[Vídeo] Como sair da poupança? – 12 passos para mudar sua vida financeira

por Mariana Congo

Atualmente, apenas um em cada quatro brasileiros investe o seu dinheiro. Considerando uma população formada por 200 milhões de pessoas, isso quer dizer que apenas 50 milhões de brasileiros conseguem guardar dinheiro em alguma aplicação financeira. Esses dados são da Associação Nacional dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

E adivinha qual é a principal alternativa dessas pessoas? É isso mesmo: a caderneta de poupança, ainda que o rendimento seja ruim.

Mas existe vida fora dessa aplicação e é isso que eu vou mostrar no 8º vídeo da série "12 passos para mudar a sua vida financeira". Então, se você está em busca de ter rendimentos melhores sem abrir mão da segurança, este vídeo é para você!

Nele, você vai entender quais são as aplicações mais indicadas para quem quer sair da caderneta sem correr muito risco e ainda ter a possibilidade de fazer o seu dinheiro render bem mais. Nessa tarefa, eu conto com o apoio da BlackRock, a maior gestora de recursos do mundo.

Só lembrando: se você ainda não viu os outros episódios da série, pode acompanhar aqui pelo blog ou pelo canal da Magnetis no YouTube. Já falamos sobre vários temas para ajudar a desfazer mitos e verdades sobre o mundo dos investimentos, entre eles:

  • como organizar as contas de uma forma prática;

  • como usar os juros compostos a seu favor;

  • como a diversificação pode ajudar em seus investimentos.

Não deixe de acompanhar a nossa série de vídeos. Inscreva-se no nosso canal do YouTube para ser avisado quando os próximos vídeos forem liberados!

Espero que você goste! 😀

Veja aqui a transcrição completa do vídeo:

Atualmente, somos cerca de 200 milhões de brasileiros. Apenas um em cada quatro aplica o seu dinheiro.

Entre esses 50 milhões de investidores, adivinha onde a maioria deixa o seu dinheiro…? Exatamente, na poupança. Mas hoje eu estou aqui para mostrar que existe vida fora dela! 

E aqui vão três alternativas seguras para deixar a caderneta:

Opção número 1: Tesouro Direto

O Tesouro Direto funciona como um empréstimo para o governo. Quem compra títulos públicos recebe uma promessa de pagamento.

Esse pagamento será feito na data combinada de acordo com as taxas oferecidas no momento da compra.

Os títulos do Tesouro mais conhecidos são o Tesouro Selic e o Tesouro IPCA. Para ter acesso a esses títulos, você precisa ter uma conta em uma corretora. Mas a gente vai falar disso mais para frente.

Opção número 2: Títulos de renda fixa

Investimentos como CDB, LCI e LCA são interessantes para quem procura aplicações seguras e com bons rendimentos. Mas fique atento! É difícil achar bons títulos de renda fixa nos bancões.

Geralmente, são nos bancos menores que estão as aplicações com os melhores rendimentos. E isso é bom você procurar nas corretoras.

Se você quer uma aplicação para resgatar a qualquer momento, o ideal é procurar opções com liquidez diária. Alguns bancos oferecem CDBs e até LCIs com essa característica.  

Porém, contudo, todavia, o rendimento de aplicações com liquidez diária costuma ser menor do que os investimentos com prazo mais longo. Daí, vale se planejar para dividir os seus investimentos em diferentes prazos.

Opção número 3: Fundos DI

Fundo DI é aquela aplicação feijão com arroz do mundo dos investimentos. Um fundo DI aplica o dinheiro de seus investidores em títulos públicos que acompanham a taxa de juros da economia. Por isso, geralmente ele oferece a tal da liquidez diária.  

É preciso, porém, prestar atenção às taxas de administração desses fundos. Caso elas ultrapassem 1% ao ano sobre o valor investido, vale reconsiderar sua escolha.  

É difícil encontrar fundos DI com boa rentabilidade e uma taxa de adminsitração pequena nos grandes bancos. Por isso, é bom pesquisar o que as corretoras estão oferecendo.  

Resumindo: se você procura investimentos melhores do que a poupança, procure saber um pouco mais sobre:

  • Tesouro Direto;

  • Aplicações em renda fixa;  

  • Fundo DI.

Entenda também qual é o seu perfil de investidor e defina seus objetivos antes de começar a aplicar o seu dinheiro.  

Ah, não se esqueça de fazer uma reserva de emergência. Nós já falamos disso no 5º vídeo dessa série, mas de forma bem resumida, trata-se de uma quantia que você pode sacar facilmente a qualquer momento em caso de algum imprevisto.  

Gostou deste vídeo?  Inscreva-se no canal da Magnetis no YouTube e veja os outros vídeos dessa série.  

No próximo capítulo, a gente vai trazer um pouco mais de emoção aqui para essa conversa. Esperamos você!

Mariana Congo, da Magnetis

Mariana Congo é Gerente de Comunicação da Magnetis e jornalista especializada em finanças pessoais.

[Vídeo] Como sair da poupança? – 12 passos para mudar sua vida financeira
4.5 (90%) 2 votes