Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Você pode investir de um jeito melhor, e nós podemos provar.

Baixe o app!

Você já salvou seu amigo da poupança hoje?

Todo mundo conhece alguém que ainda guarda dinheiro na poupança, não é mesmo? Sabemos que é normal sentir medo de aplicá-lo em outro lugar. Porém, a caderneta deixou de ser uma boa opção de investimento há muito tempo. Dessa forma, é importante mostrar para os seus amigos como investir de verdade. Pois, só assim, é possível alcançar objetivos sem perder tempo nem dinheiro

Como ajudar aquele seu amigo que insiste em depositar o dinheiro na poupança? 

Falar de dinheiro não deve ser um tabu. Especialmente quando você está disposto a apresentar ao seu amigo uma maneira de potencializar ganhos. Nesse sentido, o principal desafio é provar às pessoas que, para fazer o dinheiro render de verdade, é preciso sair da poupança hoje. 

As pessoas se acostumaram com a praticidade da caderneta e com a sensação de segurança. Mas, se você já investe na Magnetis, sabe que é possível encontrar ativos muito mais vantajosos sem abrir mão da comodidade.

A seguir, entenda um pouco mais sobre o porquê de tantos brasileiros ainda investirem na poupança. Assim, você já fica com todos os argumentos na ponta da língua na hora de ajudar amigos e conhecidos.

Por que o brasileiro ainda investe na poupança?

A poupança é o primeiro contato que a maioria dos brasileiros tem com uma aplicação financeira. Por isso, é esperado que muitos continuem guardando dinheiro nela. Entretanto, nenhum dos fatores pelos quais essa prática se mantém beneficia o investidor, como mostraremos a seguir.

Concentração bancária

A principal razão apresentada para manter a poupança é a facilidade de concentrar ganhos, gastos e investimentos no mesmo lugar. Apesar dessa aparente praticidade, manter suas economias no banco faz você perder dinheiro, por conta do baixo rendimento da modalidade.

Conservadorismo

Pessoas com perfil conservador preferem a poupança. E o único motivo não é falta de experiência com investimentos. Mas, principalmente, por medo de perder dinheiro em aplicações mais arriscadas.

Até o Gil do Vigor, economista que ficou conhecido por sua participação no BBB21 já chegou a comentar: “Não lutei para ganhar e depois perder”.

A boa notícia é que há a possibilidade de desenvolver carteiras de investimentos adequadas para todos os perfis de investidor. Ou seja, investir com qualidade não sinônimo de é investir sem segurança.

Além de ter segurança, com a ajuda de uma gestora de investimentos, é possível começar a investir sem perder o bem mais precioso que temos: o tempo.

Desinformação

O mercado de investimentos tem ganhado popularidade, mas ainda há muita desinformação. Isso faz com que o público da poupança permaneça fiel, por pensarem que não existe uma opção melhor. 

Mitos da poupança

As pessoas também continuam na poupança em razão de uma série de crenças que foram passadas adiante como verdadeiras. Por isso, chegou a hora de desmistificar alguns conceitos pelos quais a caderneta é conhecida. 

Rentabilidade diária

É comum pensar que, ao deixar dinheiro guardado na poupança, ele ficará rendendo todos os dias. Mas, isso não é verdade. A caderneta rende em apenas 1 dia do mês, no dia do aniversário da aplicação. Ou seja, quando a aplicação completa 30 dias. 

Para o seu amigo não ficar frustrado, conte para ele: há diversas opções de investimento rendem diariamente. Tais opções devem ser selecionadas estrategicamente a partir de seu perfil e metas.

Não tem risco nenhum 

Nos anos 90, a poupança passou por uma grande instabilidade em função do congelamento de saques determinado pelo Governo. Quando se trata do mercado financeiro, crises e outros fatores externos podem comprometer a rentabilidade do seu investimento. 

O mesmo vale para a poupança. Porém, os rendimentos alcançados com ela estão perdendo cada vez mais valor, e o seu poder de compra não será garantido caso você continue concentrando suas economias na caderneta. 

A melhor opção para quem não tem muito dinheiro para investir

É comum que as pessoas deixem de investir por não terem tanto dinheiro disponível para aplicações. Apesar de existirem ativos com valor mínimo alto, há muitas opções para investir com valores baixos.

Isenção de IR

De fato, a poupança é uma aplicação isenta de Imposto de Renda, mas quem pensa que isso garante ganhar mais dinheiro está enganado. Hoje, a caderneta rende menos que a inflação. Isso significa que, mesmo com essa isenção, você está perdendo dinheiro.  Entenda mais a seguir. 

Quanto rende a poupança atualmente?

Desde maio de 2012, a poupança rende 70% da taxa Selic quando a taxa Selic está abaixo de 8,5% ao ano. E quando a Selic está acima desse patamar, a poupança rende 0,5% ao mês + TR, assim como era antigamente. 

Atualmente, o rendimento da poupança é de 6,16% ao ano, com percentual de 0,5% de rendimento mensal. Isso porque a Selic está em 13,25% ao ano, desde junho de 2022.

Ainda, vale ressaltar que os juros baixos aliados à inflação alta fazem você perder dinheiro, pois a combinação leva a poupança a ter rendimento real negativo.

Ainda tem curiosidade? Descubra quanto rende R$ 1 milhão de reais aplicados na poupança.

Com todos esses argumentos, é muito provável que o seu amigo reconheça que sair da poupança é a melhor opção para construir um patrimônio e alcançar seus objetivos. 

Meu amigo entendeu que é para sair da poupança, mas para onde levo ele?         

Para garantir que esse futuro investidor inicie a sua jornada com o pé direito, é preciso que ele conheça instituições confiáveis onde possa aplicar. Quer saber quais apresentam ativos melhores que a poupança? Confira!

Bancos

Os próprios bancos costumam oferecer outros produtos além da caderneta, como CDBs e LCIs. Normalmente indicados pelo gerente do cliente, as aplicações podem até parecer práticas por conta da concentração bancária, mas alguns cuidados devem ser tomados.

Quem escolhe investir em bancos geralmente se depara com um portfólio limitado de produtos, além das grandes chances de você arcar com taxas abusivas e com baixa liquidez

Corretoras

Nas corretoras, existem mais ativos financeiros disponíveis. Tesouro Direto, produtos de renda variável, como Fundos de Investimento Imobiliário e ações, são alguns exemplos.

De qualquer forma, tanto os bancos quanto as corretoras compartilham algumas características: o foco na venda de produtos financeiros, e não em seus objetivos, e os conflitos de interesse relacionados a isso. 

Mesmo reunindo todas as aplicações de uma carteira em um lugar só, a corretora cumpre apenas a função de ofertar os produtos financeiros. 

Para o caso de alguém que acabou de deixar a poupança para trás, essa opção pode não atender à todas as necessidades. Além disso, manteria a pessoa longe de conhecer a melhor forma de investir para alcançar todas as suas metas. 

Prove que você se importa com seu amigo e indique ele para a Magnetis

Existe uma terceira via, melhor que bancos e mais diversificada que qualquer corretora. A Magnetis é uma gestora de investimentos que funciona como um guia financeiro, tomando as melhores decisões para o cliente. 

Isso significa que o seu amigo poderá abrir mão da poupança sem medo.

Somos especialistas em desenvolver carteiras para investidores de todos os perfis, a partir de objetivos e horizontes definidos pelos clientes. Asseguramos a maior diversificação do mercado com o apoio de algoritmos avançados, programados por um time de especialistas em investimentos. 

Tudo isso, de forma 100% alinhada com os objetivos do investidor, ou seja, sem conflito de interesse

Se você realmente se preocupa com o futuro financeiro de alguém, indique essa pessoa para a Magnetis. Mostre, na prática, como investir não precisa ser uma dor de cabeça.

Convide seus amigos para conhecer todos os nossos benefícios e aproveite para obter vantagens exclusivas cada vez que um deles investir com a Magnetis.

Você é esse amigo que precisa ser salvo? Baixe o aplicativo da Magnetis e tenha uma carteira de investimentos desenvolvida por profissionais do mercado.

Andressa Siqueira, CFP®
Andressa Siqueira, CFP®

Formada em Economia pela PUC-SP, é analista de conteúdo, especialista em investimentos na Magnetis desde 2019. Possui as certificações CEA pela ANBIMA e de planejadora financeira CFP®, trabalha no mercado financeiro há mais de 8 anos.

leia mais desse autor