Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Você pode investir de um jeito melhor, e nós podemos provar.

Baixe o app!

O que é home broker?

como investir na bolsa de valores

Até pouco tempo atrás, se alguém quisesse comprar ou vender ações, precisaria ligar para uma corretora, entrar em contato com a mesa de ações e passar a ordem a um operador.

 

Com o avanço da tecnologia e da internet, esse processo foi automatizado e ganhou agilidade: nasceu o home broker, um sistema (ou plataforma) online que permite a negociação de ações e outros ativos financeiros, conectando os investidores às corretoras e ao ambiente da bolsa de valores de forma simples, eficiente e rápida. 

 

Ao contrário do que muita gente pensa, o home broker tem um conceito bem simples!

 

Há a bolsa de valores e há pessoas que querem comprar ações e/ou vendê-las – e é aí que entra a plataforma online. O home broker, que conecta ambos, permite negociações e disponibiliza recursos para que investimentos sejam feitos por computador, celular ou tablet.

Como operar no home broker: passo a passo

Antes de ir direto à operação, é importante lembrar que, mesmo sendo aberto a qualquer investidor, o mercado de ações tem algumas especificidades.

 

Para iniciar, você deve ter um perfil de investidor definido. Assim, é possível identificar sua tolerância ao risco. Você também precisa de uma conta em corretora ativa, já que não é possível negociar sem ter um cadastro nesse tipo de instituição, que será responsável por executar as ordens de compra e venda, dadas pelo investidor no home broker.

 

Depois de criar a conta em corretora ativa, é necessário conhecer os recursos disponíveis na plataforma do home broker. 

 

Cada plataforma possui suas particularidades, mas há elementos presente em todas por exemplo, a opção de observar cotações em tempo real de ativos e ações, a fim de tomar decisões mais certeiras na hora de vender ou comprar, além de acompanhar o andamento, o status e a execução das ordens dadas pelo investidor. 

 

Outra funcionalidade é a visualização do book de ofertas, uma lista de referência com todas as ordens de compra e venda, incluindo preços e quantidades de ativos financeiros dadas por outros investidores.

 

Agora que você já sabe o que é necessário para começar o home broker, veja três passos importantes para operar nesse sistema.

 

1. Escolha um ativo

Mesmo dominando a ferramenta e suas funcionalidades, isso não é uma garantia de fazer bons investimentos. Escolher um ativo é mais difícil do que parece, então não poupe tempo em pesquisar e estudar antes de adquirir uma ação.

 

Utilize alguma técnica de análise para escolha das ações que você vai operar. A técnica fundamentalista, por exemplo, serve para avaliar a cotação atual e se o seu preço está caro ou barato em relação ao valor intrínseco. 

 

Outro princípio básico para tentar minimizar os riscos no home broker é a diversificação de ativos.

 

Não tenha pressa e lembre-se da importância de ter um time de especialistas para ajudar a tomar as melhores decisões.

2. Defina uma estratégia

Antes de começar a investir com o home broker, é importante definir qual operação será feita: atualmente, existem o day trade, o swing trade e o position trade.

 

Mas se você já escolheu uma estratégia de investimentos, é hora de evitar ao máximo mudar o plano a todo momento e definir o stop loss e o stop gain.

 

Existem várias estratégias e análises que poderão ser utilizadas para ampliar a sua rentabilidade. Quanto mais informado você estiver, mais perceberá que esse mercado é complexo – e maiores serão as suas chances de êxito.

3. Compre um ativo

Está confiante e preparado para começar a investir no home broker? Agora, é só escolher e anotar o código do ativo. Em seguida, gere a boleta.

 

Quando a boleta de compra abrir, você digitará o código do ativo e, ao enviar a ordem, o seu pedido chega automaticamente ao sistema do home broker.

Como comprar e vender ações no home broker

O processo de compra e venda de ações no home broker é simples e rápido. 

 

Em toda plataforma de home broker, há dois botões, dizendo vender ou comprar. Ao decidir comprar um determinado ativo, é só inserir seu ticker (ou código do ativo), a quantidade e o preço.

 

Logo depois, o seu pedido é enviado automaticamente ao sistema da bolsa e, se a ação estiver disponível e o preço da ação alcançar o que você ofereceu, a ordem é executada com sucesso.

 

Ao concluir essa etapa, você pode oficialmente dizer que comprou ações na bolsa de valores! Para realizar a venda, o processo é o mesmo.

 

Fique atento: informe-se sobre custos operacionais e de corretagem com o seu assessor ou leia o regulamento da sua corretora.

Vantagens de utilizar o home broker

Investir pelo home broker traz inúmeras vantagens. A seguir, veremos quais são as principais razões para usar essa plataforma.

Comodidade

O home broker permite que você programe ordens de compra e venda e envie a confirmação das ordens executadas, além de guardar o histórico das transações da sua carteira de ações, disponibilizando cotações e notícias do mercado financeiro em tempo real.

Diversificação

Atualmente, o investidor pode operar no mercado de ações em diferentes tipos de fundos e ainda investir em títulos públicos, ou até operar contratos futuros e debêntures tudo isso, pelo home broker. Desse modo, se o investidor tiver expertise e disponibilidade de recursos, poderá acessar uma boa diversificação.

Invista de qualquer lugar

Para efetuar suas operações, você precisa de uma coisa: internet!

 

Isso significa que o investidor tem mobilidade para realizar transações ou acompanhar seus investimentos de qualquer lugar, com facilidade e comodidade. 

 

O acesso ao home broker é feito via aplicativo ou site. Portanto, você pode verificar o sistema quando quiser, sem depender de uma mesa de operações.

É seguro utilizar o home broker?

Investir em corretoras sólidas é seguro, desde o ponto de vista operacional, e o home broker é uma ótima ferramenta para quem preza ter comodidade e praticidade nos investimentos.

 

Quando o assunto é investimento, os riscos não dependem tanto da plataforma em si, mas principalmente do seu perfil de investidor, das escolhas feitas e dos investimentos realizados. Afinal, você realizará todas as operações sozinho.

 

Lembre-se: operar no mercado de ações não é difícil, mas exige conhecimento para tomar decisões assertivas.

 

Por isso, antes de selecionar a corretora para o home broker, pesquise se é oferecido algum programa instrucional para que você possa aprender mais sobre investimentos, ou se ela conta com o respaldo de um time de especialistas do mercado financeiro para dar suporte aos investidores.

 

Outro ponto importante é que o home broker é acessado pela internet. Sendo assim, leve a sério a proteção dos seus dados de acesso, bem como a escolha da conexão de internet que será utilizada. De preferência, utilize apenas o seu próprio computador ou o aplicativo do home broker no seu celular pessoal.

Home broker ou mesa de operações: qual é melhor usar?

Formada por operadores da própria corretora, a mesa de operações emite ordens em nome dos clientes. É uma boa opção, principalmente para aqueles que não se sentem seguros para operar em home broker (isso é, sozinhos) ou que ainda estejam aprendendo mais sobre o mercado. A mesa de operações também é utilizada por quem tem somas altíssimas para movimentar e que, por esse motivo, valorizam ter um assessor financeiro.

 

Para acessar a mesa, é preciso entrar em contato com a corretora e solicitar o serviço. Em seguida, um operador fará o processo de negociação.

 

Assim, durante o tempo que você leva para solicitar uma ordem, o preço da ação pode ser alterado – enquanto que, no home broker, você tem a agilidade de realizar uma operação exatamente no momento desejado.

 

Outra diferença está no custo: na mesa de operações, a taxa de corretagem é, normalmente, um percentual sobre o valor de cada negócio que for realizado. Por isso, o home broker acaba compensando financeiramente entre as duas opções.

As 3 principais funções do home broker

Como dissemos, quando um investidor realiza ações pelo home broker, ele se conecta com o sistema da bolsa de valores. Dessa maneira, as funcionalidades mais importantes do home broker são as seguintes:

1. Compra e a venda de papéis com agilidade e autonomia

Essa é a principal funcionalidade do home broker: por meio dele, é possível enviar ordens e acompanhar o andamento de qualquer operação em tempo real.

 

Existem três situações que o home broker pode mostrar:

 

  • Ordem enviada: quando a oferta de compra ou venda é lançada no sistema, mas ainda não foi processada.
  • Ordem executada: quando a transação é concluída.
  • Ordem cancelada: quando a transação não pode ser concluída. Isso acontece quando não há ativos para executar a operação (baixa liquidez) ou quando a ordem excede o horário do pregão da bolsa.

2. Acompanhamento das cotações em tempo real

O home broker permite visualizar as cotações de todos os tipos de investimento disponíveis na bolsa de valores, em tempo real. Essa visualização permite tomar decisões de forma mais rápida e entender as tendências do mercado, para fazer projeções sobre o preço dos ativos.

3. Acompanhamento da carteira em tempo real

Outra funcionalidade é a visualização da sua carteira de ativos em tempo real. Isso quer dizer que você garante não somente informações sobre a quantidade de ativos, mas também sobre o preço de cada um deles.

 

Dessa forma, fica mais fácil acompanhar os resultados da sua carteira como um todo – e isso também é algo que facilita a tomada de decisões sobre onde investir.

 

Veja o que você pode negociar na bolsa de valores, através do home broker:

 

  • ações;
  • opções;
  • fundos de investimentos;
  • contratos futuros e minicontratos de índice e dólar.

 

Como vimos neste artigo, o home broker é uma ferramenta bastante importante para quem deseja investir. Porém, é necessário fazer uma análise prévia e considerar todas as opções.

Agora que você entende melhor o home broker, pode ter ficado com outras dúvidas. Se deseja saber como investir bem, sem precisar ser um especialista do mercado financeiro, confira o conteúdo de como a gestão de investimentos pode te ajudar.

Caroline Dubard
Caroline Dubard

formada em marketing e apaixonada por conteúdo. Tem experiência em marketing digital, performance e branding. Atualmente, lidera as estratégias de marketing de conteúdo da Magnetis.

leia mais desse autor