CDB – Glossário Financeiro

O que é CDB

Sigla para certificado de depósito bancário, o CDB é um título que as instituições bancárias emitem com a intenção de captar recursos financeiros que servirão para financiar suas operações de crédito. Ou seja, ao aplicar em CDB, um investidor está emprestando dinheiro para uma instituição bancária em troca de uma taxa de rendimento.

​Como funciona o CDB?

De modo geral, o CDB é um tipo de empréstimo que um investidor realiza para uma instituição bancária e a mesma devolve a quantia para o titular após um prazo pré-determinado sob uma taxa de juros.

Por isso, na hora de se fazer uma aplicação em CDB, a pessoa interessada deve ser capaz de identificar qual é o banco que está remunerando com maiores taxas de juros

Uma das principais vantagens do CDB é que as instituições bancárias não cobram nenhuma taxa para realizar quaisquer investimentos desse tipo. As únicas taxas a serem cobradas são por parte do governo, que irá coletar uma quantia de Imposto de Renda após o resgate do dinheiro dentro do prazo estabelecido inicialmente. Para aqueles que tiverem necessidade de retirar seu fundo investido em até trinta dias após a assinatura do contrato, existe a taxa IOF - cuja alíquota pode variar entre 0% e 96%.

Riscos do investimento

Como um produto de renda fixa, CDBs são aplicações seguras, de perfil conservador. Geralmente, instituições bancárias de grande porte são mais sólidas financeiramente e por isso têm uma menor chance de quebrar, por isso oferecem uma taxa de juros mais baixa quando comparadas a bancos menores que, com o intuito de atrair um maior número de clientes, tendem a oferecer uma taxa de juros maior para o investidor.

As chances de instituições bancárias menores falirem são maiores se comparadas às que abrangem um maior número de unidades e clientes. Porém, o FGC (Fundo Garantidor de Créditos) oferece como garantia de devolução de até R$ 250 mil para quem tiver dinheiro aplicando em uma instituição que falir.

CDB Pré-fixado

Ao aplicar em um CDB prefixado, o investidor negocia com o banco uma taxa predefinida e, durante a vigência daquele título, receberá sempre a remuneração com base no que foi previamente acordado.

CDB Pós fixado

O CDB pós-fixado é o título que tem sua remuneração atrelada a um percentual do CDI, também é o tipo mais comum de CDB. CDI, ou taxa DI, é uma taxa definida pelos empréstimos feitos entre um banco e outro. É importante ressaltar que seu valor está sempre muito próximo da Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira.

Esse tipo de CDB pode ter liquidez diária, permitindo o resgate a qualquer momento, ou liquidez no vencimento, em que você só tem seu dinheiro de volta após um período determinado.

CDB indexado à inflação

Já no caso de um CDB cujo rendimento é atrelado à inflação, a remuneração varia de acordo com um índice de preços (principalmente o IPCA) que é somado a uma taxa de juros prefixada.

Como investir em títulos de CDB?

Bem, agora que você já sabe o que é CDB, talvez tenha interesse em investir. Se for o caso, seu primeiro passo será escolher um banco emissor do título. Vale ressaltar que você não precisa exatamente investir em um banco onde já é correntista. Há também a possibilidade de recorrer às corretoras de investimento, que oferecem a distribuição de CDBs de bancos diferentes. Isso é interessante porque garante que você encontrará a melhor taxa de remuneração disponível para o investimento.