Qual a importância e como aplicar o mindfulness no trabalho?

por marlon carvalho | 10/01/2019

mindfulness no trabalho

A meditação é uma excelente prática para o cérebro e para quem deseja conquistar uma vida mais leve e focada. O que nem todo mundo sabe é que ela pode ser utilizada no ambiente laboral. A prática de mindfulness no trabalho, por exemplo, tem recebido uma relevância crescente.

Para obter os bons resultados, no entanto, é preciso fazer um bom planejamento. Com a definição adequada das características por parte do RH ou da gestão, fica mais fácil estabelecer um processo de qualidade e que é benéfico para todos dentro da empresa.

A seguir, entenda como aplicar mindfulness no trabalho e tire todas as dúvidas sobre o tema!

Como funciona a técnica mindfulness?

A abordagem mindfulness também é conhecida como atenção plena. Trata-se de uma proposta que busca obter e manter o controle total sobre a mente.

Por meio dos exercícios específicos, o praticante consegue permanecer focado no presente de forma ampla, sem distrações ou julgamentos sobre o cenário. Com o desenvolvimento do hábito, é possível tornar o cérebro consciente sobre o próprio potencial.

Essa meditação tem ganhado cada vez mais a atenção das pessoas por causa de seus resultados. O hábito, inclusive, altera a composição cerebral e ajuda a aumentar a massa cinzenta de forma localizada, por exemplo.

Quais são os benefícios da prática de mindfulness no trabalho?

Com a criação do hábito sobre essa prática, é possível conquistar resultados positivos. Além de gerar impactos adequados para o indivíduo, essa meditação tem uma performance interessante para o ambiente laboral.

A seguir, veja quais são as vantagens do mindfulness no trabalho e entenda como ela modifica o desempenho dos profissionais.

Aumenta o foco dos colaboradores

Por causa do funcionamento dessa proposta, é natural que ela leve a um aumento do foco e da consciência. No trabalho, isso não é diferente.

De acordo com a Universidade Case Western Reserve, a prática é determinante para elevar o nível de foco e atenção dos colaboradores. Isso gera impactos, inclusive, nos relacionamentos e favorece o trabalho em equipe. Assim, o empreendimento consegue montar um time consciente de suas funções, necessidades e formas de atuação.

Eleva a produtividade na empresa

Com o foco ampliado, é possível combater a procrastinação e o desempenho que não segue as melhores práticas. A execução de mindfulness no trabalho, portanto, ajuda a aumentar a produtividade dos colaboradores. Todos esses pontos são achados das Universidades Chiang Mai, de Ciências Médicas da Polônia e de Nottingham.

O estudo ainda comprovou que existe uma correlação positiva entre essa prática e a avaliação de performance, com bons resultados quanto à qualidade. Com menos chances de erros e de retrabalhos, o desempenho é fortalecido.

Reduz o nível de estresse

De acordo com um ranking elaborado pela Associação Internacional de Gestão de Estresse (Isma), o profissional do Brasil é o segundo mais estressado do mundo. Para 69% dos brasileiros, o trabalho é a principal fonte de estresse. O problema é que esse cenário afeta o desempenho de vários modos, como ao piorar os relacionamentos interpessoais e comprometer o foco.

Já a prática de meditação mindfulness é determinante para ajudar a conter o problema. Uma revisão de estudos realizada pela Universidade de Ciências Aplicadas dos Países Baixos demonstra impactos positivos na gestão de estresse. A conclusão é que a técnica ajuda a diminuí-lo no sentido psicológico, bem como abrandar as consequências da depressão, ansiedade e exaustão emocional.

Diminui o absenteísmo

O absenteísmo compromete o desempenho de qualquer empreendimento. Diante de faltas e licenças, o time perde coesão e produtividade, além dos gastos se tornaram mais elevados.

Segundo pesquisadores do Departamento de Psiquiatria da Universidade Radboud, uma intervenção de mindfulness no trabalho pode ajudar a conter o problema. Como há um aumento no bem-estar, na satisfação e no clima organizacional, há a criação de um espaço positivo. Na prática, é algo que melhora o presenteísmo e evita os impactos prejudiciais nesse aspecto.

Como a técnica pode ser aplicada no trabalho?

Após conhecer os pontos positivos, é preciso saber como aplicar a abordagem mindfulness no trabalho. É papel do RH e da gestão definir as condições para realizar a intervenção de modo adequado.

Para que não restem dúvidas, veja algumas dicas para explorar essa possibilidade da melhor maneira possível.

Prepare um ambiente específico na empresa

A atenção plena pode ser praticada em qualquer lugar, já que um dos seus objetivos é conseguir manter o foco no ambiente de modo amplo. No entanto, isso exige algum tempo de treino. Para quem começa agora, realizar a atividade em um local dedicado ajuda a entender os passos e a colocar tudo em ação.

Do ponto de vista da gestão, o melhor é separar um espaço específico para essa prática. É possível, por exemplo, usar um ambiente externo como lugar preferencial para essa realização. A recomendação é que ele seja calmo e confortável para todos.

Defina horários para a prática

Novamente, é interessante entender que a etapa pode acontecer em qualquer momento. No começo, entretanto, o mindfulness no trabalho deve ser realizado em alguns períodos específicos, de modo a gerar o hábito.

A gestão tem que estabelecer horários, como o começo de cada turno ou a pausa para o descanso. A ação não precisa demorar muito tempo, sendo que alguns minutos diários já são suficientes para conquistar bons resultados.

Estimule os colaboradores à prática

Não adianta planejar tudo corretamente se as pessoas não se envolverem com os exercícios. Por isso, é importante oferecer benefícios aos indivíduos, de modo a estimulá-los.

Demonstre, por exemplo, quais são as maiores vantagens e como essa técnica ajudará a pessoa a melhorar os vários aspectos de sua rotina. Também faça algumas concessões para quem se comprometer mais com a atividade, de modo a melhorar o engajamento.

Contrate um fornecedor para essa questão

Ao usar o mindfulness no trabalho, muitos gestores não compreendem a importância de profissionalizar essa atividade. No começo, é comum que a prática guiada seja determinante para o sucesso. Então, é preciso ter um instrutor que, de fato, entenda a técnica.

Para conquistar os impactos desejados, o recomendado é contratar um fornecedor especializado. Há empresas especialistas em bem-estar e que oferecem serviços ligados à meditação. Desse jeito, é possível profissionalizar a abordagem.

Acompanhe os resultados

Nenhuma iniciativa do RH ou da gestão deve ter os resultados desconsiderados. Entender quais são os impactos desse investimento é essencial para ser capaz de tomar decisões melhores no futuro.

Por isso, é indispensável ficar de olho nos números. Defina métricas — como indicadores de produtividade e satisfação — e acompanhe a evolução com a técnica. Desse modo, é possível entender se o investimento tem gerado o retorno desejado.

Usar o mindfulness no trabalho oferece diversas vantagens para o cotidiano do estabelecimento e para o resultado dos colaboradores. Com essas dicas, fica mais fácil obter ótimos impactos na produtividade e no engajamento.

Além do psicológico, o estresse financeiro é um grande problema. Veja do que se trata esse conceito e por que ele impacta os negócios!

Avaliar o post