O que são taxas de juros? – Glossário Financeiro

O que é taxa de juros?

Muito falada em conversas do dia a dia e vista sempre nos noticiários de economia, a taxa de juros faz parte do nosso dia a dia. Por isso, é muito importante entender seu significado e suas aplicações práticas.

No dicionário Michaelis, o termo juro é definido como:

1) "Taxa percentual incidente sobre um capital investido em período de tempo determinado; remuneração que uma pessoa recebe pela aplicação de seu capital; interesse, crédito.

2) Rendimento ou soma cobrada pelo credor sobre dinheiro emprestado.

A taxa de juros tem relação direta com o tempo, seja do ponto de vista de um investimento ou de um empréstimo. O juro também pode ser considerado o preço do dinheiro.

Nos investimentos, os juros são os rendimentos pagos pelo emissor da aplicação ao investidor, que pode ser uma pessoa física ou jurídica. Já para os empréstimos e financiamentos, os juros representam o custo daquele crédito.

Normalmente, as taxas de juros são apresentadas em porcentagem anual, mas também podem ser encontradas com bases semestrais, mensais e até diárias.

Indicadores das taxas de juros

Para a taxa de juros é possível considerar dois indicadores principais: a Selic e o CDI.

No primeiro caso, sabe-se que a Selic é essencial para descobrir taxa de juros. A Selic é a taxa básica de juros do país e, desse modo, influencia os juros da economia como um todo. A Meta Selic é definida a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central).

O CDI é a taxa de juros gerada a partir das referências de empréstimo entre duas instituições financeiras; assim, ela varia diariamente e também é baseada na Selic. Como resultado, o CDI impacta de maneira direta no custo do dinheiro e é usado para avaliar a rentabilidade de investimentos.

Como calcular as taxas de juros?

A calculadora taxa de juros é variável e depende principalmente do tipo de juros adotado pelo mercado financeiro — ou seja, podem resultar em maior ou menor taxa de retorno. Confira as principais categorias e as distinções entre elas:

Juros simples e juros compostos

No caso dos juros simples, a taxa é aplicada apenas sobre valor inicial periodicamente, sem sobrepor outras taxas antecedentes. Para os juros compostos, no entanto, o pagamento anterior é adicionado ao valor inicial para que seja calculada uma nova taxa a cada período (ano, semestre, mês ou dia).

Assim, é possível considerar que os compostos se tratam de juros sobre juros e, por essa razão, é considerada a taxa mais rentável para investimentos, pois o retorno calculado é mais vantajoso.

Taxa nominal e taxa real

A taxa de juros nominal trata-se apenas do rendimento da aplicação. Já as taxas de juros reais consideram, o peso da inflação. Para encontrar a taxa de juros real basta subtrair a inflação da taxa de juros nominal.

Dependendo do valor da inflação em comparação aos rendimentos, a taxa de retorno real de uma aplicação pode ser perto de zero ou até negativa.