Como ganhar seu primeiro milhão? Confira o passo a passo para chegar lá!

por Francis Wagner | 02/01/2020

Como ganhar meu primeiro milhão? Veja 4 dicas
consultoria de investimento

Ganhar o primeiro milhão está no topo da lista de quem se interessa por investimentos e finanças pessoais.

Não por acaso, ela faz parte dos objetivos das pessoas que têm o costume de poupar e também daqueles que querem sair das dívidas rumo a uma situação financeira mais confortável.

Não vou dizer que neste artigo há uma  fórmula mágica para ter R$ 1 milhão. Isso porque atingir esse objetivo depende de vários fatores.

Por exemplo, há quem consiga guardar R$ 200 por mês, mas também há quem consiga poupar R$ 5 mil. E essa é apenas uma das questões decisivas.

Além disso, o perfil de investidor de uma pessoa pode ser considerado conservador, enquanto o de outras pode ser moderado, arrojado ou agressivo.

A alocação do capital em determinados produtos financeiros é apenas mais um dos fatores que podem influenciar em quanto tempo você vai levar para chegar ao primeiro milhão. Logo, não há um cálculo exato que vai medir isso. 

A boa notícia é que você pode tomar algumas medidas para atingir esse objetivo de forma mais rápida. As dicas que vou dar a seguir podem ajudar e muito a realizar o sonho de ser milionário. 

No entanto, não basta apenas ler. O passo mais importante é colocá-las em prática o mais rápido possível. Vamos às dicas:

1 – Crie o hábito de poupar

As chances de você chegar ao primeiro milhão – sem ganhar na loteria ou receber uma herança inesperada – só serão altas se você conseguir guardar uma parte dos seus ganhos todos os meses. 

Esse é um dos motivos que faz com que o hábito de poupar seja um dos principais fatores para quem busca a independência financeira. 

Quanto maior for a sua capacidade de poupança, mais rápido você vai atingir seus objetivos, entre eles o de ser milionário. 

Quando falo da capacidade de poupança, não estou falando da caderneta, cujo rendimento é ruim. A ideia aqui é guardar recursos para o futuro.

E, como muitos já sabem, outros investimentos são tão seguros quanto a poupança e rendem mais, como os títulos de renda fixa, por exemplo.

2 – Planeje-se

Fazer um planejamento financeiro pode ajudar a criar o hábito de poupar. Muitas pessoas têm dificuldade de guardar dinheiro por falta de disciplina financeira. Por esse motivo, se organizar financeiramente é essencial para sair do status de devedor para o de poupador.

Um planejamento financeiro bem feito vai dar a você uma visão geral da sua atual situação. Para fazê-lo, você vai precisar:

  • Anotar suas receitas (salários, trabalho extra);
  • Identificar suas despesas, incluindo possíveis dívidas;
  • Renegociar dívidas com altas taxas de juros, como o cheque especial, e trocá-las por dívidas com juros mais baixos;
  • Identificar e cortar gastos desnecessários (anuidade de cartão, assinatura de canais fechados que você e sua família não assistem, etc.);
  • Traçar objetivos de curto, médio e longo prazos;

Você pode fazer isso por meio de planilhas ou anotar tudo em um simples papel. O mais importante é não deixar de fazer todo o planejamento! 

Por ser uma etapa importantíssima para quem pretende alcançar o seu primeiro milhão, o planejamento deve ter prioridade em suas estratégias para investir.

consultoria de investimento

3 – Evite parcelar compras

Parcelar compras, mesmo aquelas de menor valor, faz parte da cultura dos brasileiros. E isso pode fazer com que você demore mais para atingir o seu primeiro milhão. 

A desculpa que muitos usam ao parcelar é a sensação da isenção de juros. Contudo, perceba que compras à vista têm, na maioria das vezes, um preço menor do que compras a prazo. Em grandes lojas anúncios do tipo “10x de R$ 199,00 sem juros ou R$ 1.799,10 à vista” são comuns. 

As palavras “sem juros” dão a sensação de que o ato de parcelar não tem encargos. Na verdade, o consumidor, neste exemplo, está pagando cerca de 10% de juros, uma vez que o valor final da compra parcelada será de R$ 2 mil.

O preço à vista nada mais é que o preço real, enquanto o preço parcelado é o preço da mercadoria mais os juros embutidos do parcelamento. 

Por esses motivos, prefira sempre pagar à vista, mesmo que você demore mais um pouco para adquirir o produto de seu interesse. 

Se pretende comprar algum produto na próxima Black Friday, por exemplo, inclua no seu planejamento financeiro um montante mensal destinado para esse fim. Só tome cuidado para não perder o controle e gastar mais do que deveria. 

4 – Utilize os juros compostos a seu favor

Por mais que muitos brasileiros queiram chegar ao primeiro milhão, o índice de endividamento no Brasil ainda é muito alto. 

Infelizmente, grande parte das pessoas utilizam os juros compostos contra as suas finanças, pagando valores altíssimos, que podem ultrapassar a casa dos 300% ao ano em algumas modalidades de crédito. 

Mesmo possuindo as maiores taxas de juros do mercado, o cheque especial e os juros do rotativo do cartão de crédito são as duas modalidades de empréstimo mais utilizadas no dia a dia. 

O resultado desse uso inadequado do crédito é o superendividamento das famílias.

Por esse motivo, é muito importante fazer um bom planejamento financeiro e começar a poupar uma parte de seu salário desde cedo. 

A maioria das pessoas que possuem o hábito de poupar acaba deixando seu dinheiro em investimentos com baixo retorno – como a caderneta de poupança – ou até guardado em casa. 

O grande problema disso tudo é que a poupança, em alguns períodos, pode perder para a inflação, gerando uma rentabilidade real negativa. 

Para os que guardam o dinheiro em casa o cenário é pior ainda. Por conta da inflação, o dinheiro acaba perdendo valor todos os dias, uma vez que ele não gera nenhum retorno financeiro.

Para chegar ao primeiro milhão, o investidor deve escolher os tipos de investimento que se enquadrem no seu perfil e com prazos de vencimento que se encaixem na data em que pretende alcançar os seus objetivos. 

É muito importante também ter uma reserva de emergência, para eventuais gastos inesperados. O ideal é buscar aplicações com liquidez diária e rentabilidade próxima à  Selic (a taxa básica de juros) ou 100% do CDI. Dessa forma o investidor está fazendo os juros trabalharem a seu favor e não contra.

Um outro ponto importante são os aportes mensais: eles são fundamentais para você aumentar o volume de recursos poupados e chegar mais rápido ao seu objetivo.

Agora que você já sabe o essencial para alcançar o seu primeiro milhão, que tal começar a por a mão na massa? Faça uma simulação de investimento gratuita e veja como ficaria a sua carteira de investimentos com a Magnetis!

Como ganhar seu primeiro milhão? Confira o passo a passo para chegar lá!
5 (100%) 3 vote[s]