Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Goal Based Investing (GBI): Por que definir objetivos na sua carteira?

Catarina começou 2020 cheia de planos. Ela está chegando aos 50 anos e, depois de uma carreira bem sucedida como executiva, está prestes a mudar de vida e investir no seu sonho de mudar para o interior e se dedicar a escrever um livro.

Para isso, ela poupou e investiu durante bastante tempo e planeja usar seu patrimônio para viver de renda nos próximos anos. Seguindo a recomendação do seu assessor de investimentos, ela investiu grande parte do seu patrimônio em ações, que apresentavam excelentes retornos. 

Mas aí veio a crise causada pela pandemia. Catarina perdeu uma boa parcela do seu patrimônio e vai ser obrigada a adiar seus planos. No caso dela, que já tinha patrimônio suficiente e estava perto de usar esse dinheiro, o ideal seria ter se concentrado em manter o patrimônio, tomando menos risco para alcançar sua meta pessoal de garantir uma renda passiva em um ano.

Pode ser fácil prever isso quando falamos de um único objetivo, como na história da Catarina. Mas a maioria de nós têm diferentes objetivos com diferentes prazos, seja comprar um carro, garantir a educação dos filhos ou fazer um pé de meia para a aposentadoria. 

Um objetivo financeiro é, em sua essência, a intenção de fazer uma despesa futura. 

Por exemplo, você quer R$ 300 mil para dar a entrada em uma casa. Ou R$ 200 mil para pagar a faculdade do seu filho. Ou R$ 10 mil de renda mensal de aposentadoria por 30 anos. Qualquer despesa futura pode ser um objetivo de investimento. E cada um desses objetivos requer uma estratégia diferente. 

Essa é a chave para investir de forma mais inteligente.

O que é GBI

Goal Based Investing (GBI) é uma abordagem relativamente nova para a gestão de patrimônio que foca em definir uma estratégia de investimentos voltada para atingir objetivos específicos de vida.

Nessa metodologia, o resultado é medido de acordo com o progresso em direção à conquista de objetivos, em vez de somente buscar a maior rentabilidade possível ou superar o mercado. Essa abordagem ganhou espaço após a crise de 2008, que evidenciou que a busca por altos retornos no curto prazo impacta a construção de patrimônio no longo prazo. 

O GBI se baseia na técnica de “gestão de ativos e passivos”, que busca combinar ativos futuros com despesas futuras. Enquanto o padrão de sucesso tradicional é o desempenho dos investimentos em relação ao mercado em determinado período, no investimento baseado em objetivos a medida é a capacidade do investidor de conquistar seus objetivos de vida.

Tradicionalmente, olhamos rentabilidade como um “fim”, na visão GBI, a rentabilidade é um “meio” para se alcançar objetivos, e não precisa ser maximizada a todo custo, precisa ser otimizada para que os objetivos sejam alcançados. É o dinheiro como meio, não como fim. 

Em resumo, o foco do investimento baseado em objetivos é garantir que você tenha dinheiro suficiente quando planeja gastar no futuro.

Por exemplo, se os principais objetivos de uma pessoa são economizar para se aposentar em breve e financiar a educação dos netos, sua estratégia de investimento pode ser mais conservadora, com maior parte em renda fixa para o primeiro objetivo, e mais agressiva para o último, já que um objetivo de longo prazo permite tomar mais risco. As necessidades de caixa e os prazos dos objetivos individuais, e não só a tolerância ao risco, são o que orientam as decisões de investimento no método do GBI.

Para quem ainda não definiu metas claras, ou tem objetivos um pouco fora da sua realidade, o planejamento também ajuda a explorar as possibilidades e comparar diferentes cenários para ajudar a definir prioridades. Comprar uma casa pode afetar seus planos de se aposentar mais cedo, por exemplo. A partir de uma análise objetiva das possibilidades, fica mais fácil escolher e atingir metas realistas.

Nos últimos anos, diversas empresas no exterior trabalharam para desenvolver abordagens de investimento baseadas em objetivos. É o caso das startups americanas Betterment, Wealthfront e Ellevest, que desenvolveram algoritmos para otimizar as carteiras de investimentos dos clientes levando em consideração suas finanças, hábitos e aspirações. 

A Magnetis é primeira gestora de investimentos a trazer para o Brasil uma experiência completa de Goal Based Investing (GBI), chamada Magnetis Objetivos Inteligentes

Como definir objetivos inteligentes

Para escolher qual caminho seguir, primeiro precisamos decidir onde queremos chegar. Isso serve para nossos projetos no trabalho, metas de desenvolvimento pessoal e também para objetivos de investimento. Uma das formas mais eficientes de definir objetivos é utilizando a metodologia SMART — Specific (específico), Measurable (mensurável), Attainable (alcançável), Relevant (relevante) e Time based (temporal). Usar essa estrutura ajuda a refletir sobre todos os fatores que afetam seu futuro financeiro, garantindo que cada objetivo seja viável.

Específico

A descrição do que você quer atingir deve ser clara, detalhada e completa. Por exemplo, caso o plano seja financiar o intercâmbio de um filho, a definição do objetivo poderia ser: 

“Pagar os custos totais do curso de intercâmbio do meu filho, incluindo curso, passagem aérea,  hospedagem, alimentação e quaisquer outras taxas.”

Ao definir quantos dos possíveis custos do intercâmbio planeja pagar, o objetivo oferece informações muito mais completas sobre o tamanho real das despesas futuras.

Mensurável

Criar uma meta mensurável significa que será possível medir em números o progresso e quanto falta para  chegar lá. Um bom caminho para isso é criar uma estimativa do valor total necessário, considerando o objetivo específico. Por exemplo: 

“Economizar um total de R$ 30.000,00  para pagar o custo total do intercâmbio do meu filho.”

Alcançável

Tenha certeza de que você realmente tem a capacidade de atingir seu objetivo. Não adianta nada planejar economizar R$ 30 mil em 1 ano se para isso será preciso guardar 50% do seu salário e você só consegue guardar 10%. Mas esse objetivo pode ser atingido se você tiver mais tempo ou conseguir guardar mais dinheiro. 

Relevante

É preciso levar em consideração seus outros objetivos financeiros na vida e definir prioridades. Pagar a viagem de intercâmbio pode impactar em adiar o plano de trocar de carro. Priorizar os objetivos ajuda a ter clareza para economizar com regularidade e disciplina, o que aumentar as chances de atingir qualquer um dos objetivos.

Temporal

O último passo é definir o prazo, ou seja, o tempo que você terá para chegar no valor desejado. O ideal é definir objetivos com a maior antecedência possível. Considere aqui com que frequência será possível contribuir para a meta. Se você vai transferir um valor todo mês, ou só pode fazer um novo aporte a cada 3 meses, por exemplo. 

No final, o objetivo do intercâmbio ficaria assim:

Intercâmbio do Paulinho

Economizar R$ 30.000,00 no prazo de 5 anos (até 21/10/2025) para pagar os custos totais do curso de intercâmbio do meu filho (incluindo curso, passagem aérea,  hospedagem, alimentação e quaisquer outras taxas), reservando pelo menos R$ 500 por mês.

Magnetis Objetivos Inteligentes

A Magnetis foi pioneira ao usar algoritmos para montar carteiras de investimentos personalizadas. Agora, desenvolvemos uma atualização do algoritmo que é novidade no Brasil: o Magnetis Objetivos Inteligentes. Estamos propondo um novo paradigma no mercado de investimentos: foco no cliente e em como alcançar seus objetivos, não na venda de produtos financeiros

O Magnetis Objetivos Inteligentes é único por causa da sua visão integrada sobre o patrimônio, considerando todos os objetivos que o cliente tem. Ele combina o que existe de mais moderno em planejamento financeiro, com Goal Based Investing, finanças quantitativas e tecnologias digitais de investimento. 

Através do entendimento dos objetivos financeiros e prioridades do cliente, nosso novo algoritmo constrói um portfólio único cujo resultado reflete a distribuição de probabilidades que maximiza as chances de alcançar os objetivos dos clientes. 

Utilizamos uma função dinâmica para atribuir e reequilibrar a quantidade ideal de risco da carteira para o cliente ao longo do período de investimento.

Mas em que isso difere de outras abordagens por objetivos do mercado? Elas somente separam o dinheiro em caixinhas, como se a pessoa tivesse uma carteira de investimento diferente para cada objetivo. Quando na verdade o patrimônio é uma coisa só. 

Essa visão antiga, de dividir seu dinheiro em caixinhas, não é prática nem eficiente, gera ineficiências tributárias e de custos para os investimentos. É o jeito ultrapassado, focado em vender produtos financeiros, só que aplicado a cada caixinha. O trabalho de priorizar entre um objetivo e outro e mover o dinheiro entre eles acaba sendo do cliente. Na Magnetis, nós automatizamos esse trabalho e o cliente só tem um foco: fazer investimentos regularmente.

Diferente das estratégias antigas de gestão de patrimônio, que não levam em consideração a principal fonte de risco dos investidores — que é o risco de não ter patrimônio suficiente para atingir seus objetivos — o Magnetis Objetivos Inteligentes permite que os investidores alcancem metas bem definidas. 

Paradigma tradicionalGoal-based por “caixinhas”Magnetis Objetivos Inteligentes
Serviço de investimentoEscolhe uma carteira com volatilidade adequada à tolerância ao risco dos clientes.Escolhe uma carteira com volatilidade adequada à tolerância ao risco dos clientes para cada objetivoConstrói um portfólio único cujo resultado reflete a distribuição de probabilidades que maximiza as chances de alcançar os objetivos dos clientes
Método1. Questionário para combinar o perfil do cliente a uma métrica de risco proxy

2. Função para vincular a métrica de risco à volatilidade alvo

3. Função única para atribuir carteira com a volatilidade correspondente
1. Questionário para combinar o perfil do cliente a uma métrica de risco proxy

2. Função para vincular a métrica de risco à volatilidade alvo

3. Função única para atribuir cada objetivo a uma volatilidade correspondente
1. Entendimento dos objetivos financeiros e prioridades do cliente

2.  Função dinâmica para atribuir e reequilibrar a quantidade ideal de risco da carteira para o cliente ao longo do período de investimento
Inputs• Idade

• Patrimônio / investimento inicial

• Renda

• Prazo de investimento
• Idade

• Patrimônio / investimento inicial

• Renda

• Prazo de investimento

• Custo / valor financeiro de cada objetivo
• Data de vencimento de cada objetivo

• Custo / valor financeiro de cada objetivo

• Ordem de prioridade dos objetivos

• Patrimônio / investimento inicial

• Investimentos adicionais
OutputsPontuação de risco única levando a uma restrição de volatilidade-alvoPontuação de risco única levando a uma restrição de volatilidade-alvo para cada objetivoDistribuição de probabilidade
Atualização dos inputsQuando o perfil de risco do cliente muda (difícil de saber)• Quando o perfil de risco do cliente muda (difícil de saber)

• Quando as metas do cliente mudam (fácil de saber)
Quando as metas do cliente mudam (fácil de saber)
Atualização dos outputsSomente quando os inputs são atualizadosSomente quando os inputs são atualizadosEm tempo real com base nas flutuações do mercado e quando os inputs são atualizados
Função objetivoMaximiza os retornos para determinada restrição de volatilidadePara cada objetivo, maximiza os retornos para determinada restrição de volatilidadeOtimiza a distribuição de resultados para obter a maior probabilidade de atingir os objetivos de acordo com as prioridades do cliente
Portfólio• Portfólio de políticas: mix estático de ativos com o maior retorno ajustado ao risco sob restrição de volatilidade alvo

• Alocação tática: modelo de alocação determinística
• Portfólios de políticas: independente para cada um dos objetivos do cliente• Magnetis Objetivos Inteligentes: mix dinâmico de ativos com maior probabilidade de atingir as metas de cada cliente

Com o  nosso aplicativo o investidor informa:

  1. O VALOR que pretende INVESTIR INICIALMENTE (ou se já for cliente, será o próprio valor atual da sua carteira) 
  2. O VALOR que ele pretende INVESTIR periodicamente 
  3. QUANTO CUSTA cada um dos seus objetivos e quando pretende concretizá-los 
  4. A ordem de prioridade entre esses objetivos, um “ranking” da importância que ele atribui a cada um deles.

Uma vez que nosso algoritmo entenda quais são as prioridades, ele vai garantir melhores chances para objetivos prioritários. Um objetivo que esteja no “topo” do ranking de prioridades terá mais influência sobre o portfólio recomendado do que um que esteja no final da lista. 

O algoritmo maximiza o somatório das “chances” de cada objetivo ser alcançado ponderado pela prioridade de cada objetivo para o investidor. Quais são as chances (de 0 a 99%) de eu me aposentar com essa renda de R$ 8.000 (corrigido por inflação) daqui a 30 anos? Quanto precisarei contribuir mensalmente? Trocar de carro ano que vem teria algum impacto nessa chance? Qual é a proporção de renda variável ideal para o meu portfólio hoje e no futuro? Qual quantidade de risco devo assumir ao longo do tempo para maximizar as chances de alcançar todos os meus objetivos priorizando aqueles que são mais importantes para mim?  

O Magnetis Objetivos Inteligentes responde todas essas perguntas através de uma interface simples e intuitiva e automaticamente monta um PORTFÓLIO ÚNICO, diversificado e com o risco ideal, personalizado com base nos objetivos de cada cliente.

Nosso questionário de perfil do investidor tem um total de 145 mil combinações de respostas possíveis para entendermos a tolerância e a capacidade de risco de cada cliente.

Essas informações são usadas dentro do Magnetis Objetivos Inteligentes para determinar qual o intervalo de risco mínimo e máximo em que a carteira poderá transitar ao longo da sua jornada de investimentos.

É possível criar quantos objetivos quiser. Se o cliente tiver, por exemplo, 10 objetivos, existirão 1.024 combinações possíveis de cenários de exercício dos objetivos, considerando cada um deles. 

O algoritmo é otimizado para que os objetivos prioritários tenham as chances mais altas de serem alcançados, no prazo que você deseja. Essa otimização que vai recomendar, por exemplo, uma alocação mais ou menos arrojada para o patrimônio, nos diz a quantidade ideal de risco para o investidor assumir em cada momento ao longo da sua jornada de investimentos. É tudo uma questão de equilíbrio.

análise de investimentos

Outra característica importante é que já fazemos o cálculo da inflação para todos os objetivos. 

Por exemplo, se o cliente quer ter uma renda complementar de R$ 5 mil na aposentadoria, qual seria o equivalente a R$ 5 mil mensais daqui a 20 anos? Esse cálculo já é considerado pela Magnetis na hora de te recomendar qual será o investimento mensal sugerido para chegar nessa meta. Considerar a inflação é muito importante, especialmente para objetivos de longo prazo.

Por fim, para montar as carteiras, o algoritmo analisa mais de 20 mil ativos do mercado constantemente para escolher só os melhores. Consideramos renda fixa de vários perfis, ações brasileiras e internacionais e instrumentos de proteção. Tudo calculado para ter a diversificação dos seus investimentos, escolhendo ativos com baixa correlação entre si. 

Resumindo, só tem no Magnetis Objetivos Inteligentes:

  • analisamos seu perfil investidor de forma personalizada, entre 145 mil combinações possíveis;
  • avaliamos e monitoramos 20 mil ativos do mercado financeiro para escolher o que entra e o que sai da estratégia da Magnetis;
  • todos cálculos dos seus objetivos são corrigidos pela inflação;
  • você pode criar quantos objetivos quiser e priorizar entre eles;
  • o rebalanceamento da sua carteira é automático;
  • somos os únicos com Goal Based Investing, consideramos o impacto no seu patrimônio total para cada objetivo alcançado.
Aplicativo Magnetis
Marcelo Romero, CQF

Marcelo Romero, CQF é Diretor de Análise Quantitativa na Magnetis. É administrador de carteiras credenciado pela CVM com certificação internacional em finanças quantitativas CQF.

leia mais desse autor