Magnetis: como funciona? É confiável? Quais são as taxas? Saiba tudo aqui!

por Luciano Tavares, CFP® | 04/01/2019

Magnetis Investimentos: como investir

Existem diversos tipos de investimentos no mercado. Não é à toa que as pessoas têm dificuldade para escolher entre tantos prazos, taxas e valores diferentes para investir. Mas que tal ter um especialista de confiança para escolher os melhores investimentos para você? É isso que a Magnetis faz!

A Magnetis é uma gestora de recursos que ajuda você a montar a carteira de investimentos ideal para o seu perfil.

Por meio de nossa tecnologia, qualquer pessoa pode investir com sofisticação, rentabilidade e segurança a partir de R$ 1 mil.

Todo o processo é simples, rápido e sem burocracia. Quer saber mais detalhes? Continue conosco!

Como funciona?

A Magnetis é pioneira no Brasil no segmento dos robôs de investimento. Desde 2015, oferecemos uma solução completa de investimentos automatizados.

Aqui, você não precisa se preocupar com o movimento do mercado ou com decisões detalhadas sobre qual investimento escolher. Basta nos dizer quais são os seus objetivos e nós cuidamos das outras etapas para você!

Como abrir conta na Magnetis?

Abrir uma conta na Magnetis é simples. Basta acessar nosso site e preencher um questionário para avaliação do seu perfil. Depois, é só informar seus dados pessoais e aguardar a aprovação do seu cadastro.

Você também pode fazer a abertura de conta pelos nossos aplicativo para iPhone ou para os sistemas Android.

A próxima etapa é aprovar o plano de investimentos que construirmos para você ou ajustá-lo conforme suas necessidades.

Pronto! Agora é só fazer a transferência para a sua conta conosco e relaxar. Seu dinheiro estará seguro, bem administrado e rendendo mais!

Carteiras Magnetis: como elas são compostas?

Nossa metodologia é baseada na diversificação de investimentos. Ela é um princípio desenvolvido por economistas renomados, ganhadores do prêmio Nobel.

A diversificação consiste em aplicar dinheiro em produtos financeiros que não estão sob influência dos mesmos fatores (é o que se chama entre os especialistas de baixa correlação).

Dessa forma, se o desempenho de algum investimento não for satisfatório, o resultado geral de uma carteira que segue esse princípio será compensado pelas outras aplicações.

Seguindo esse princípio, nossas carteiras são compostas pelos seguintes tipos de investimento:

  • títulos de renda fixa (CDB, LC, LCI, LCA);
  • fundos de renda fixa;
  • fundos multimercado;
  • ações brasileiras;
  • ações internacionais.

Veja mais: Conheça a composição detalhada de cada Carteira Magnetis

Por que investir com a Magnetis?

Nosso banco de dados possui informações sobre mais de 20 mil aplicações financeiras, que monitoramos constantemente para avaliar quais são as melhores opções. 

A partir daí, nosso robô distribui as aplicações nas Carteiras Magnetis de acordo com cada nível de risco. Assim, não importa o valor, qualquer pessoa que investir conosco terá a melhor diversificação para seu perfil já a partir de R$ 1 mil.

Vale ressaltar que diversificar não significa investir em várias aplicações de forma aleatória. A verdadeira diversificação acontece quando os ativos escolhidos têm características diferentes: se um investimento vai bem, compensa outro que vai mal.

É a diversificação, aliás, que protege seus investimentos da imprevisibilidade que é inerente ao mercado financeiro, aumentando a segurança e a rentabilidade da sua carteira.

Hoje, nós conseguimos trazer essa estratégia para quem tem menos dinheiro disponível para investir. Os fundos de investimento exclusivos da Magnetis são a ferramenta. Eles são três:

  • Magnetis Diversificação Renda Fixa: fundo que investe em ativos de renda fixa de baixo risco, como fundos DI. Taxa de administração: 0,3% ao ano (saiba mais);
  • Magnetis Diversificação Multimercados: fundo que investe em cotas de fundos multimercado escolhidos pelo nosso algoritmo. Taxa de administração: 0,5% ao ano (saiba mais);
  • Magnetis Diversificação Ações: fundo que investe em ações. Taxa de administração: 0,5% ao ano (saiba mais).

É possível investir fora do Brasil com a Magnetis?

Sim! Aliás, esse é um dos nossos grandes diferenciais. Por meio dos fundos da Magnetis, acessamos aplicações sofisticadas também no exterior.

E um ponto adicional: conseguimos fazer isso protegendo as carteiras de nossos clientes da variação cambial, um mecanismo chamado hedge cambial.

O resultado é não só a diversificação de produtos, mas também a diversificação geográfica: sua carteira fica cada vez menos sujeita ao impacto da política local, por exemplo.

Quais são as principais vantagens de investir em ativos internacionais com a Magnetis

  • Acessibilidade: com apenas R$1 mil já é possível investir em ativos negociados no exterior. Fundos que permitem essa modalidade normalmente são restritos a investidores qualificados (que têm mais de R$ 1 milhão aplicados ou são investidores profissionais) e/ou aplicações cujo o investimento mínimo necessário é bem alto
  • Tributação: na Magnetis, o investimento em ações internacionais é realizado através de um fundo local. Portanto, para fins de Imposto de Renda (IR), o cliente está sujeito apenas à tributação de renda variável tradicional de 15% sobre o lucro na ocasião do resgate. Não há come-cotas!
  • Sem variação cambial: o investimento é protegido contra variações na taxa de câmbio real/dólar por meio de uma estrutura que montamos para proteger o retorno de nossas carteiras (hedge). A oscilação cambial não tem nenhuma influência direta na performance dos seus investimentos;
  • Prêmio da renda fixa brasileira: o mecanismo de proteção permite também um ganho extra para o cliente, pois o valor investido no exterior é remunerado pelo diferencial entre a taxa de juros da renda fixa brasileira e a taxa de juros estrangeira negociada no mercado local; 
  • Diversificação geográfica: uma carteira composta somente por ativos do mercado brasileiro não está verdadeiramente diversificada. Ter uma parcela dos seus investimentos em ativos que não estejam sob influência do cenário econômico no Brasil permite um maior retorno ajustado ao risco no longo prazo;
  • Mais sofisticação do que investir no banco ou em outras fintechs: nossa estrutura de fundos permite acesso não só ao S&P 500, mas a qualquer outro ativo negociado no mercado internacional. A maioria dos clientes dos bancos não tem acesso a esse tipo de investimento. E mais: temos planos de incluir outros ativos estrangeiros em nossas carteiras. Aguarde mais novidades em breve! 😉

Como a Magnetis faz a proteção cambial dos seus investimentos no exterior

O processo de investir no exterior envolve a troca de moeda local pela moeda do país no qual o ativo é negociado.

Aqui vai um exemplo: imagine que você tenha comprado uma ação por US$ 1 quando a cotação do real/dólar estava em R$ 3,30.

Tempos depois, você vendeu essa mesma ação por US$ 2 com o câmbio a R$ 4. Veja como ficaria a sua operação:

Valor gasto na compra da açãoR$ 3,30
Valor recebido após a venda (cotação: R$ 4)R$ 8
Resultado da operaçãoLucro de R$ 4,70

Agora, imagine que a cotação do dólar tenha caído para R$ 1,50. Sua operação ficaria da seguinte forma:

Valor gasto na compra da açãoR$ 3,30
Valor recebido após a venda (cotação: R$ 1,50)R$ 3
Resultado da operaçãoPrejuízo de R$ 0,30

É por isso que quem aplica dinheiro fora do Brasil fica exposto aos altos e baixos da taxa de câmbio, ainda que tenha lucro em seus investimentos.

Mas aqui na Magnetis, conseguimos anular o efeito desse sobe e desce fazendo o hedge das suas aplicações no exterior.

Quando compramos os ativos, fazemos também operações que permitem travar a cotação da moeda em um determinado patamar, de forma a evitar prejuízos.

Por que não queremos exposição em dólar?

Quando analisamos o comportamento da taxa de câmbio ao longo dos anos, percebemos que ela não possui tendência de alta e nem de queda no longo prazo.

Isso quer dizer que, ainda que a cotação do dólar suba, ela tende a retornar ao seu patamar anterior. O mesmo vale para quando essa cotação cai.

No gráfico abaixo, que mostra a taxa de câmbio real/dólar nos últimos 18 anos, esse comportamento fica bem evidente.

Taxa de câmbio: USD/BRL
taxa de câmbio em dólares/reais (clique na imagem para ampliar)

Fonte: Investing.com

Ao abrir mão da exposição ao dólar (supostamente, uma moeda mais forte do que o real brasileiro), o chamado prêmio da renda fixa brasileira é agregado ao seu investimento em ativos internacionais.

Trata-se do retorno obtido a partir da diferença entre a taxa de juros brasileira e a taxa de juros estrangeira negociada no mercado local.

A taxa de juros estrangeira historicamente costuma ser menor do que a brasileira, há uma compensação pelo chamado risco-país.

O gráfico abaixo mostra a evolução dessas duas taxas ao longo dos últimos 14 anos:

Taxas de juros de 3 meses: Brasil e exterior
taxas de juros de 3 meses: Brasil e EUA (clique na imagem para ampliar)

Fonte: BM&FBovespa

Perceba que no passado recente, esse prêmio (área de cor mais clara) esteve frequentemente acima de 10% ao ano.

No gráfico a seguir, mostramos o rendimento nominal de um investimento de R$ 100 mil em S&P 500 ao longo dos últimos 14 anos, com e sem a proteção cambial.

SP500: evolução com e sem hedge cambial
S&P500 com e sem hedge cambial (clique na imagema para ampliar)

Fonte: Investing.com e BM&FBovespa

Podemos perceber que a alternativa “com proteção cambial” teve um rendimento quase 3x superior no período analisado. Em grande parte, por conta do prêmio da renda fixa brasileira.

Portanto, nas carteiras recomendadas pela Magnetis, a aplicação em ativos internacionais irá capturar o melhor de dois mundos: o prêmio da renda fixa brasileira, mais o retorno da renda variável internacional. Tudo isso sem exposição à variação da taxa de câmbio.

A Magnetis é confiável? Tem no Reclame Aqui?

Enquanto gestora de investimentos, nosso papel é montar e gerenciar as carteiras de nossos clientes.

O dinheiro investido por você não se mistura com nosso patrimônio em nenhum momento.

Assim, caso a Magnetis quebre, seu dinheiro pode ser resgatado por meio de uma corretora de valores.

O que acontece com o seu dinheiro se a Magnetis quebrar? Absolutamente nada!

Somos parceiros da corretora Easynvest, que é responsável por abrir as contas e custodiar os investimentos de nossos clientes.

Dessa forma, seu dinheiro fica registrado em seu CPF e pode ser resgatado quando você desejar.

Quanto à nossa reputação, nossos clientes gostam bastante do nosso serviço. Aliás, vale a pena dar uma olhada na nossa página no Reclame Aqui. 😉

A Magnetis é uma corretora?

Como mencionamos no início deste post, a Magnetis não é uma corretora, mas uma gestora de investimentos. Isso significa que nosso trabalho é focado em recomendar e gerenciar investimentos.

Para o trabalho de abertura de conta, registro e custódia de investimentos, contamos com a Easynvest, nossa corretora parceira.

Em 2019, também firmamos uma parceria com a GPS Investimentos, subsidiária do grupo suíço Julius Baer no Brasil, para oferecer nossos serviços para

Levamos a diversificação muito a sério e esse é o nosso principal diferencial. Quer ver como ficaria a sua carteira Magnetis? Basta fazer grátis o seu plano de investimentos e começar hoje mesmo a investir melhor!

Magnetis: como funciona? É confiável? Quais são as taxas? Saiba tudo aqui!
5 (100%) 11 vote[s]