Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Microcap: conheça os prós e contras desse tipo de ação

Se você deseja investir em ações, provavelmente já ouviu falar em small caps. Sabia que também existem microcaps na bolsa de valores brasileira?

O filme “O Lobo de Wall Street”, com Leonardo DiCaprio, tornou popular as penny stocks, ações de baixo preço que geralmente são alvos de fraudes. As microcaps, no entanto, são diferentes. 

Quer saber o que são microcaps e se vale a pena investir nesse tipo de ação? Leia este post!

O que é microcap?

As ações microcaps estão longe de ser papéis de microempresas. Essa classificação inclui ações de empresas com valor de mercado menor que R$ 1 bilhão

Existem diversos exemplos de microcaps brasileiras. Entre elas estão as ações da fabricante de alimentos Excelsior, a fabricante de máquinas industriais Romi e a empresa de tecnologia CSU Cardsystem. 

Existem diferentes segmentos de empresas na bolsa. Os principais são microcaps, small caps, mid e large caps

As small caps têm valor de mercado maior que as microcaps. A classificação inclui empresas com até R$ 8 bilhões de valor de mercado. Como exemplos temos companhias como a operadora de viagens CVC e a seguradora SulAmérica. 

As mid e large caps são empresas com valor de mercado acima de R$ 8 bilhões e que podem ultrapassar os R$ 80 bilhões. Essas ações costumam ser das empresas mais negociadas da bolsa, as blue chips. São exemplos de large caps e blue chips empresas como Petrobras, Itaú e Vale.

biblioteca financeira

Como funcionam as microcaps?

As microcaps geralmente são ações de empresas novas, que podem atuar em setores consolidados ou em consolidação. Muitas ações de grandes empresas já foram microcaps e small caps

Há uma diferença clara entre microcaps e penny stocks. Enquanto as microcaps são classificadas pelo seu valor de mercado, as penny stocks são pelo valor do papel

Geralmente as penny stocks são ações que valem pouco na bolsa. Esses papéis podem pertencer a empresas novas sem histórico no mercado ou a empresas que já foram bastante negociadas, mas passaram por dificuldades financeiras. 

As penny stocks são mais comuns em mercados financeiros desenvolvidos, como o americano. Isso acontece porque geralmente elas são negociadas em ambientes fora da bolsa de valores. Por conta disso, são alvos de fraudes. No Brasil, não existe esse ambiente externo à bolsa, sem regulação. 

Vale a pena investir em microcaps?

Como qualquer tipo de investimento, é necessário ponderar as vantagens e os riscos de aplicar dinheiro em microcaps. Veja abaixo os principais pontos. 

Vantagens

Quanto menor for o porte da empresa, maior é o seu potencial de valorização. Isso acontece porque as receitas tendem a multiplicar mais rapidamente quando há uma grande fatia do mercado a ser conquistada. 

A ação pode ter ainda uma valorização adicional pontual. Como exemplo podemos citar uma eventual consolidação do seu segmento de atuação ou aquisição por uma empresa de maior porte. 

O potencial de ganhos com microcaps também é alto porque cada novidade sobre o negócio tem grande impacto sobre o papel. Isso acontece porque essas ações têm pouca negociação e liquidez

As microcaps costumam ficar de fora da cobertura de casas de análise, cujo foco costuma ser as ações mais negociadas. Como não costumam ser acompanhadas por analistas, podem ser subvalorizadas. Isso também potencializa os ganhos. 

Desvantagens

Entre as principais características das microcaps está a baixa liquidez. Pode ser difícil vender a ação a qualquer momento porque esses papéis são pouco negociados no mercado. 

A ação também tem alta volatilidade. Isso representa um potencial de ganho, mas também pode resultar em perdas inesperadas e relevantes. 

Essas características tornam as ações arriscadas. Como forma de diminuir esses riscos, o investimento em microcaps deve ter como objetivo o longo prazo

Como as microcaps não costumam ser acompanhadas por analistas, quem investe pode ter um trabalho redobrado ao buscar informações sobre o papel. 

Ainda que existam serviços especializados nesse tipo de ação, desconfie, principalmente se tiver sido lançado há pouco tempo ou acumular reclamações em sites. Microcaps têm um menor nível de governança, e o caminho para obter informações sobre as empresas pode não ser simples, mesmo para analistas. 

Outra desvantagem das microcaps é distribuir poucos dividendos, algo mais frequente nos negócios de mid e large caps. Se a sua estratégia é ganhar com dividendos e ações mais defensivas, as microcaps não são adequadas para o seu objetivo. 

Se você tem um perfil mais conservador, uma forma simples de minimizar os riscos oferecidos pelas microcaps é diversificar a carteira de ações. Nesse caso, esses papéis devem representar apenas uma pequena fatia da parte da carteira aplicada em renda variável. Entenda mais sobre o risco para investir em ações

reserva de emergência

Como analisar uma microcap?

Por conta do seu risco elevado, da baixa liquidez e da falta de acompanhamento por especialistas, as microcaps exigem uma análise aprofundada. Isso acontece porque pode ser difícil chegar ao preço justo desses papéis

O patrimônio líquido da companhia é um dos indicadores mais importantes a ser monitorado por quem investe. Ele representa o valor de mercado do papel dividido por seu lucro no ano. Isso mostra quantos anos de lucro são necessários para atingir o valor de mercado da empresa. Quanto mais baixo, mais positivo é esse indicador. 

O ideal é checar se a empresa registra lucro com frequência. É preciso saber se seu resultado é consistente e se deve a estratégias da companhia no mercado ou são fruto de ajustes pontuais. 

Além disso, é necessário verificar quais são as perspectivas para o segmento e o negócio. Empresas que atuam em nichos muito específicos representam um risco mais elevado, bem como as que têm concorrentes de maior porte. 

É certo que empresas menores precisam de mais capital de giro para expandir, mas o endividamento tem que ser saudável. Sendo assim, evite empresas com muitas dívidas. É recomendado também pesquisar sobre a gestão e o histórico dos sócios, principalmente em caso de empresas mais novas. 

desafio 52 semanas

Como investir em microcaps?

Aplicar dinheiro nas microcaps é um processo idêntico ao de investir em ações. Primeiramente, é necessário abrir conta em uma corretora de confiança e que cobre taxas acessíveis para que você aplique o seu dinheiro. Depois, basta acessar o home broker da instituição financeira para negociar os papéis diretamente. 

Agora que você sabe como funcionam as microcaps, precisa de ajuda para analisá-las? Quer entender se o investimento em ações é indicado para o seu perfil de risco? Conheça o nosso serviço de consultoria de investimentos

Malena Oliveira

Especialista em Finanças Pessoais e membro do Grupo Consultivo de Educação Financeira da Anbima.

leia mais desse autor