Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Já ouviu falar da regra dos 72? Conheça essa ferramenta!

Quem investe em renda fixa e renda variável não precisa ser um perito em matemática, mas deve aprender a fazer alguns cálculos. A boa notícia é que a regra dos 72 pode tornar tudo muito mais simples!

Mesmo que você esteja começando a investir, já deve ter percebido a importância de calcular seu provável lucro. Por isso, é sempre bom contar com estratégias inteligentes.

Continue a leitura e veja como uma simples fórmula pode automatizar o cálculo dos juros e trazer sucesso à sua vida financeira!

O que é a regra dos 72?

A regra dos 72 é uma ferramenta de matemática financeira que ajuda a avaliar a incidência dos juros compostos em um investimento com o objetivo de descobrir em quanto tempo o valor aplicado será dobrado.

Essa estimativa de tempo é calculada em anos. Com isso, ao aplicar a regra, você conseguirá ver, de maneira clara e simples, qual é o prazo necessário para que a quantia investida dobre, de acordo com a taxa de juros anual.

Para que serve a regra dos 72?

Se, antes de ler este post, você não se preocupava em calcular a incidência dos juros compostos em suas aplicações, é hora de abandonar esse hábito. Afinal, eles podem afetar (e muito) seus resultados.

Mas, afinal, para que serve a regra dos 72? A resposta é tão simples quanto o cálculo — vamos ensiná-lo mais adiante.

Em resumo, o objetivo dessa fórmula matemática de primeiro grau é ajudá-lo a calcular mentalmente a taxa anual de retorno de um investimento. Ou seja, quantos anos serão necessários para dobrar a quantia que você aplicou.

Vale lembrar que, apesar de algumas calculadoras e softwares conseguirem executar esse cálculo, a regra dos 72 é muito mais simples e útil. Em poucos segundos, é possível chegar a uma conclusão — mesmo que você não domine a matemática!

Por que fazer a regra dos 72?

Investir não é uma tarefa aleatória. Existe muito estudo e planejamento por trás de bons resultados. Por isso, é importante recorrer à matemática e fazer alguns cálculos.

É nesse momento que as coisas podem complicar um pouco. Cálculos matemáticos nem sempre são simples e rápidos e costumam gerar uma confusão na cabeça de quem investe, principalmente quando não se domina essa ciência.

A boa notícia é que a regra dos 72 ajuda qualquer pessoa a saber qual é o prazo necessário para que seu dinheiro dobre com um investimento — mesmo sem ter uma calculadora à disposição.

Sendo assim, não restam dúvidas de que você deve aproveitar essa oportunidade. O método é um atalho interessante e rápido para se chegar ao resultado desejado e pode facilitar bastante a sua tomada de decisão.

Quando utilizar a regra dos 72?

Afinal, qual é o momento ideal para usar a regra dos 72? Já vimos que ela é poderosa e pode simplificar a vida de quem investe, sendo um principiante ou alguém com experiência. Mas é importante saber a hora de usá-la!

Nesse caso, precisamos dizer que essa regra deve ser aplicada antes de fazer o investimento. Em outras palavras, quando você está estudando uma possibilidade e deseja entender melhor os resultados que pode alcançar.

Além disso, o método não se restringe ao mundo dos investimentos. Na hora de fazer um financiamento, é interessante fazer o cálculo e, assim, descobrir em quantos anos sua dívida dobrará.

Portanto, a regra dos 72 é uma grande aliada da sua educação e gestão financeira pessoal. Com ela, você planeja melhor suas ações e garante finanças saudáveis e estáveis. E quem não deseja isso, não é mesmo?

Como utilizar essa regra?

Depois de todas as informações apresentadas, chegou a hora de ensinar você a usar a tão famosa regra dos 72!

Como dissemos ao longo do post, a regra é simples e rápida e pode ser usada por qualquer pessoa, até mesmo as que têm pouca habilidade em matemática.

Quem investe tem como meta multiplicar seu dinheiro ou, no mínimo, dobrá-lo, certo? Sendo assim, essa é uma ótima forma de conferir o investimento mais adequado aos seus objetivos e evitar alguns erros comuns. A fórmula é bem simples:

72 ÷ taxa de juros da aplicação = anos necessários para dobrar o patrimônio

Explicando melhor, a única coisa que você precisa fazer é dividir 72 pela taxa de juros aplicada no investimento escolhido. O resultado dessa equação será a quantidade de anos necessários para dobrar seu investimento inicial.

Para acabar com qualquer dúvida, vamos acompanhar alguns exemplos!

Exemplo 1

Imagine que você tenha R$ 5 mil para investir em uma aplicação que promete uma rentabilidade de 4% ao ano. Essa parece ser uma boa oportunidade, mas você está com dúvidas e precisa ter a confirmação.

Com isso, basta aplicar a fórmula e fazer o cálculo. Ao dividirmos 72 por 4, descobrimos que serão necessários 18 anos para dobrar o que foi investido, ou seja, conseguir R$ 10 mil com esse investimento.

Exemplo 2

Vejamos, agora, uma situação um pouco diferente: você tem uma carteira de investimentos e deseja dobrar seu patrimônio em sete anos.

Para que isso seja possível, será necessário fazer alguns ajustes e repensar suas estratégias. Acontece que você está um pouco perdido e não sabe por onde começar, pois desconhece a rentabilidade mínima necessária para alcançar essa meta.

Diante disso, você deverá aplicar a regra dos 72! O cálculo é simples e rápido: basta dividir 72 por 7. Assim, você descobrirá que, para dobrar seu patrimônio em 7 anos, é preciso ter um portfólio de investimentos que renda 10,2% ao ano.

O que achou dessa fórmula? Simples, rápida e muito útil, não é mesmo? Ao decidir investir, é importante estudar e aperfeiçoar suas habilidades e conhecimentos. Mas, em muitos casos, ser estratégico é o que o ajudará a alcançar bons resultados.

Como dissemos, a regra dos 72 é um atalho que evita cálculos complexos de juros compostos e, por isso, deve ser aproveitada em suas estratégias de investimento. Ela impede que você tome decisões equivocadas e demore mais que o previsto para ter bons lucros. Quer fazer um curso de investimentos e ampliar seus resultados? Inscreva-se agora mesmo e aprenda o caminho para o sucesso!

Luiza Caricati

Luíza Caricati é produtora de conteúdo da Magnetis. Jornalista, tem experiência na área de investimentos, educação e negócios, e lidera nossa estratégia multimídia, traduzindo conteúdos complexos em comunicações didáticas para diversos formatos.

leia mais desse autor