Saiba como definir e alcançar suas metas financeiras para 2019

por Mariana Congo | 28/12/2018

metas financeiras para 2019

Com a virada do ano, chega a hora de repensar o que passou e definir as metas para 2019, não é mesmo? Nessa ocasião, por vezes acontece de a pessoa nem se lembrar mais das chamadas resoluções feitas no ano anterior. Com isso, ela não consegue avaliar se realmente cumpriu ou não o que tinha prometido. Esse também é o seu caso?

Saiba que muita gente deixa de concretizar os propósitos de ano-novo devido a algumas falhas no processo de definição do que priorizar. Em algumas situações, a pessoa sequer anota os objetivos para recordar depois. Como consequência, são grandes as chances da pessoa não colocar em prática aquilo a que se propôs.

Confira, em seguida, dicas de como definir e alcançar suas metas financeiras para 2019!

Defina objetivos específicos

Na hora de pensar as resoluções de ano-novo é normal sonhar alto, concorda? Em geral, imaginamos tudo o que gostaríamos de conquistar, sem muitos filtros. Entretanto, na hora de estipular as metas para 2019, é necessário ter mais clareza na lista de resoluções e pensar de forma realista.

Pensando nos seus objetivos financeiros, o período de um ano é considerado um horizonte de curto prazo. Assim, você deve pensar suas metas financeiras de forma realista, separando aquilo que você vai começar e terminar em 2019 daquilo que você vai começar (lançar as sementes!), mas concluir anos depois. 

Quando a pessoa tem consciência disso e se dispõe a alcançar a respectiva um objetivo maior, ela evita frustrações e se mantém mais focada no que definiu.

O ideal é dividir grandes objetivos em pequenas entregas. Por exemplo, se você quer muito adquirir um apartamento, é provável que não consiga comprá-lo em um só ano. Mas você pode estipular a meta de juntar pelo menos uma parte do valor necessário a cada ano e deixar o dinheiro rendendo enquanto faz aplicações adicionais.

Seja realista nos propósitos

A época de final de ano realmente é um período de renovação, em que recarregamos as energias para iniciar o ciclo seguinte com mais força. Nesse período, é comum haver certo nível de empolgação, quando acreditamos poder assumir vários compromissos de uma só vez e mudar de vida no ano que começa.

Contudo, com o passar dos meses, também é um esfriamento daquele entusiasmo da virada. Assim, aquele projeto que antes era prioridade pode ir parar no fundo de uma gaveta ou numa pasta esquecida no computador.

Para não cair nesse tipo de armadilha, é importante que você seja realista na definição dos seus propósitos. Por exemplo, se você tem uma renda anual líquida de R$ 100 mil, tem filhos e, mesmo assim, mantém a expectativa de poupar, digamos, R$ 50 mil no ano seguinte, isso é realista? Bem provável que não seja... Nessa conta, por exemplo, você precisa ter claro qual será o seu orçamento em 2019, listando gastos fixos e variáveis, para aí sim definir sua meta de investimentos.

Tal exemplo pode parecer um tanto exagerado, mas ele só serve para demonstrar que você deve estipular os seus propósitos com base na sua real capacidade de acumulação de recursos. Na hipótese anterior, até seria possível juntar a quantia em questão, mas a pessoa teria que ter uma fonte de renda extra para cumprir o que foi proposto, por exemplo.

Então, na hora de definir objetivos, não pense só naquilo que deseja, mas também no que você vai fazer para alcançar o que foi estipulado.

Estabeleça o orçamento ideal

Muita gente tem o hábito de fazer o planejamento financeiro mensal, mas você sabia que isso pode ser realizado perfeitamente no horizonte de um ano? Na verdade, ao conseguir aplicar a técnica nesse prazo, é provável que você aumente a probabilidade de conseguir cumprir as metas para 2019.

É claro que, ao longo do período de um ano, pode haver imprevistos na sua vida. Mesmo assim, se você conseguir prever gastos recorrentes, como gastos com carro e educação, despesas básicas, presentes para familiares, custos com datas comemorativas etc., você terá um planejamento mais conectado à realidade.

Dessa forma, fica mais fácil definir um orçamento ideal para cada mês e até para o ano todo, com as respectivas previsões de receitas e despesas. Com isso, é como se você criasse trilhos pelos quais a sua vida financeira deve ser guiada nos meses seguintes. A vantagem é que uma eventual saída de rota pode ser notada rapidamente e você pode buscar alternativas de forma mais ágil.

Crie um fundo de emergência

Se você ainda não possui, crie um fundo de emergência em 2019. Saiba que tal reserva pode dar suporte em caso de algum gasto imprevisto ou pode ajudar naquela quantia que falta para você realizar algum objetivo.

Você já reparou como muitos objetivos são adiados devido a algum imprevisto que ocorre nas famílias? Se elas tivessem esse colchão de segurança financeira, é provável que a realização dos objetivos não tivesse sido afetada. Então, busque juntar de seis meses a um ano de salário para formar a sua reserva de emergência.

Entenda a diferença entre objetivos e metas

Em geral, objetivos são qualitativos, e metas, quantitativas. Como assim? O objetivo se refere àquilo que você quer alcançar e, via de regra, é descrito com um verbo no início. Por exemplo: comprar a casa própria.

Já a meta diz respeito a algum aspecto ligado a números, como quantia ou prazo, no caso das finanças. Assim, uma meta poderia ser adquirir um imóvel de R$ 500 mil à vista daqui a cinco anos.

Com essa diferença em mente, fica mais fácil definir as metas para 2019, já que você vai saber propor exatamente o que será possível realizar.

Se esforce diariamente para alcançar suas metas

De nada vai adiantar você definir bem as metas para 2019, se não se empenhar ao longo dos meses seguintes para concretizar o que foi estipulado. Nesse sentido, lembre-se de trabalhar todos os dias para alcançar os seus propósitos. De preferência, crie um método de controle das suas metas para acompanhar a evolução do que já foi feito.

Dessa maneira, você manterá o foco na realização do que tanto almeja e não correrá o risco de se esquecer dos seus propósitos.

Gostou das dicas? Receba mais conteúdos para organizar a sua vida financeira e cumprir suas metas para 2019. Cadastre-se em nossa newsletter e não perca os próximos posts!

Feliz 2019 e muitas conquistas!

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

Saiba como definir e alcançar suas metas financeiras para 2019
5 (100%) 2 vote[s]