O que é Mercado Futuro? – Glossário Financeiro

por Rodrigo Botinhão | 25/10/2017

Glossário Financeiro: O que é LC?

O que é mercado futuro?

O mercado futuro funciona como a compra e venda de determinada quantidade de um ativo por um preço estipulado para liquidação futura. A principal diferença com o mercado convencional é no momento de negociar os ativos.

No mercado comum, por exemplo, os valores negociados acontecem ao término no contrato, enquanto no mercado futuro, tudo é negociado diariamente - e exclusivamente na Bolsa de Valores.

Um das principais vantagens de investir no mercado futuro diz respeito à elevada liquidez e possibilidade de encerramento dos contratos a qualquer participante em qualquer momento, devido seu ajuste diário.

Características do mercado futuro

O mercado futuro investe, principalmente, em commodities como café, milho, ouro, etanol, petróleo e outros. O lucro com este tipo de mercado não acontece com venda e compra de ações, mas na variação do preço de produto para produto.

Isso beneficia, por exemplo, os produtores de milho no mercado futuro, pois, geralmente, são safras enormes com alto investimento e com riscos eminentes causados pelas condições climáticas e pragas naturais.

Mas, ao investir no mercado futuro, isso não será um problema, já que os valores serão negociados antes do fechamento da safra. É uma medida de segurança para grandes produtores rurais não saírem no prejuízo.

É importante saber que, caso deseje comprar ativos no mercado futuro pelo valor de, por exemplo, R$ 10 mil, é preciso comprovar que tem, pelo menos, parte do dinheiro, para que o mercado entenda que você é um comprador interessado e não apenas um especulador - o que pode causar danos à Bolsa de Valores.

Finalidade do mercado futuro

Em linhas gerais, o objetivo do mercado futuro é garantir, a longo prazo, a compra e a venda de produtos de commodities, principalmente, para alavancar a rentabilidade e garantir segurança para os investidores.

Para isso, existem dois tipos de contratos no mercado: cheio e minicontratos. No primeiro, é negociado o valor inteiro, enquanto no outro, apenas uma fração do valor total.

Por exemplo: caso o mercado futuro disponibiliza R$ 50 mil em contratos para a commodities de milho, com o contrato cheio, é possível comprar a quantia que desejar, já no minicontrato, apenas R$ 10 mil da commodity.

No mercado brasileiro, a compra de petróleo só acontece por meio de minicontratos devido à volatilidade do produto e a variação de preço causado pelas condições desfavoráveis da economia.

Como comprar contratos no mercado futuro

No mercado futuro, você não precisa, necessariamente, ter dinheiro. É preciso ter, então, uma margem de garantia, como uma espécie de caução para arcar com as oscilações do mercado, que variam de 3% a 16%. Nesse caso, vale também apresentar seus ativos em CDBs ou CDIs, como forma de garantia.

Para investir no mercado futuro, é necessário contratar uma corretora e escolher qual produto deseja investir, além do tipo de contrato. É necessário acompanhar diariamente a movimentação do mercado para não pagar taxas altas pela compra e venda de mercadoria.

Procure investir, principalmente, em produtos de comercialização mundial, como o café, que é exportado pelo Brasil para diversas partes do mundo.

Quer saber qual a melhor forma de investir o seu dinheiro? Entre em contato conosco e descubra o web app de investimentos da Magnetis!