Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Seguro de vida empresarial: entenda como funciona

Você já pensou em oferecer seguro de vida empresarial para os seus colaboradores? Esse é um item que aparece em muitas estratégias de benefícios. Afinal, essa é uma maneira de demonstrar para o profissional que a empresa se importa com a sua tranquilidade financeira, caso lhe aconteça alguma coisa.

Do ponto de vista da companhia, é um benefício muito interessante e de baixo custo. Especialmente quando é comparado a outros itens que costumam fazer parte do pacote oferecido aos contratados.

Neste artigo, explicamos melhor o que é e como funciona o seguro de vida empresarial, como ele pode ser oferecido e como contratá-lo. Confira!

O que é o seguro de vida empresarial?

O seguro de vida empresarial é um benefício que a empresa pode oferecer aos colaboradores. É uma maneira de fazer com que eles sintam mais segurança com relação a si mesmos e a suas famílias. Por lei, ele não é obrigatório para todas as profissões.

No entanto, dependendo da categoria, a convenção coletiva pode exigir isso da organização. É o caso de várias indústrias, construção civil, motoboys entre outros.

O seguro de vida garante proteção financeira ao colaborador ou seus familiares caso aconteça algo que interrompa a sua vida ou impeça que o profissional continue exercendo as suas funções.

Como funciona o seguro de vida empresarial?

O seguro de vida empresarial deve ser contratado pela própria organização diretamente com a seguradora. É possível escolher a cobertura: a básica envolve casos de morte e invalidez por doença ou por acidente. Mas existem ainda diversas outras opções de coberturas adicionais, como:

  • assistência emergencial quando o colaborador estiver em viagem nacional ou internacional;
  • cobertura de despesas médico-odontológicas em caso de acidente do segurado;
  • adiantamento do valor da indenização em vida, para casos de doenças crônicas ou terminais;
  • renda diária por incapacidade temporária por acidente que afaste o profissional do trabalho;
  • assistência funeral, em caso de falecimento do segurado, livrando a família dos gastos e da preocupação com a burocracia nesse momento.

O valor do seguro pode ser pago integralmente pela empresa, ser dividido ou, ainda, integralmente assumido pelo colaborador. Nesse caso, ele terá a opção de contratar ou não aquele benefício.

Além disso, há abertura para a customização dessa oferta. Ou seja, as coberturas podem ser as mesmas para todo mundo ou variar, dependendo do cargo do colaborador. Também é possível estender o benefício para os cônjuges e filhos dos beneficiários.

Quais são as vantagens de oferecer seguro de vida para os colaboradores?

Ter o seguro de vida entre os atrativos que oferece aos seus colaboradores garante uma ótima relação custo-benefício para as empresas. Além disso, a iniciativa aumenta a satisfação dos profissionais que atuam na empresa.

Para a organização

O valor que a empresa vai pagar pelo seguro de vida depende muito do perfil dos segurados — como idade média. Também varia conforme a cobertura oferecida e o número de segurados. Mesmo assim, comparado a outros itens possíveis, como o plano de saúde ou o vale-refeição, o custo do seguro de vida é muito mais baixo.

Sem contar que, as empresas que são regidas pelo regime de Lucro Real, podem deduzir o valor pago pelos seguro de vida dos colaboradores deduzidos do Imposto de Renda. Bem semelhante a como é feito com as contribuições da previdência privada.

Outro ponto é que ele é um benefício que ajuda a atrair e a reter talentos. Ao deixar os profissionais mais seguros, ele colabora para a redução do turnover da organização. Isso tudo forma um importante diferencial competitivo.

Para o colaborador

Do ponto de vista do colaborador, as vantagens não são menores. Trabalhar em uma empresa que se preocupa com a segurança do profissional e de sua família é um fator motivacional. E não é novidade dizer que uma equipe mais satisfeita produz mais e melhor.

Pense no ROI de benefícios, ou seja, no retorno que cada benefício oferece considerando o investimento que foi feito nele. Com isso em mente, podemos dizer que o ROI do seguro de vida empresarial tende a ser alto. Isso, porque, como dissemos, seu custo é baixo em comparação com as vantagens que ele proporciona.

Como contratar o seguro de vida empresarial?

O primeiro passo para contratar o seguro de vida empresarial é buscar seguradoras e fazer um orçamento, observando os custos e as coberturas oferecidas. 

Nunca é demais reforçar que é preciso checar a reputação e a credibilidade da seguradora no mercado. Nada pior do que oferecer um benefício e ter problemas ao usá-lo, especialmente em situações tão delicadas quanto as que estão envolvidas num seguro de vida.

Em seguida, é hora de definir quais serão as coberturas oferecidas, o valor da indenização e se vai haver diferenciação por cargos. Além disso, é preciso definir quem vai arcar com os custos: a empresa ou o colaborador ou se eles serão divididos.

Por fim, deve-se comunicar o benefício de forma transparente aos profissionais da organização. Mostre quais são as coberturas, em que situações elas se aplicam e se ele terá que pagar alguma coisa por isso ou não. Essa é uma etapa muito importante e que, muitas vezes, é negligenciada. Não adianta oferecer os melhores benefícios se o colaborador não sabe que eles existem.

Agora você já sabe como funciona o seguro de vida empresarial e quais são as vantagens que ele proporciona. Se gostou deste artigo, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber outros conteúdos interessantes em primeira mão na sua caixa de entrada!

Ofereça o benefício que realmente importa para seus colaboradores
Julia Ayres

Julia é jornalista por formação, mas apaixonada por marketing digital, performance e educação financeira. Atualmente, lidera as estratégias de marketing para a área de empresas da Magnetis

leia mais desse autor