O que são e quais são as principais Small Caps da bolsa?

por Mariana Congo | 29/07/2019

O que são e quais são as principais Small Caps da bolsa?
consultoria de investimento

Quando pensamos em investir na bolsa, logo vêm à mente as ações das grandes companhias, como Vale e Petrobras. O mercado, no entanto, não é feito só de gigantes e existem também boas oportunidades entre empresas menores. Esse é o caso das Small Caps.

A diferença dessas empresas está no valor de mercado da companhia. As grandes são as chamadas Large Caps e as que têm uma capitalização menor são justamente as Small Caps.

Neste artigo, vamos explicar melhor esse conceito, quando faz sentido investir em Small Caps, quais são os riscos e como aplicar. Acompanhe!

O que são Small Caps?

Como dissemos, as Small Caps são, de forma mais genérica, ações com capitalização menor. Para ter uma ideia, enquanto uma Large Cap pode ter valor de mercado acima de US$ 200 bilhões, o de uma Small Cap pode não chegar a US$ 1 bilhão.

Na bolsa brasileira, as principais Large Caps são bastante conhecidas: Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Ambev (ABEV3), Itaú Unibanco (ITUB4) e Bradesco (BBDC4) são alguns dos exemplos.

As principais Small Caps, embora sejam empresas bem menores, também contam com nomes bem familiares, como Azul (AZUL4), Estácio (ESTC3), CVC (CVCB3) e Totvs (TOTS3).

Enquanto as Large Caps são chamadas de ações de primeira linha, as Small Caps são as de segunda ou terceira linha. Essa denominação não tem a ver necessariamente com a qualidade da empresa, mas com seu tamanho.

Quais são as principais Small Caps da bolsa?

A B3 tem um índice apenas para as empresas Small Caps, chamado Índice Small Caps. Da mesma forma que os demais, ele é formado por uma carteira teórica de ações. Em 18 de junho de 2019 ele continha papéis de 75 companhias de baixa capitalização.

Para fazer parte dessa carteira teórica, é preciso cumprir alguns critérios. Confira a seguir os principais:

  • ser um ativo classificado fora da lista dos que representam 85% do valor de mercado de todas as empresas listadas no mercado à vista da BM&FBovespa;
  • ter sido negociado em 95% dos pregões no período de vigência das três últimas composições da carteira do índice;
  • ter sido negociado em 95% dos pregões desde sua estreia na bolsa;
  • não ser uma “penny stock”, ou seja, uma ação que vale poucos centavos.

Segundo esses critérios, as 10 ações com maior peso no Índice Small Caps são:

  • Azul (AZUL4);
  • BR Malls (BRML3);
  • Estácio (ESTC3);
  • CVC (CVCB3);
  • Eneva (ENEV3);
  • Totvs (TOTS3);
  • Multiplan (MULT3);
  • Bradespar (BRAP4);
  • Fleury (FLRY3);
  • Taesa (TAEE11).

A composição do índice é revista a cada quatro meses. Você pode conferir as ações que fazem parte do SMLL e a variação do índice diretamente pelo site da B3.

Quais são os riscos e as vantagens de investir em Small Caps?

As Large Caps são empresas já bastante consolidadas no mercado. Por isso, elas apresentam um grau de previsibilidade maior. Como já são mais maduras, não precisam investir tanto no crescimento da própria empresa, podendo distribuir mais dividendos para os acionistas.

Isso não quer dizer que não haja riscos, porque existe sempre o imponderável, mas são sinais de uma previsibilidade maior.

consultoria de investimento

as Small Caps são empresas com histórico mais curto, menos tempo de negociação e que ainda estão em forte crescimento. Seu desempenho vai depender muito da qualidade da gestão da companhia e das próprias tendências do mercado.

Pense, por exemplo, nas empresas de ensino superior. Seu crescimento está bastante atrelado à concessão de crédito estudantil, que ora é maior, ora menor, dependendo da direção que o governo quer tomar.

Isso não quer dizer que a companhia não possa fazer nada para impulsionar seus resultados. A empresa pode ter suas próprias linhas de crédito ou diversificar sua área de atuação, por exemplo. Ainda assim, as Small Caps tendem a ser mais voláteis do que os papéis de primeira linha.

E esse é justamente tanto o maior risco quanto a maior vantagem de investir nessas ações. Se, por um lado a volatilidade representa mais chances de perder, por outro é uma oportunidade de ganhar mais, participando do crescimento rápido da empresa.

Por isso, o mais importante na decisão de investimento é ter consciência dos riscos que se está assumindo. Lembre-se de que o mercado de ações tem muitos investidores e vários deles profissionais, contando com uma grande estrutura de análise.

Mas tenha atenção! Cuidado quando você achar que está vendo algo que ninguém mais viu. Procure sempre ouvir o que os especialistas têm a dizer antes de fazer movimentos muito arriscados.

Como investir em Small Caps?

É possível comprar diretamente as ações de sua preferência pela sua corretora de valores. Use as recomendações dos especialistas, embasadas em análise fundamentalista e análise gráfica, para decidir quais papéis comprar e quando comprar.

Nem todo mundo, porém, tem tempo ou perfil para fazer esse acompanhamento constante. Nesses casos, é possível aplicar em fundos de investimento em ações que tenham Small Caps em suas carteiras, ou ainda em outros tipos de investimento.

Como em todos os fundos, a principal vantagem é que você conta com uma gestão profissional e uma carteira mais diversificada.

Por fim, existe também os ETFs (Exchange Traded Fund) cuja composição segue a do Índice Small Caps. É o iShares BMFBovespa Small Cap Fundo de Índice (SMAL11).

Os ETFs são fundos de investimento. Em geral eles seguem um índice, nesse caso o de Small Caps. Assim, com uma única aplicação você consegue ter exposição a todas as ações do índice.

Para investir em ETFs, é preciso comprar as cotas na bolsa de valores, uma vez que elas são negociadas no mercado como se fossem uma ação.

Agora você já sabe como funcionam as Small Caps, quais são as principais, o que observar e como investir nelas, quer saber mais sobre ETFs? Aproveite para continuar sua leitura e entender melhor o funcionamento desses fundos.

O que são e quais são as principais Small Caps da bolsa?
5 (100%) 1 vote[s]
curso de investimento