Como organizar meu dinheiro para investir?

por Mariana Congo | 01/02/2019

organizar dinheiro para investir

Muita gente tem dificuldade para acumular patrimônio por não saber organizar dinheiro para investir. Assim, a pessoa mal recebe o salário e logo gasta esse recurso. Por vezes, o indivíduo precisa recorrer ao cheque especial e ao cartão de crédito para passar o restante do mês. Você já se viu nessa situação ou conhece alguém que tenha passado por isso?

Nesses casos, é preciso rever as finanças para que sobre dinheiro para investir. Para tanto, você precisa tomar uma série de atitudes para organizar o seu orçamento, de modo que consiga fazer aplicações financeiras de forma regular.

Com essa mudança na forma de lidar com o dinheiro, você evita os maus hábitos financeiros e, então, passa a ter os saldos das suas contas sempre positivos.

Confira, a seguir, como organizar seu dinheiro para investir!

Pague suas dívidas primeiro

Se você chegou a uma situação grave de desequilíbrio financeiro e teve o nome negativado nos serviços de proteção ao crédito, busque solucionar as pendências o quanto antes. Hoje em dia, a propósito, existe a possibilidade de renegociar as dívidas pela internet. Em alguns casos, a pessoa já faz o acordo pela própria web e, em seguida, pode pagar o boleto referente à dívida.

Ao limpar o nome, o indivíduo pode obter crédito no mercado com mais facilidade, além de se livrar do estresse financeiro. Além disso, sair do vermelho significa deixar de pagar as multas e os altos juros das contas em atraso. Quem quer organizar dinheiro para investir deve se conscientizar de que não pode perder recursos à toa devido a dívidas vencidas.

Por falar em juros, um erro comum é fazer aplicações financeiras ainda com contas em atraso, afinal, os rendimentos da maior parte dos investimentos é menor do que o custo das dívidas.

Assim, quite primeiro os débitos vencidos, para só depois começar a investir. A propósito, se ainda não tiver condições de pagar todas as contas de uma só vez, priorize aquelas que cobram juros maiores, como cartão de crédito e cheque especial.

Conforme a sua realidade, pode valer a pena trocar dívidas caras por uma mais barata, por meio de um empréstimo pessoal com taxa de juros reduzida, por exemplo.

Entretanto, saiba que às vezes isso só é possível quando o indivíduo é servidor público ou pode oferecer o salário ou algum bem ou o salário como garantia: esses são os famosos empréstimo consignado ou com garantia de imóvel ou veículo. Então, avalie bem as propostas para escolher a melhor alternativa para o seu caso.

Mantenha suas contas equilibradas

Depois de regularizar a sua situação financeira, é hora de manter hábitos saudáveis em relação ao dinheiro. Nesse sentido, é importante você evitar o chamado efeito sanfona da vida financeira. Já ouviu falar nele?

Enquanto, na saúde do indivíduo, tal termo se refere à prática do engorda e emagrece, nas finanças, ele diz respeito a uma situação em que a pessoa consegue economizar por certo tempo, até coloca as contas em dia, mas, logo volta a se endividar.

Para evitar isso, você deve planejar as suas finanças e gastar somente conforme a sua capacidade de pagamento, de preferência, sem parcelar as compras. Dessa maneira, você não compromete um dinheiro que ainda vai ganhar no futuro.

Além disso, é importante criar o hábito de pagar as contas em dia, para não ter de arcar com juros e multas por atraso. Afinal, isso significa perder dinheiro.

Para não se esquecer de fazer os pagamentos, você pode colocar as contas em débito automático ou, então, criar lembretes na agenda do seu celular, por exemplo. Hoje em dia, grande parte das plataformas de internet banking permite o agendamento de pagamentos. Aproveite essa funcionalidade para se organizar melhor.

Controle todos os seus gastos

Outro passo importante para organizar dinheiro para investir é fazer o registro de todos os gastos. Muitas pessoas gastam o salário que ganham sem saber exatamente para onde vai esse recurso. Isso ocorre, na maior parte das vezes, devido à falta de controle financeiro.

Para não cair nessa armadilha, acostume-se a anotar todas as suas despesas. Você pode fazer isso numa simples folha de papel, num software de computador ou, à palma da mão, por meio de um aplicativo de celular.

Ao registrar todas as saídas de dinheiro do seu orçamento, você pode rastrear as suas despesas mensais. Com isso, passa a saber se gastou demais em certa área, como alimentação, transporte, lazer etc., e, dessa forma, pode fazer os ajustes necessários no ciclo seguinte.

Ter esse conhecimento acerca das suas finanças permite que você se planeje com mais precisão e, assim, passe a reservar uma quantia do seu orçamento para um fundo de emergência e para investimentos.

Gaste menos do que ganha

A regra fundamental para quem quer organizar dinheiro para investir é ter despesas menores do que as receitas. Só dessa forma haverá sobra de recursos todos os meses para fazer aplicações financeiras e, assim, construir um futuro tranquilo para si e para os familiares.

“E como fazer isso?”, você pode se perguntar. Na verdade, uma vida financeira saudável passa pelo planejamento e pela execução fiel do orçamento. Com essa ferramenta, você programa os seus gastos de modo a criar trilhos pelos quais devem caminhar as suas finanças.

A vantagem da elaboração do orçamento é que você pode simular os gastos, antes de realizá-los de fato. Então, há tempo suficiente para fazer ajustes e evitar passar o fim do mês sem recursos ou ter que recorrer a crédito para pagar as contas.

Depois de colocar a sua vida financeira no azul, é hora de pensar em aplicar a sobra mensal. Para tanto, pode ser útil a contratação de um consultor de investimentos. Atualmente, é possível encontrar serviços desse tipo pela internet com um custo reduzido para o cliente, garantindo o benefício de contar com um especialista para orientá-lo acerca das melhores aplicações do mercado financeiro.

Agora que você já sabe como organizar dinheiro para investir, que tal se aprofundar em um dos aspectos para equilibrar as finanças? Veja também o post "Reserva de emergência: como montar? – 12 passos para mudar sua vida financeira" e saiba como!

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

Como organizar meu dinheiro para investir?
4.1 (82.11%) 19 vote[s]