X
Magnetis Week

a black friday da

Magnetis Logo
Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Rentabilidade Magnetis: confira os resultados do mês de janeiro

Nem parece, mas o mês de janeiro passou muito rápido. Por isso, está na hora de saber como as Carteiras Magnetis se comportaram nesse período.

Aqui estão os principais destaques do nosso Relatório Mensal de Resultados. Você vai ver como foi o desempenho dos e os principais fatores que influenciaram esses números.

Quer receber o PDF completo em seu e-mail? Cadastre-se no formulário a seguir para ter acesso gratuito ao documento.

Antes de vermos os números, vamos entender o que aconteceu no mercado financeiro nesse período.

Mercado financeiro: principais destaques do ano no exterior

O mês de janeiro foi dominado por eventos internacionais que influenciaram o mercado financeiro.

Logo nos primeiros dias do ano, os Estados Unidos assumiram a responsabilidade por um ataque que matou um dos principais líderes militares do Irã.

A notícia causou um alvoroço e levantou temores de uma nova guerra envolvendo os americanos e os países do Oriente Médio.

No entanto, o clima esfriou rapidamente quando o Irã deixou claro que não tinha intenção de revidar a ofensiva.

Passado o susto, a nova preocupação passou a ser a epidemia de Covid-19, um novo tipo de coronavírus que se espalhou rapidamente na China e tomou proporções de ameaça mundial durante o mês passado.

O novo vírus já matou mais de mil pessoas e infectou cerca de 20 mil. Ainda não há perspectiva sobre o controle desse novo vírus e nem notícias sobre uma cura.

Enquanto isso, os mercados pelo mundo continuam em clima de tensão por conta dos desdobramentos econômicos da epidemia.

O reflexo mais latente é sobre o crescimento econômico da China, que puxa também o PIB de outros países, incluindo o Brasil, como veremos a seguir.

Mercado financeiro: principais destaques no Brasil

Os reflexos da epidemia de coronavírus afetam o crescimento econômico da China e, por tabela, o de seus parceiros comerciais (incluindo o Brasil).

Ainda não se sabe o tamanho do dano causado pela epidemia, mas o mercado financeiro já está embutindo essa questão nos preços das ações de diversos setores.

As principais empresas que têm ações comprometidas pelos desdobramentos do surto são aquelas ligadas ao consumo e à exportação de commodities: minério de ferro, soja, carne, entre outras.

Ações de empresas desses setores têm um peso considerável no Ibovespa, que já vem patinando desde o início do mês após quebrar todos os recordes de alta em dezembro.

A seguir, temos os nossos principais resultados do ano passado. Vale destacar que os números que você vai ver são a mediana dos retornos das Carteiras Magnetis.

Assim, caso a sua rentabilidade seja diferente, provavelmente isso se deve ao período analisado. Agora, vamos aos dados.

Carteiras Magnetis: rentabilidade em janeiro de 2020

As Carteiras Magnetis 1 e 2 refletiram mais os efeitos da queda da Selic.

Já as Carteiras Magnetis 3, 4 e 5 conseguiram resistir bem ao sobe e desce do Ibovespa no período.

Os números que você vai ver já descontam todos os custos, como a taxa dos produtos e a taxa Magnetis (saiba mais sobre esses custos).

Não foi descontado o Imposto de Renda, como é padrão no mercado, pois ele varia dependendo do período em que você manteve seu dinheiro investido.

clique aqui para receber grátis o relatório completo!

Só lembrando: as rentabilidades apresentadas são as medianas das carteiras dos clientes de mesmo perfil e rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros.

Você não deve se basear nesses dados para tomar uma decisão de investimento.

Como a Magnetis diversifica?

A ideia da diversificação nada mais é do que buscar a harmonia dos ativos que compõem uma carteira de investimentos. 

Ao diversificar é possível unir diferentes estratégias de diferentes ativos, com o objetivo deles se complementarem, maximizando a relação risco-retorno a médio e longo prazos. 

Além disso, aproveitamos as vantagens que cada produto oferece individualmente.

Por exemplo, investindo diretamente em títulos de renda fixa (e não por meio dos fundos), temos a proteção do FGC, o Fundo Garantidor de Créditos, e rentabilidade livre do come-cotas.

Caso alguns ativos de uma carteira não estejam com uma rentabilidade tão boa no curto prazo, outros serão capazes de compensar, mantendo o equilíbrio e a segurança.

Dessa forma, as Carteiras Magnetis se protegem contra a natural volatilidade do mercado. Entenda melhor a nossa estratégia no vídeo a seguir:

Invista de acordo com os seus objetivos

É importante lembrar que as nossas carteiras são adequadas a cada perfil de cliente. Isto é, nem todos os perfis investidores contemplam todos os ativos disponíveis. 

É por isso que a Magnetis monta carteiras personalizadas, guiando você para que tenha a melhor experiência ao investir.

E aí? O que achou dos resultados? Queremos ouvir você! Ah, se você ainda não tem uma Carteira Magnetis, faça sua simulação grátis em nosso site ou aplicativo! Nós vamos te ajudar a investir no que importa para você!

Luciano Tavares, CFP®

Luciano Tavares, fundador e CEO da Magnetis, acredita na tecnologia como solução para melhorar e democratizar a gestão de investimentos. Administrador de carteiras credenciado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e planejador financeiro CFP®, Luciano tem mais de 25 anos de experiência no mercado financeiro.

leia mais desse autor