma corretora de valores. Os chamados "lingotes de ouro fino" (pequenas barras de ouro) são fundidos e custodiados por empresas credenciadas pela B3.

Tratando-se de como comprar ouro à vista na B3, é possível fazê-lo por meio de contratos, negociando-se lotes-padrão ou fracionários, confira:

  • As operações de lote-padrão (DIS OZ1) são feitas por escrituras de compra e venda do equivalente à 250 gramas de ouro. Por exemplo, se a grama do ouro estiver cotada em R$ 100 na B3, o lote-padrão exigirá um investimento de R$ 25 mil;

  • A operação fracionária DIS OZ2 é mais acessível a investidores comuns, pois são negociados apenas 10 gramas de ouro, ou seja, com a mesma média anterior, o investimento é de cerca de R$1 mil;

  • Já a operação fracionária DIS OZ3 é pouquíssimo procurada pela falta de liquidez. Afinal, são negociados somente 0,225 grama, o que gera um investimento muito baixo.

Vantagens e desvantagens do investimento em ouro

Para esse tipo de investimento, é preciso cadastrar-se em uma corretora e ter em mente que haverá custos, como taxa de de custódia e corretagem, e Imposto de Renda (que incide somente a negociações acima e R$ 20 mil por mês).

A taxa de custódia equivale a 0,07% ao mês. A taxa de corretagem varia dependendo da corretora, mas geralmente fica em torno de 0,2% e 0,4% do volume negociado, cobrada em cada ordem. Para o Imposto de Renda é preciso desembolsar 15% sobre os ganhos, apenas superiores a R$ 20 mil; caso contrário, não é cobrado.

Nos lotes fracionários, o ativo financeiro ouro é um tipo de investimento acessível a investidores com patrimônios menores. Entretanto, muitos especialistas em finanças consideram o ouro mais indicado somente para investidores mais experientes, por causa da complexidade da sua negociação e custos. Também é preciso atenção à liquidez dos contratos. É possível realizar o resgate físico, ou seja, solicitar à B3 as barras, também chamadas "lingotes de ouro".

A B3 considera como vantagens do ouro à vista:

  • Ser uma reserva financeira durável;

  • É um ativo com liquidez internacional;

  • Pode ser aceito como garantia nas negociações de outros ativos na B3;

  • Promove a diversificação de investimentos;

  • É considerado seguro, principalmente em épocas de crise financeira.

Cotação do ouro

O preço do ouro sofre variação diária. As cotações nas cidades de Londres e Nova Iorque são referências usadas. A cotação do ouro é data em reais por grama, com até três casas decimais. Hoje, a cotação do ouro à vista na B3 gira em torno de R$ 80 por grama.

É possível acompanhar a cotação do ouro diariamente. Mas, para uma carteira de investimentos, por exemplo, é válido acompanhar essas oscilações mensalmente, visto que esse tipo de aplicação visa mais ao longo prazo.