Saiba como organizar seu orçamento para fazer a viagem dos sonhos!

por Mariana Congo | 27/08/2018

organizar orçamento para viagem

Quem não ama viajar? Pode ser uma viagem rápida para curtir o feriado, as tão merecidas férias anuais ou um passeio para expandir os horizontes. Não há como negar que, em qualquer um desses casos, a experiência de sair da rotina e cair na estrada é maravilhosa!

Muitos sonham com esse momento por meses e até anos. Afinal, todos têm um destino dos sonhos para conhecer. E é por isso que sempre há uma mobilização quando é preciso organizar um orçamento para viagem.

É nessa etapa que começa o planejamento financeiro para alcançar este objetivo. Um bom planejamento vai ser determinante para concretizar a meta no prazo previsto e com as condições ideais para aproveitar tranquilamente cada momento, antes, durante e depois da viagem.

Afinal, é muito desagradável ter de limitar a experiência ou ter de, na volta, lidar com um rombo nas finanças. Mas calma, isso não vai acontecer com você: estamos aqui para ajudá-lo a fazer tudo do jeito certo. Então, trate de deixar, desde já, a mala à vista e acompanhe as dicas de organização do seu orçamento a seguir!

Grandes viagens exigem maior preparo

A viagem dos sonhos, geralmente, é programada para um período maior e podem envolver um destino mais distante. Por que não tirar um ano sabático ou dar a volta ao mundo, por exemplo? Fazer este tipo de viagem é possível, mas traz muitos desafios, que vêm na mesma medida do tamanho do objetivo traçado. Em termos financeiros, essas metas requerem atenção minuciosa aos gastos e uma boa dose de planejamento.

Despesas como acomodação, meio de transporte e alimentação são as principais, mas os gastos não param por aí. É necessário considerar valores a serem usados em lazer, seguros, despesas variadas (como as compras) e necessidades eventuais (medicamentos, por exemplo). Quanto maior a distância ou o período que se pretende manter viajando maior tendem  a ser os gastos.

Além disso, é importante lembrar que tudo deve ser conciliado com a situação financeira presente e posterior à viagem. Não pense nesses desafios como empecilhos: é plenamente viável fazer a viagem dos sonhos. Para isso, entretanto, é preciso ter um bom planejamento financeiro. Para ajudar nesse processo, listamos cinco passos básicos de como você pode fazer isso na prática. Confira!

5 passos básicos para organizar orçamento para viagem  

Que tal seguir um passo a passo com etapas para se programar para a viagem dos seus sonhos? Fica mais fácil se organizar assim, mas isso não quer dizer que serão fases simples de serem executadas. Vale frisar que é necessário empenho em todas elas. Em compensação, vai valer a pena!

Antes, é preciso considerar que a viagem dos sonhos deve ser um objetivo de médio prazo. Ou seja, deve ser projetado para se concretizar em um período de pelo menos um a três anos. Estabelecer esse prazo ajuda a considerar a perspectiva de viagens longas, como um ano sabático ou mesmo um intercâmbio no exterior, que são exemplos de viagens mais longas e que exigem maior comprometimento de dinheiro.

Prever um período maior de preparação é indispensável porque, além de todos os custos, é provável que, durante a viagem, não haja uma fonte de renda ativa (aquela obtida por meio do trabalho). Mesmo assim é possível fazer isso sem passar por privações. Descubra como a seguir!

Avalie a sua atual situação financeira

O primeiro passo para organizar orçamento para viagem é avaliar a sua situação financeira. E o que isso tem a ver com o planejamento da viagem? Absolutamente tudo. Primeiramente, porque os saber quais recursos serão necessários para a viagem e em quanto tempo.

Em segundo lugar, porque revela as dívidas. Por mais simples que sejam as obrigações a pagar, é preciso controlá-las adequadamente. Quem tem financiamentos, por exemplo, deve verificar quanto gasta com eles e em quanto tempo vai quitá-los. Embora você até possa fazer uma viagem tendo dívidas não é recomendável, porque é um período que você terá gastos maiores e pode acabar não conseguindo cumprir com suas obrigações financeiras, fazendo uma verdadeira bola de neve.

Então nessa primeira etapa faça uma espécie de balanço do seu patrimônio. Considerando todas as dívidas caso as tenha. Essa atitude, ajuda a ter algumas ideias interessantes da dimensão da geração de recursos necessários para a sua viagem.

Controle despesas e receitas

É preciso compreender bem sua movimentação financeira mensal. Feito a avaliação da sua situação financeira atual, é preciso registrar tudo o que ganha e gasta para verificar se há possibilidade de reduzir esses custos.

Fazer cortes estratégicos é importante para as reservas e fazer os investimentos para poder viajar. Dessa maneira você vai conseguir se planejar de forma mais efetiva sem ter de se preocupar com as suas obrigações financeiras. Isso faz uma grande diferença no planejamento da sua viagem já que é um período em que despesas não recorrentes vão ser inevitáveis.

Mantenha uma reserva financeira

Comece a guardar dinheiro o mais rápido possível. Uma parte dos ganhos precisa servir de reserva para emergência. Defina um percentual mínimo para ser aplicado em investimentos de baixo risco com alta liquidez. Assim, o dinheiro rende juros sem comprometer a necessidade de resgate a qualquer momento, em caso de imprevistos.


E isso ainda ajuda a adquirir um hábito importante tanto para aplicações financeiras como para a vida, de maneira abrangente. Lidar corretamente com imprevistos financeiros não exige que os sonhos de médio e longo prazos sejam sacrificados. Aliás, ter uma reserva de emergência é o que vai permitir que você tenha tranquilidade financeira depois que a viagem acabar.

Além da reserva de emergência, é preciso verificar quanto do orçamento deve ser separado para investir na viagem. Se conseguir R$ 1 mil por mês, por exemplo, precisa se comprometer a manter o hábito de aplicar essa quantia — pois é ela que vai, de fato, viabilizar a viagem. Continue a leitura!

Planeje todos os gastos da viagem

Depois de saber qual o seu patrimônio, controlar receitas e despesas e montar uma reserva financeira, é possível começar organizar o orçamento para planejar a viagem. Afinal, já se sabe quais são as condições financeiras reais. Lembre-se de que sonhar é muito bom, mas é preciso manter os pés no chão.

Todos os objetivos acabam limitados pelo orçamento e, nesse sentido, é preciso ter em mente que isso não deve ser visto como uma barreira. Mesmo assim, vai ser necessário adaptar os propósitos: seja pelo aumento do valor investido, seja pela revisão do prazo para realizar a meta.

Para planejar a viagem, anote tudo: o destino, o tempo de viagem e os custos associados. Depois, pesquise, projete cenários, converse com quem já esteve no local, saiba quais necessidades terá nesse período e até os procedimentos burocráticos incluídos. Então, avalie por quanto tempo terá de investir para realizar o objetivo.

Faça o seu dinheiro render

Com todas as informações nas mãos, é preciso fazer o dinheiro render o necessário para a viagem e ainda deixar uma margem investida para o retorno. Ou seja, se for fazer uma viagem de um ano, calcule todos os gastos necessários (com folga) para esse período e acrescente mais alguns meses de sustento para a volta, por exemplo.

A partir das suas condições financeiras, simule investimentos adequados para o médio prazo e que tragam o rendimento necessário para alcançar os objetivos. O apoio de uma consultoria em investimento pode ser essencial nessa jornada.

Uma frase atribuída a Lao-Tsé diz que "uma longa viagem começa com um único passo". Organizar um orçamento para viagem é o primeiro deles. Você já está preparado para iniciar essa jornada? Siga-nos nas redes sociais e acompanhe nossas publicações para conferir mais dicas valiosas.

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.


Saiba como organizar seu orçamento para fazer a viagem dos sonhos!
4.6 (92%) 5 vote[s]