Trader – Glossário Financeiro

por Rodrigo Botinhão | 18/10/2017

Glossário Financeiro: O que é LC?

O que é um Trader?

O trader é, basicamente, um investidor que atua na Bolsa de Valores para buscar dinheiro em operações de curto prazo, se aproveitando da volatilidade do mercado financeiro.

No Brasil, por exemplo, devido à instabilidade política, o mercado se torna extremamente volátil, sendo um bom investimento para os traders, consolidando este tipo de prática na Bolsa de Valores brasileira.

Já ouviu falar na expressão day trade? A prática é muito utilizada mundo afora e significa a compra e venda de ações no mesmo dia. Por exemplo: você compra ações às 10h da manhã por um determinado valor e as vende às 16h por um valor maior.

Quem pode se tornar um Trader?

Não é necessário cursar uma faculdade ou fazer um curso técnico para se tornar um trader na Bolsa de Valores, já que pessoas de variadas profissões podem exercer a função. Porém, geralmente, um trader possui formação em cursos como administração e economia.

Traders podem trabalhar tanto de maneira autônoma quanto ligados a corretoras e instituições financeiras e a remuneração varia de acordo com o perfil.

Segundo dados publicados pela InfoMoney, um trader moderado pode ter um lucro mensal de cerca de 2% das operações financeiras, justamente por não correr muitos riscos. Enquanto um trader agressivo, pode lucrar 10% ao mês, já que realiza investimentos mais arriscados.

Há, ainda, custos operacionais que precisam ser levados em conta, como a taxa para a corretora e também os custos pagos à BM&FBovespa (atual B3).

Como se tornar um Trader

Conforme dito anteriormente, ter pleno conhecimento do mercado financeiro e avaliar os índices de queda e aumento na Bolsa de Valores para poder gerar rentabilidade no valor investido são alguns dos requisitos para se tornar um trader.

Nesse meio, é comum encontrar profissionais que têm duas ocupações, ou seja, atuam tanto na carreira principal quanto em atividades como trader.

Se você tem vontade de investir, conhece como funciona o mercado financeiro e tem noção dos riscos envolvidos - que não são poucos -, tem grandes chances de se tornar um trader.

Como está o mercado?

Com a tecnologia operando à favor da Bolsa de Valores, uma técnica com robôs foi aperfeiçoada, em 2008, garantindo grande parte dos cálculos e a obtenção de resultados que aumentam a liquidez e facilitam - e muito - o trabalho de muitas corretoras.

O cenário é favorável, principalmente, para os traders, que podem observar em tempo real a movimentação na Bolsa de Valores. Muitas vezes, não importa se as ações estão subindo ou caindo, pois, dependendo da posição montada, é possível lucrar com os dois cenários.

Embora o trading seja muito utilizado em diversos cantos do mundo, a prática ainda caminha devagar no Brasil, já que o mercado é restrito a alguns casos, como o ETF (Exchanged Traded Funds ou fundos de índice).

Para efeitos de comparação, nos Estados Unidos, ele gera uma liquidez alta, representado cerca de 27% do volume negociado na Bolsa, enquanto no Brasil, há apenas 16 fundos de índices, menos de 1% do patrimônio mundial dos ETFs, de acordo com a InfoMoney.

Qual a melhor maneira de investir de acordo com o seu perfil? Entre em contato conosco e conheça os investimentos da Magnetis!