X
Magnetis Week

a black friday da

Magnetis Logo
Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

É melhor investir em Previdência Privada ou Tesouro Direto?

Você tem dúvidas entre Previdência Privada ou Tesouro Direto? Essas duas modalidades de investimento de longo prazo são as mais procuradas por quem deseja maior segurança e baixo risco. É ideal para quem gostaria de viver uma aposentadoria tranquila e pensa em poupar dinheiro. Se é o seu caso, vale a pena conhecê-las. 

Neste artigo, você verá as principais diferenças entre Previdência Privada e Tesouro Direto. Em seguida, poderá tirar suas próprias conclusões de acordo com seu perfil de investidor. Confira a seguir!

Como a Previdência Privada funciona?

A Previdência Privada é um caminho para quem não quer depender somente do INSS e deseja aplicar dinheiro em algo seguro. Seu funcionamento é bem simples: como qualquer tipo de aplicação, você realiza depósitos mensais em um fundo de investimento. Com o tempo, o patrimônio vai crescer. E os rendimentos podem aumentar de maneira significativa, principalmente no longo prazo.

Existem dois tipos de Previdência Privada: o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). As diferenças entre as duas categorias residem no método de tributação. 

O PGBL é mais recomendado para pessoas que pretendem abater aportes no Imposto de Renda ao longo da vida. Porém, a dedução não pode ultrapassar o limite de 12% da renda tributável do ano. 

Já o VGBL é voltado para quem declara o IR de forma simplificada ou o faz como isento. Nessa categoria, o imposto incide apenas sobre a rentabilidade. 

A Previdência Privada é um dos investimentos mais comuns para quem deseja um futuro com tranquilidade financeira. Após a Reforma da Previdência, cada vez mais brasileiros buscam uma alternativa para garantir a aposentadoria. Na Previdência Privada, quanto mais cedo você começar a investir, maiores serão seus rendimentos futuros.

Porém, é preciso ter cautela. Retirar ou movimentar o dinheiro da previdência privada pode aumentar a tributação e as taxas de administração e, ainda, prejudicar seu investimento.

Os fundos de Previdência normalmente são compostos por papéis de renda fixa com baixa liquidez e, por isso, o recomendado é realizar depósitos frequentes e retirá-los somente após alguns anos.

Vantagens da Previdência Privada

Entre os benefícios da Previdência Privada, podemos destacar:

  • ajuda a complementar a sua renda no futuro;
  • é dedutível do Imposto de Renda;
  • pode ser usada na sucessão patrimonial, pois funciona como um seguro de vida e não entra em inventários;
  • possui menores alíquotas e tributações no longo prazo;
  • ajuda a poupar um valor mensalmente;
  • pode ser usada como reserva financeira;
  • é um investimento seguro.

Desvantagens da Previdência Privada

Já entre seus contras, estão:

  • rendimentos mais conservadores;
  • tributação alta se resgatada no curto prazo;
  • exige um investimento inicial;
  • liquidez baixa.

Quais são as características do Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um jeito simples e prático de aumentar seus rendimentos. Além de ser uma opção mais rentável do que a poupança, quais são os outros pontos positivos dessa modalidade de investimento?

Criado pelo governo para vender títulos da dívida pública federal, o Tesouro Direto é uma aplicação de baixo risco. Para que as pessoas conseguissem acessar esses títulos, o Tesouro Nacional e a B3 uniram esforços.

Dificilmente uma nação vai falir, certo? Por isso, esse papel público é uma opção segura: você empresta dinheiro ao governo, para investir na infraestrutura do país, e recebe uma remuneração em troca. 

Com apenas R$ 30 já é possível fazer um depósito no Tesouro Direto. Por ser acessível a qualquer Pessoa Física, essa opção se popularizou nos últimos anos, principalmente entre iniciantes. Ainda, seu rendimento pode superar até mesmo a Selic, taxa básica de juros do Brasil. 

Portanto, o Tesouro Direto é indicado para proteger o patrimônio contra a inflação, criar uma reserva financeira e diversificar a carteira de investimentos. Uma das poucas desvantagens dele é a tributação do Imposto de Renda. Veja melhor abaixo.

Vantagens do Tesouro Direto

  • Riscos baixos;
  • o valor mínimo é mais acessível;
  • acompanha a taxa Selic;
  • rentabilidade vantajosa;
  • boa liquidez;
  • pode ser usado como margem de garantia na bolsa de valores;
  • acessível a iniciantes no mercado financeiro.

Desvantagens do Tesouro Direto

  • tributação no IR;
  • rentabilidade baixa a curto prazo;
  • taxa de custódia com percentual de 0,25% ao ano.

Como começar a investir em Previdência Privada ou Tesouro Direto?

Dar início a seus investimentos em Previdência Privada ou Tesouro Direto é muito simples. Encontre o serviço mais adequado às suas necessidades, entre corretoras, fintechs, bancos comuns e bancos de investimento. É importante buscar instituições que não cobrem taxas abusivas!

Após encontrar o serviço ideal, transfira o valor que deseja para a conta da instituição escolhida. No caso do Tesouro Direto, você pode aplicar também acessando diretamente o portal ou aplicativo oficial.

Para começar a investir em Previdência Privada, separe um investimento inicial e converse com seu banco ou corretora para simular os valores mais adequados. O ideal é aplicar mensalmente e só movimentar o dinheiro após, pelo menos, 10 anos.

O que escolher, enfim?

E como tomar a melhor decisão? Primeiro, é importante entender que não existe certo e errado entre eles. Tudo vai depender dos seus objetivos. 

Tanto o Tesouro Direto quanto a Previdência Privada são indicados para pessoas com perfil conservador e/ou moderado ou para aqueles que são iniciantes no mercado financeiro. De todo modo, ambos são boas opções para diversificar sua carteira.

O Tesouro Direto é uma opção mais versátil, com liquidez diária, pouco investimento inicial, baixo risco e valorização a longo prazo. Justamente por esses fatores é uma excelente opção para formar sua reserva de emergência.

Já a Previdência Privada ajuda a deduzir o Imposto de Renda e é interessante para quem deseja um rendimento extra no longo prazo. Também pode ser bom para quem procura alternativas à aposentadoria, quer poupar dinheiro e não tem pressa para fazer retiradas.

Vimos que esses investimentos de longo prazo apresentam algumas diferenças entre si. Por isso, é fundamental analisar o que cada um oferece para fazer a escolha adequada ao seu perfil. Agora que você já conhece as principais características de Previdência Privada e Tesouro Direto, vale a pena fazer uma simulação para determinar o seu perfil de investimento. Responda a este questionário e tire suas dúvidas!

Julia Ayres

Julia é jornalista por formação, mas apaixonada por marketing digital, performance e educação financeira. Atualmente, lidera as estratégias de marketing para a área de empresas da Magnetis

leia mais desse autor