O que é um planejador financeiro e quais são suas principais atividades?

por Mariana Congo | 15/04/2019

O que é um planejador financeiro e quais são suas principais atividades?

Cuidar das finanças é essencial para alcançar mais objetivos na sua vida, não é mesmo? Ter um plano adequado quanto ao uso do orçamento faz a diferença para quem deseja investir, construir patrimônio ou mesmo ter mais segurança.

O que pouca gente sabe é que o planejador financeiro pode ajudar neste processo de cuidar bem do seu dinheiro e fazer ele crescer cada vez mais.

O profissional tem um perfil específico, voltado para o cuidado com as finanças. Ao conhecê-lo, fica fácil entender qual é o procedimento para escolher um e como ocorre a atuação.

Para que não restem dúvidas, veja tudo sobre o que é o planejador financeiro e quais são as suas principais atividades:

Afinal, quem é esse profissional?

Também conhecido como Financial Planner, esse profissional é o responsável por cuidar de recursos pessoais de seus clientes. Ele tem o entendimento necessário para gerenciar valores, bem como para ajudar, ou mesmo sugerir decisões para alcançar os objetivos financeiros.

Ele assume, principalmente, um papel de administrador de recursos e de conselheiro das questões que envolvem dinheiro.

Tudo isso faz com que o planejador financeiro seja o profissional essencial para quem deseja organizar as finanças, realizar planos e conquistar mais segurança.

Quais são as atividades desempenhadas pelo planejador financeiro?

Como o próprio nome diz, ele é responsável por executar um planejamento completo sobre como o dinheiro deve ser utilizado. Ou seja, trata-se de alguém que identifica a situação atual, pondera os objetivos e o cenário futuro e define como o dinheiro pode ser investido.

É alguém capaz de ajudar tanto quem deseja sair das dívidas, quanto quem procura viver de renda, por exemplo. Também auxilia na realização de planos em médio e longo prazo, desde casar a conseguir uma aposentadoria tranquila.

Para que isso seja possível, suas atividades incluem reconhecer a renda e o comportamento do cliente, e claro, seus objetivos. A partir disso e do perfil investidor de cada cliente, o planejador consegue realizar indicações de como e onde o dinheiro deve ser aplicado e como economizar melhor.

Trata-se, portanto, de uma atuação completa para quem deseja ter controle sobre os próprios recursos e fazer seu dinheiro render cada vez mais.

Quais são as certificações exigidas para a profissão?

Como a profissão não é regulamentada por lei no Brasil, não há obrigações específicas quanto à formação. No entanto, a atividade envolve o dinheiro e os planos financeiros das pessoas, o que que exige conhecimento e responsabilidade dos profissionais.

Por isso, muitas instituições financeiras definem a obtenção de certificações como requisitos obrigatórios. A mais respeitada mundialmente é a credencial Certified Financial Planner (CFP).

Ela traz uma abordagem completa, composta por planejamento financeiro, gestão de investimentos, planejamento fiscal, gerenciamento de riscos e outros elementos.A sua obtenção inclui um exame de 140 questões de múltipla escolha, na qual o candidato deve ter, no mínimo, 70% de aprovação.

Para melhorar a qualificação, quem se candidata tem que ser formado no Ensino Superior e ter experiência profissional mínima de 1 ano. 

Após a realização da prova, é necessário que apresentar, no mínimo, 30 créditos educacionais de Educação Continuada, sempre a cada dois anos.

Quais os benefícios em contratá-lo?

Para uma pessoa física, contratar os serviços de um planejador financeiro é vantajoso. Especialmente para quem não tem experiência ou muito conhecimento sobre o mundo das finanças e dos investimentos, essa é a chance de investir seu dinheiro e levá-lo para um novo nível.

A seguir, veja quais são as maiores vantagens de recorrer a esse tipo de profissional:

Auxilia a controlar as finanças

Muitas pessoas sofrem com o descontrole financeiro, pois não têm consciência do quanto ganham, nem o quanto gastam. Isso prejudica tarefas como guardar recursos, manter as contas em dia e investir para alcançar os objetivos.

Com a ajuda de um profissional, por outro lado, é mais fácil colocar tudo em ordem e ter uma visão completa. Na prática, é algo que auxilia a tomar decisões melhores.

Melhora o gerenciamento de investimentos

Depois de deixar tudo sob controle, o planejador também oferece a oportunidade de fazer o dinheiro render. Por meio de escolhas consistentes, fica fácil acumular rentabilidade e gerar bons resultados.

Trata-se de uma excelente possibilidade para quem não entende muito do mercado financeiro ou não tem tanto tempo para se dedicar à gestão de investimentos. Com o apoio de um profissional, a performance se multiplica.

Favorece o rendimento financeiro

Já que os investimentos são escolhidos da melhor maneira, de acordo com perfil e interesses de cada pessoa, também há resultados otimizados. Isso não significa que a ação do planejador vai gerar números milagrosos. No entanto, as chances de erros são menores.

Como consequência, é possível obter uma rentabilidade acima da média. Além disso, dá para conquistar um desempenho que nem sempre é obtido por quem não é profissional da área.

Ajuda a ampliar o patrimônio

De forma completa, todas essas ações tornam possível ampliar o patrimônio e consolidar mais segurança. Isso permite realizar planos, diminuir o estresse financeiro e garantir maior proteção às finanças.

A atuação do planejador, portanto, é essencial para quem pretende levar o próprio dinheiro para um novo nível e, assim, ter uma performance otimizada.

Como fazer uma boa escolha?

Como dito, o planejador financeiro está envolvido tanto com o dinheiro quanto com os projetos de seus clientes. Portanto, não dá para escolher qualquer pessoa para desempenhar uma tarefa tão importante.

Na hora de selecionar o profissional, é recomendado tomar alguns cuidados. O primeiro é observar o currículo: dê preferência a quem tem a certificação e uma experiência mais sólida. É possível ficar mais tranquilo com uma decisão baseada nesses aspectos, além de ser viável consolidar resultados melhores.

Além de tudo, é indispensável conversar com o profissional para alinhar visões e expectativas. Há aqueles que são especialistas em reorganizar as finanças de quem está com dívidas, enquanto outros têm as melhores estratégias de investimento para quem já tem um dinheiro guardado e quer aplicá-lo.

Faça uma avaliação do atendimento, veja o que o profissional tem a oferecer e, a partir disso, realize a melhor escolha. Dessa forma, certamente você conseguirá obter os resultados pretendidos!

O planejador financeiro é o responsável por cuidar de toda a organização financeira de clientes físicos. Com a seleção de um profissional capacitado, as suas finanças irão evoluir de forma positiva.

Gostou de saber o que faz um planejador financeiro? Se você se interessou, veja o que é e como funciona uma consultoria de investimentos automatizados.

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

O que é um planejador financeiro e quais são suas principais atividades?
5 (100%) 7 vote[s]