Quanto custa viajar para a Europa? Saiba como se planejar!

por Malena Oliveira | 07/11/2019

quanto custa viajar para a europa
curso de investimento

Se você pretende fazer um belo passeio pelo mundo, já deve ter se perguntado quanto custa viajar para a Europa e como precisa planejar suas finanças pessoais para concretizar esse objetivo.

Certamente, sabe que os gastos envolvem passagem, hospedagem, alimentação, transporte e algumas compras. Mas, afinal, quanto realmente é necessário para fazer essa viagem?

É o que vamos explicar neste artigo. A seguir, mostramos alguns valores médios, além de como poupar e investir o dinheiro necessário. Continue conosco e descubra agora mesmo!

Quanto custa viajar para a Europa?

Falar em viajar para a Europa é algo muito vago, já que o território é bem grande e há vários locais turísticos espalhados pelo continente.

Pensando em facilitar um pouco as coisas, resolvemos dividi-lo em quatro regiões, apresentando os valores para quatro pontos distintos. São eles:

  • Paris (França);
  • Atenas (Grécia);
  • Estocolmo (Suécia);
  • Praga (República Tcheca).

Vamos utilizar o Euro como a moeda base (já que ela é a mais utilizada por diversos países europeus). Entretanto, em alguns destinos, será necessário fazer o câmbio para o dinheiro local (como é o caso da Suécia e da República Tcheca).

A seguir, mostramos as principais categorias de gastos para ajudar você a planejar melhor a sua viagem para a Europa. Porém, esteja ciente de que esses valores podem se alterar, principalmente em decorrência da variação na cotação do Euro. Aqui, vamos considerar o valor de R$ 4,50.

Visto

Vale destacar que o brasileiro não precisa solicitar o visto caso queira viajar para a Europa como turista, com permanência máxima de 90 dias.

Graças ao chamado Espaço Schengen, pode-se transitar livremente pelos países que fazem parte desse tratado, sem ter que enfrentar burocracia. Há casos em que apenas mostrar o documento de identificação (passaporte) já é suficiente.

Entre os documentos que devem ser apresentados para obter a autorização de entrada nesses países, estão:

  • passaporte válido (por, pelo menos, 6 meses antes da data-limite para a renovação);
  • comprovante de reserva do hotel (ou carta-convite, elaborada por parentes ou amigos);
  • passagem de volta para o Brasil, marcada para antes de completar 90 dias da ida;
  • recursos financeiros suficientes para se manter durante todo o período da viagem (cerca de 70 euros por dia, por pessoa) — pode ser dinheiro em espécie, cartões pré-pagos ou comprovante do limite disponível no cartão de crédito;
  • comprovante de emprego no Brasil (pode ser que ele seja pedido);
  • seguro-viagem para Europa (no caso de ida para os países que fazem parte do Acordo Schengen, ele deve ter uma cobertura de, no mínimo, 30 mil euros).

Passagens

Inclua o valor das passagens no seu orçamento para a viagem. No caso dos destinos que consideramos no início do post, você deve se preparar para gastar cerca de:

  • R$ 3.000 para Paris;
  • R$ 4.200 para Atenas;
  • R$ 4.200 para Estocolmo;
  • R$ 4.000 para Praga.

Esse valor considera ida e volta para uma pessoa, por um período de viagem de aproximadamente 7 dias.

Hospedagem

Já na hospedagem, vamos considerar um valor intermediário. Se você pretende fazer uma viagem econômica, provavelmente vai gastar menos do que os valores listados abaixo.

Por outro lado, se busca por conforto e luxo, prepare-se para desembolsar um valor maior. Considerando os mesmos destinos, os valores ficam a partir de:

  • R$ 4.000 para Paris;
  • R$ 2.500 para Atenas;
  • R$ 2.000 para Estocolmo;
  • R$ 4.000 para Praga.

Esses valores são referentes a 7 diárias para duas pessoas.

Alimentação

O gasto com alimentação segue a mesma lógica da hospedagem: depende do estilo de vida que você pretende ter durante a viagem.

Considerando os valores médios para ficar confortável (sem economizar demais, ao mesmo tempo em que não se banca algo muito luxuoso), pode-se esperar um gasto médio de R$ 250 por dia (ou 55 euros).

Porém, o país de destino também influencia bastante os preços — você já deve imaginar que comer em Paris é mais caro que nos outros locais, certo?

Isso significa que esses mesmos 55 euros vão permitir refeições mais caras em Praga, mas na França eles cobrirão cardápios mais acessíveis.

Passeios e compras

Além de todos os gastos citados acima, você também precisa separar um valor para gastar com transporte, visitar atrações turísticas e fazer algumas compras pequenas.

Considerando uma viagem de 7 dias para duas pessoas, separe cerca de R$ 3.000 (aproximadamente 667 euros).

Custo total

Para calcular o custo total da viagem, vamos considerar os mesmos 7 dias para duas pessoas. Os valores médios somam:

  • passagens (ida e volta): R$ 8.000;
  • hospedagem: R$ 3.000;
  • alimentação: R$ 3.500;
  • seguro-saúde internacional: R$ 500
  • passeios e compras: R$ 3.000

Afinal, quanto custa viajar para a Europa? Com essas especificações, você precisa se organizar para gastar cerca de R$ 18.000, isto é R$ 9.000 por pessoa

Não se esqueça de que esses valores variam de acordo com seus objetivos, expectativas, quantidade de dias e a cotação do Euro na ocasião.

Como planejar a viagem para a Europa?

Você não terá que se preocupar com a burocracia necessária para a obtenção de um visto. Porém, precisa garantir que toda a documentação esteja em ordem.

Dessa forma, aumentam-se as chances de passar pela avaliação e ter a entrada liberada no país de destino.

Outro ponto que merece atenção são as passagens. Elas sofrem grandes variações de preços, principalmente de acordo com a época do ano em que se deseja viajar para a Europa — a alta temporada, obviamente, tem um custo mais alto.

Reservar a hospedagem também é fundamental para garantir uma viagem bem-sucedida. Com essa simples ação, você sabe que terá o quarto separado para o período em questão (e evita problemas, como superlotação, se deixar para entrar em contato em cima da hora).

Por fim, com base no seu orçamento disponível, estabeleça um limite diário para os gastos.

Essa estratégia ajuda você a manter o seu orçamento em dia e diminui consideravelmente os riscos de ficar com pouco dinheiro para os últimos dias (caso gaste além da conta nos primeiros).

Como poupar dinheiro para a viagem?

O custo de fazer uma viagem para a Europa não é baixo. Porém, com algum planejamento para as suas finanças pessoais, é possível conquistar esse objetivo em determinado tempo.

Para isso, defina daqui a quanto tempo esse passeio será feito. Se a ideia é ir em um ano e meio, por exemplo, você já sabe que precisa guardar R$ 1.000 todos os meses para alcançar o orçamento da viagem para duas pessoas: R$ 18.000.

A partir daí, existem algumas ações que podem ajudar a chegar nessa economia. Entre elas:

  • diminuir (ou cortar) os gastos supérfluos;
  • fazer uma renda extra;
  • poupar o 13º (e outros acréscimos).

Ao traçar um plano, fica mais fácil fazer uma viagem de férias, mesmo com pouco dinheiro.

Como investir para viajar para a Europa?

Um investimento financeiro é uma decisão que pode colocar o plano da viagem mais próximo. Ao aplicar adequadamente o dinheiro que será poupado, você conseguirá fazê-lo render todos os meses.

Assim, você tem duas escolhas:

  1. poupar menos dinheiro por mês ao longo do tempo;
  2. continuar guardando a mesma quantia e aumentar o orçamento para a viagem (com o dinheiro dos rendimentos).

Se você busca segurança, há algumas opções de investimentos em renda fixa que são tão confiáveis quanto a poupança, mas que oferecem rentabilidades muito melhores.

Agora que você já sabe quanto custa viajar para a Europa, ficou bem mais fácil se organizar para evitar endividamentos. Com a ajuda de um investimento, ainda tem o benefício de fazer o dinheiro crescer.

Se você gostou da leitura, aproveite para baixar a nossa planilha de gastos e começar o seu planejamento agora mesmo!

Avaliar o post
curso de investimento