IPO da XP vale a pena? Veja o que avaliar antes e depois de fazer o investimento

por Malena Oliveira | 11/12/2019

IPO da XP investimentos vale a pena?
consultoria de investimento

Se você se interessa por investir na bolsa, certamente ouviu falar do IPO da XP Investimentos.

Uma das maiores corretoras independentes do Brasil, a empresa acabou de lançar suas ações no mercado e passou a se chamar XP Inc.

O local escolhido para a abertura de capital foi a Nasdaq, uma bolsa de valores eletrônica nos Estados Unidos. Lá, a XP levantou US$ 14,9 bilhões, com preço de US$ 27 por ação.

A partir de agora, você vai entender melhor o que significa essa movimenta e se você pode aproveitar essa oportunidade para investir. Vamos começar?

O que é um IPO?

IPO é a sigla em inglês para Initial Public Offering, ou Oferta Pública Inicial.

Esse processo, também conhecido como abertura de capital, é feito quando uma empresa deseja negociar parte de suas ações na bolsa de valores.

A principal motivação para fazer um IPO é criar mais uma fonte de financiamento para os projetos da empresa.

Ou seja: a XP quer levantar recursos sem ter de recorrer ao empréstimo bancário ou ao chamado venture capital: dinheiro de fundos de investimento especializados.

Em troca, as empresas que abrem seu capital oferecem a seus acionistas o pagamento de proventos (dividendos ou juros sobre capital próprio).

Ao fazer um IPO, uma companhia abre mão de parte significativa de suas ações. No entanto, é muito comum que elas mantenham número suficiente de papéis para continuar no controle das decisões sobre seus negócios.

É por esse motivo que existem classes diferentes de ações na bolsa, como as ações ON e PN. Os poderes e as obrigações atribuídos a cada tipo de ação são definidos no momento do IPO.

O que avaliar antes de investir em uma empresa no IPO?

O processo de abertura de capital de uma empresa envolve dois momentos-chave: os últimos dias antes do início das negociações e os primeiros dias logo após essa abertura.

A seguir, vamos entender um pouco melhor os fatores envolvidos em cada um desses momentos.

Antes da abertura de capital

Uma empresa que decide negociar suas ações na bolsa tem que passar por uma série de procedimentos para conseguir essa autorização.

É preciso fazer um raio-X completo da situação financeira da empresa e dos riscos do negócio. Todas essas informação são reunidas em um documento chamado prospecto, que facilmente ultrapassa centenas de páginas.

Esse prospecto pode ser acessado por qualquer pessoa interessada em investir nas ações da empresa no momento do IPO e é altamente recomendável que ele seja estudado com antecedência.

No caso do IPO da XP, o prospecto traz informações como:

  • a empresa tem mais de 1,5 milhão de clientes e R$ 350 bilhões em ativos sob gestão;
  • ela é dona das corretoras Rico e Clear e também do veículo jornalístico Infomoney;
  • o banco Itaú é dono de 49,9% das ações da empresa;
  • um dos principais riscos do negócio é a deficiência no controle de relatórios financeiros, algo que abre espaço para fraudes e imprecisões nos números divulgados pela empresa.

Com o prospecto pronto, é a hora de começar a abordar as pessoas e instituições interessadas em investir nas ações da empresa. E

Essa abordagem, chamada de road show geralmente implica em visitas e reuniões individuais com os interessados, que geralmente são fundos de investimento ou investidores com muito dinheiro.

consultoria de investimento

A partir daí, a empresa constrói um book com as intenções de compra dos interessados. Assim, as ações são reservadas com antecedência.

No dia da abertura de capital, as pessoas podem exercer ou não a compra desses papéis.

É dessa forma que se estabelece o preço de negociação das ações um dia antes de seu primeiro pregão.

Depois da abertura de capital

Um fenômeno bastante comum é uma ação cair em seus primeiros dias de negociação na bolsa.

Isso acontece porque, quanto maior é a demanda por esses papéis, mais os investidores ficam inclinados a vender para obter lucro.

Mas o que acontece quando muita gente quer vender o mesmo item ao mesmo tempo? Exatamente, o preço cai.

Quem tem acesso às ações de uma empresa em seu IPO geralmente são fundos de investimento ou pessoas que têm muito dinheiro para investir. Por isso, é bastante comum esse ajuste nos primeiros dias de negociação.

Por isso, se você se interessa pelas ações de alguma empresa que esteja abrindo o capital, vale a pena esperar para ver como serão os primeiros dias de negociação.

Como geralmente há alguma gordura para ser queimada, você pode aproveitar um movimento de baixa para comprar os papéis a um preço mais convidativo.

E quanto aos fundos que investem no IPO da XP?

Para evitar problemas regulatórios no Brasil, a XP optou por não permitir que pessoas físicas e fundos brasileiros reservassem ações da empresa antes do IPO.

No entanto, para contornar essa questão, a própria XP e a Vitreo, uma gestora de investimentos, lançaram fundos para comprar ações logo depois do início das negociações na Nasdaq.

Neste caso, vale o mesmo raciocínio anterior: o preço das ações pode cair nos primeiros dias de pregão. Em consequência, a rentabilidade desses fundos também pode sofrer em um primeiro momento.

No entanto, se a empresa mostrar perspectivas sólidas de crescimento e capacidade para executar seus planos, não há motivo para o preço desses papéis continuar caindo. E essa lógica vale para qualquer companhia, segundo os princípios da análise fundamentalista.

Assim, se você entende que esse investimento faz sentido para você, vale a pena observar a movimentação no mercado para identificar boas oportunidades.

Mas vale um alerta: os fundos que investem em ações da XP geralmente são pouco diversificados. Assim, não é ideal concentrar todo o seu patrimônio nesse tipo de aplicação.

Como fazer os melhores investimentos?

Outro ponto importante: se você não tem tempo para ficar acompanhando o mercado ou ainda não sente segurança para escolher os melhores investimentos, por que não experimentar um serviço de consultoria?

Hoje, com a Selic na mínima histórica, está cada vez mais difícil obter bons retornos na renda fixa. Isso torna necessário a busca por aplicações mais sofisticadas.

No entanto, o mercado financeiro é bastante complexo para quem ainda não se familiarizou ou não tem tempo para ficar acompanhando as mudanças. Nesses casos, contar com profissionais especializados faz muita diferença.

Agora que você já entendeu mais detalhes sobre o IPO da XP, que tal conhecer os investimentos que são tendência para 2020? Confira o nosso Guia Completo sobre os Melhores Investimentos para 2020 e conheças as alternativas!

Avaliar o post