Imposto de Renda 2019: Como declarar investimentos em bitcoin e outras criptomoedas

por Mariana Congo | 07/03/2019

Como declarar investimentos no IR 2019

Quem tem aplicações em moedas virtuais também precisa ficar atento ao Imposto de Renda 2019. A partir de agora, vamos ver como declarar bitcoin e outras criptomoedas no Imposto de Renda.

Mas primeiro, confira se você se enquadra nos critérios estabelecidos pela Receita Federal para a entrega da declaração.

Você deve fazer a declaração de Imposto de Renda 2019 se teve, em 2018:

  • check
    Rendimentos superiores a R$ 28.559,70;
  • check
    Rendimentos isentos de aplicações financeiras acima de R$ 40 mil ou sujeitos à tributação definitiva;
  • check
    Operações realizadas na bolsa de valores;
  • check
    Lucro da venda de bens e direitos;
  • check
    Receita bruta de atividade rural acima de R$ 142.798,50;
  • check
    Propriedades de valor superior a R$ 300 mil.

Os rendimentos dos investimentos em bitcoin e criptomoedas em geral são isentos de IR para aplicações de até R$ 35 mil.

Tal como um investimento em ações, a alíquota de IR é de 15% sobre o lucro obtido com a venda dessas moedas.

O imposto sobre o ganho deve ser recolhido pela própria pessoa que investiu. Ela deve pagar uma guia de recolhimento (DARF) até o último dia útil do mês seguinte ao da operação de venda com lucro.

Se você tiver outros investimentos, também vale conferir:

Como declarar bitcoin e outras criptomoedas no Imposto de Renda 2019

Os investimentos em bitcoin estão sujeitos à chamada Tributação Exclusiva ou Definitiva. Por isso precisam ser lançados em dois momentos na declaração do Imposto de Renda feita pelo programa da Receita:

  • o saldo das aplicações deve constar na aba "Bens e Direitos" do programa;
  • os rendimentos das aplicações, ainda que não tenha havido saque, devem constar na aba "Rendimentos de Aplicações Sujeitas à Tributação Exclusiva/Definitiva".

Como informar o saldo em bitcoins no Imposto de Renda 2019

A quantia que você possuía investida em bitcoin ou outras criptomoedas em 2018 deve ser declarada na aba “Bens e Direitos”, no item “99-Outros Bens e Direitos”.

Lá, você deve informar ao Fisco o valor de suas moedas no momento em que você as comprou, não importando a cotação atual.

Para isso, consulte os comprovantes de suas movimentações na época da compra das moedas.

Veja mais detalhes na imagem a seguir:

Como declarar bitcoin no Imposto de Renda

Como informar os rendimentos de aplicações em bitcoin e outras criptomoedas no Imposto de Renda 2019

O rendimento de investimentos em criptomoedas deve ser declarado já descontando os impostos e taxas na aba “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva”.

Clique em "Novo" e procure o item "Rendimentos sobre Aplicações Financeiras". Depois, acrescente as informações a seguir:

  • Tipo de Beneficiário (titular ou dependente);
  • CNPJ da fonte pagadora (a instituição financeira na qual você tem o título);
  • Nome da fonte pagadora;
  • Valor do rendimento.
Como declarar rendimentos de bitcoin no Imposto de Renda

Confirme os dados e repita o procedimento para cada criptomoeda que você possui.

Tem mais alguma dúvida sobre como declarar investimentos em previdência privada no Imposto de Renda? Deixe aqui nos comentários!

Quer saber como declarar outros tipos de investimento no Imposto de Renda? Confira o nosso Guia completo sobre Imposto de Renda.

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

Conteúdo originalmente publicado em março de 2018. Atualizado com as informações de 2019 em 07/03/2019

Imposto de Renda 2019: Como declarar investimentos em bitcoin e outras criptomoedas
3.9 (78%) 10 vote[s]