O que é mesa de operações e como funciona no mercado financeiro?

por Malena Oliveira | 07/10/2019

mesa de operações
consultoria de investimento

O home broker é, atualmente, o canal mais usado por investidores pessoa física em operações na bolsa de valores, isto é, para investir em ações. No entanto, não é o único. Além dele existe a mesa de operações. Mas você sabe como ela funciona e qual é a sua função?

Antes que o home broker conseguisse oferecer ao cliente uma forma ágil e segura de comprar e vender ativos, a mesa de operações era a principal opção para quem queria investir. Atualmente, ela é mais usada em algumas situações específicas.

Neste post, vamos explicar o que é uma mesa de operações, quais são as diferentes mesas que existem, como funcionam e para que servem. Acompanhe!

O que é uma mesa de operações?

A mesa de operações é um serviço que os bancos e corretoras prestam a clientes externos — ou às vezes a própria instituição — em que um operador, ou seja, um profissional qualificado usa um sistema robusto e avançado para negociar ativos em diversos mercados.

Em geral, são diversos operadores em uma sala, fazendo operações simultaneamente. Você já deve ter visto essa cena em filmes, com os operadores olhando para vários monitores ao mesmo tempo.

As mesas de operações podem atuar em diferentes mercados, como:

  • renda variável: investem em ativos negociados na bolsa de valores, como ações e derivativos;
  • renda fixa: negociam ativos de renda fixa, como títulos públicos, títulos corporativos, debêntures;
  • câmbio: atuam com moedas estrangeiras e em outras operações do mercado de câmbio;
  • commodities: negociam títulos ligados a ativos físicos, como produtos agrícolas, petróleo e metais, especialmente ouro.

Existem mesas que operam nos diferentes mercados, mas geralmente cada uma é especializada em um mercado diferente. O profissional que atua nas mesas de operações é o operador, também conhecido pela expressão em inglês “trader”.

Para atuar como trader, é preciso fazer uma prova e tirar a certificação concedida pela Ancord (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias).

O objetivo é justamente assegurar que ele saiba o que está fazendo e conheça o funcionamento dos mercados, além de impedir que os clientes sejam atendidos por alguém despreparado.

Como funciona uma mesa de operações?

O operador é aquele que executa as ordens de compra e venda dos clientes. E por que fazer isso em uma mesa de operações e não no home broker?

Isso acontece porque o trader conta com plataformas profissionais para operar, que permitem mais precisão na execução dos negócios.

Portanto, faz sentido usar os serviços da mesa de operações em operações de maior volume, em que as ordens de compra e de venda não podem ser executadas todas de uma vez e em que diferenças de centavos acabam influenciando o resultado final.

Ainda assim, pode-se argumentar que, atualmente, muitas corretoras de valores disponibilizam a seus clientes plataformas igualmente avançadas.

No entanto, é preciso analisar se o cliente quer ou se tem disponibilidade de passar o dia monitorando o mercado para não perder os melhores trades.

consultoria de investimento

Quais as vantagens de usar os serviços de uma mesa de operações?

Além da precisão nas operações e da comodidade de ter um profissional gerenciando os processos por você, os traders, na verdade, fazem muito mais do que apenas executar as ordens.

Eles se mantêm atualizados sobre os mercados, conversam com analistas fundamentalistas e com os grafistas para pegar as recomendações de compra e venda e, muitas vezes, fazem eles próprios análises gráficas, procurando oportunidades no mercado.

Assim, conseguem prover um atendimento personalizado aos clientes, indicando oportunidades de compra e venda de ativos.

Por fim, os traders conseguem fazer operações mais complexas, como operações de long & short, venda a descoberto, aluguel de ações e operações estruturadas que um investidor pessoa física dificilmente conseguiria executar sozinho pelo home broker.

Vale a pena investir usando a mesa de operações?

A resposta para essa pergunta é: depende. Em primeiro lugar, depende da qualidade do serviço oferecido. Por isso, é importante conhecer bem a corretora e os profissionais, sua solidez e reputação no mercado.

O segundo parâmetro a ser observado é preço. Tradicionalmente, a principal fonte de receita das corretoras sempre foi a taxa de corretagem, que é cobrada a cada operação que o cliente faz.

Há alguns anos algumas corretoras baixaram suas taxas de corretagem e, hoje em dia, existem até mesmo aquelas que não cobram.

É preciso lembrar, no entanto, que algumas praticam uma taxa para aplicações feitas pelo home broker, em que o cliente age sozinho, sem nenhum atendimento humano, e outra, mais alta, quando ele usa a mesa de operações.

A justificativa para isso é que os serviços do trader são especializados, personalizados e, claro, têm um custo. Vale a pena? Depende do seu perfil e de quanto você está investindo.

Quanto mais baixo o valor da aplicação, maior o impacto da corretagem no resultado final do investimento.

Ainda assim, existem corretoras que oferecem esse serviço com preço baixo. Dessa forma, não é preciso investir uma quantia muito alta para ter acesso a esse tipo de benefício.

Isso não quer dizer, porém, que investir sozinho, pelo home broker, não tenha suas vantagens. O home broker deu autonomia ao cliente para tomar suas próprias decisões.

Agora você já sabe como é o funcionamento da mesa de operações e tem condições de decidir se esse tipo de serviço faz sentido para as suas necessidades e para o seu perfil de investidor!

Ficou interessado no assunto e quer mais dicas sobre o mercado financeiro? Leia também nosso artigo sobre como investir na bolsa de valores.

O que é mesa de operações e como funciona no mercado financeiro?
3 (60%) 1 vote[s]