Investir em dólar: conheça as principais opções existentes

por Mariana Congo | 27/02/2019

investir em dólar

Muitas pessoas pensam em investir em dólar — principalmente em momentos de turbulência na política e na economia do Brasil — mas não sabem como fazer isso. Se você também já teve essa ideia, não se preocupe, pois vamos explicar como é possível colocá-la em prática de forma simples e segura.

Neste post, vamos ver quais aspectos levar em conta antes de aplicar seu dinheiro na moeda estrangeira. Também vamos mostrar alguns tipos de investimentos que facilitam a vida de quem quer aplicar em dólar. Confira!

Por que investir em dólar?

O poder de compra de uma moeda tem grande importância para preservar o patrimônio das pessoas. Afinal, com o aumento da inflação (alta generalizada de preços), o dinheiro de um país pode perder valor ao longo do tempo e comprar cada vez menos produtos e serviços.

É claro que vários fatores influenciam no maior ou no menor valor do dinheiro de um país, como a política e a economia — tanto nacionais quanto internacionais. No caso do Brasil, uma série de problemas faz com que o real seja uma moeda mais fraca em comparação ao dólar e ao euro.

Assim, aplicar em moeda estrangeira significa ter uma reserva de valor. Se a situação econômica ficar muito ruim no país a pessoa tem recursos no exterior e, portanto, seus investimentos não são afetados. Nesse sentido, investir em dólar representa buscar segurança em uma moeda mais forte do que a brasileira. Investir em dólar, portanto, é uma estratégia de diversificação dos seus investimentos.

Quais são as opções para investir em dólar?

A forma mais tradicional de investir no exterior é abrir uma conta em uma corretora de valores do país desejado. O problema é que há uma série de burocracias, já que cada país tem suas próprias regras para esse procedimento.

Mas aqui está uma boa notícia: no Brasil, existem alguns tipos de investimento que permitem investir em dólar de forma simples e segura.

Se o seu objetivo é apenas manter uma reserva em moeda estrangeira, as três primeiras opções são as mais indicadas.

Mas se você quiser ampliar as possibilidades e investir também em ações internacionais, preste atenção nas duas últimas opções da lista a seguir. Vamos conhecê-las?

1 - Comprar dólar em uma casa de câmbio

Muitas pessoas compram dólar na casa de câmbio quando planejam fazer uma viagem. No entanto, saiba que essa é uma maneira de investir em dólar, já que o seu dinheiro em reais será convertido em dólares.

É claro, essa não é a forma mais eficiente de investir em moeda estrangeira, já que manter dinheiro físico em seu poder é mais arriscado - existe o perigo de roubo e, como já vimos anteriormente, o dinheiro pode perder valor ao longo do tempo. Porém, pode ser uma alternativa caso você precise de dólares no curto prazo e caso a quantia não seja muito alta.

2 - Investir em fundos cambiais

Fundos cambiais são um tipo de investimento que aplica o dinheiro dos cotistas em moeda estrangeira, geralmente dólar e euro. A grande vantagem desse tipo de aplicação é deixar o seu dinheiro aos cuidados de um gestor profissional, que entende melhor o mercado e tem acesso a algumas aplicações financeiras que as pessoas físicas não têm.

Os fundos cambiais possuem uma taxa de administração - que varia conforme a política do fundo. O mais comum no mercado é uma taxa de 1% ao ano para fundos que acompanham a cotação do dólar.

3 - Investir em minicontrato de dólar

Uma terceira forma de investir em dólar no Brasil é o minicontrato de dólar. Trata-se de um produto financeiro de renda variável, comprado por meio de uma corretora de valores.

Geralmente, o minicontrato de dólar é mais barato para negociar, já que não é preciso ter tanto dinheiro para investir e algumas corretoras oferecem taxa zero para essa modalidade de aplicação.

Porém, como esse é um ativo de renda variável, sua cotação sobe e desce. Existe o risco de a pessoa ter prejuízo na hora de resgatar o seu investimento (acontece quando o valor do resgate é menor que o da aplicação) e, por isso, é necessário reservar algum tempo para monitorar as cotações e obter o melhor resultado possível.

Para uma pessoa que não tem tempo para acompanhar o mercado e saber como o investimento funciona, esse tipo de investimento não é o mais indicado.

4 - Investir em fundo multimercado

Outra forma de investir no exterior é via fundos multimercado. Eles oferecem uma carteira de investimentos composta por vários tipos de aplicações. No longo prazo, seu desempenho tende a ser mais consistente do que o de um fundo cambial.

Existem diversos tipos de fundo multimercado e cada um tem sua estratégia. Alguns investem não só em dólar, mas também em ações e títulos de outros países.

 

5 - Carteira Magnetis

A carteira Magnetis também é uma opção de investir em ativos no exterior e proteger o seu patrimônio por meio da diversificação.

Dependendo do seu perfil de risco, é possível ter ações internacionais a partir de uma aplicação de R$ 1 mil. E mais: diferente de outros tipos de investimento, a carteira oferece o rendimento puro dos ativos internacionais, sem o efeito da variação cambial nos resultados da carteira (saiba mais aqui).

 Que cuidados é preciso ter ao investir em dólar?

Quando se fala em investir em dólar, existem dois caminhos possíveis:

  • investir o dinheiro na moeda estrangeira;

  • investir em ativos com preço em dólar (ações internacionais, fundos que investem no exterior e assim por diante).

Para quem tem objetivos de curto prazo, como viajar ou comprar algum item cujo preço está em dólar, investir diretamente na moeda é uma opção interessante.

Porém, se o objetivo tiver um horizonte mais distante (como aumentar e preservar o seu patrimônio, por exemplo), vale a pena considerar investir em ações internacionais.

Isso porque a cotação do dólar varia em relação à moeda brasileira, mas permanece em um determinado patamar.

Já as ações de uma empresa não têm limite de valorização, uma vez que essa empresa pode aumentar sua receita e se tornar cada vez mais valiosa com o passar dos anos, dependendo de sua gestão.

Então, é interessante usar o dólar como reserva de valor, mas não para investir altas quantias por muito tempo.

E aí, gostou das dicas sobre como investir em dólar? Confira, então, 5 formas de investir dinheiro no exterior! 😉

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

consultoria de investimento
Investir em dólar: conheça as principais opções existentes
4 (80%) 3 vote[s]
consultoria de investimento