Você realmente entende o que são investimentos de longo prazo?

por Mariana Congo

Possuir investimentos de longo prazo é algo altamente recomendado para todo e qualquer tipo de investidor. Pensar no futuro é uma questão de necessidade humana e não há melhor forma de se fazer isso aplicando o seu dinheiro em ativos que proporcionem uma boa remuneração futura.

Nesse contexto, é fundamental alinhar os seus objetivos com os tipos de investimento que você pretende realizar. Ou seja, você deve investir o seu dinheiro em ativos que remunerem no curto e no longo prazos, mas sempre de acordo com os seus planos financeiros.

Nosso objetivo com este artigo é mostrar os conceitos principais do investimento no longo prazo, como eles afetam suas aplicações financeiras e quais são as modalidades de aplicação. Confira!

Os investimentos de longo prazo

Antes de prosseguir com o assunto, você precisa entender o que é o investimento de longo prazo. Mencionar esse termo pode parecer um pouco vago para a maioria das pessoas, afinal, o que vem a ser o longo prazo?

Existem muitas definições para essa questão; no entanto, para entender os conceitos que serão aplicados neste artigo, vamos pensar que o longo prazo seja focado em 5, 10 ou até mesmo 30 anos, dependendo do tipo de aplicação que você escolher.

A variação desse prazo deve ser estritamente ligada aos seus objetivos. É importante que o investidor possua aplicações de curto e longo prazos para cada finalidade diferente. Você não pode, por exemplo, investir em um plano de previdência privada e após 2 ou 3 anos sacar o dinheiro. Nesse caso, você simplesmente não obterá o retorno esperado nesse tipo de aplicação e terá um grande desperdício de dinheiro com Imposto de Renda.

O mesmo valor poderia ser investido em outro ativo, que remunere no curto prazo e proporcione ganhos financeiros superiores. Por isso é essencial que a escolha do investimento esteja sempre vinculada aos seus objetivos de curtos e de longos prazos.

A influência do longo prazo na rentabilidade do investimento

A remuneração da maioria dos investimentos é obtida por meio da aplicação de uma taxa de juros composta. Ou seja, o percentual é aplicado sobre a rentabilidade anterior. Fazendo uma referência aos tempos de ensino médio, são os famosos: “juros sobre juros”.

Da mesma forma que eles podem transformar um empréstimo em uma dívida quase que impagável, também podem proporcionar o mesmo efeito sobre os seus investimentos, tornando-os cada vez maiores com o passar dos anos.

O poder dos juros compostos é algo que pode transformar um pequeno montante de dinheiro em uma quantia verdadeiramente considerável no futuro. Einstein os definiu, de forma sucinta e verdadeira, como uma das maiores forças do universo.

Como a taxa de juros incide sobre a rentabilidade anterior e assim sucessivamente, o seu capital crescerá cada vez mais ao longo dos anos. Existem casos em que o mesmo percentual de remuneração pode triplicar um valor investido pelo simples fato de permanecer aplicado por mais tempo.

Os tipos de investimento de longo prazo

Existem vários tipos de investimento de longo prazo, porém, neste tópico, vamos nos ater aos melhores, mais populares e mais rentáveis existentes no Brasil. Continue lendo!

Tesouro Direto

Os títulos do Tesouro Direto são papéis emitidos pelo governo com objetivo de fomentar algumas de suas atividades. São aplicações extremamente seguras, uma vez que, são garantidas pelo Tesouro Nacional, órgão financeiro de maior importância em nosso país.

No planejamento desse tipo de investimento você poderá escolher a rentabilidade por uma taxa prefixada e, desse modo, já saber qual será o retorno sobre o capital aplicado ou, pós-fixada, que pode ser alterada mediante a aplicação de um indexador.

Previdência Privada

A previdência privada é uma das aplicações de longo prazo mais visadas pelos investidores, principalmente pela sua característica de flexibilidade e adaptação às necessidades do titular.

Com ela é possível escolher o tempo de aplicação, o valor investido por mês e quanto se pretende ganhar quando terminar o período de acumulação, ou seja, o tempo necessário para juntar uma boa quantia para depois começar a ser remunerado.

É preciso ficar atento às taxas de administração e carregamento, quanto mais altas, menos o plano de previdência privada é vantajoso. Isso acontece pois essas altas taxas "comem" uma parte da sua rentabilidade.  Pesquise!​

Ações

Apesar de ser uma modalidade de investimento que muitos consideram ser de alto risco, as ações podem proporcionar ganhos financeiros excelentes no longo prazo. Sendo assim, você pode estudar a possibilidade de aplicar parte do seu dinheiro nelas e deixar o valor aplicado por um bom tempo.

As ações são pequenas parcelas de participação no capital de uma empresa. É como se você fosse dono de uma parte da organização e, como tal, tem direito de receber o lucro auferido, se ele existir. O valor repassado ao investidor sempre será correspondente ao capital que ele possui aplicado na empresa.

Elas são consideradas arriscadas pelo fato de estarem vinculadas à administração e execução das atividades de uma empresa. Sendo assim, se algum fator alheio à vontade dos administradores prejudicar as suas operações e ela der prejuízo, os investidores também serão prejudicados.

Da mesma forma, se a empresa fechar determinado período com lucro, ele será distribuído via dividendos conforme a participação de cada acionista (como são chamados aqueles que compram ações das empresas).

Fundos Multimercados

Os fundos multimercados têm duas características básicas: o longo prazo e o alto risco. Trata-se de um tipo de investimento que aloca recursos de forma estratificada em diversas modalidades de aplicações.

As políticas de investimentos nessa modalidade são baseadas em fatores de risco e não se concentram em uma única modalidade. Ou seja, o seu posicionamento, em determinado momento, pode ser maior na Bolsa, ou menor em períodos desfavoráveis.

Os fundos multimercados trazem como vantagem o equilíbrio dos resultados, graças a essa movimentação estratégica. A flexibilidade que eles possuem permite que o investidor trace uma série de diferentes estratégias com objetivo de obter rumos diferentes em suas aplicações.

Por fim, você precisa entender que os investimentos de longo prazo são aplicações que devem constar em sua carteira; no entanto, é extremamente importante saber que eles devem estar em concomitância com os seus objetivos também de longo prazo.

Além disso, é fundamental monitorar a sua carteira. A economia nacional tem se caracterizado pela volatilidade, principalmente nos últimos anos. As mudanças econômicas podem afetar diretamente os seus investimentos. Por isso é tão importante possuir variados ativos, remunerando no curto e no longo prazo, mas sempre de acordo com os seus objetivos e com diversificação.

Gostou deste artigo sobre os investimentos de longo prazo? Então, curta nossa página no Facebook para acompanhar nossas publicações!

Mariana Congo é Gerente de Conteúdo da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

5 (100%) 5 votes