Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Saiba o que é stock picking e conheça as suas vantagens!

como investir na bolsa de valores

O mercado de renda variável tem se beneficiado do momento de juros baixos e atraído muitas pessoas. Agora, engana-se quem acha que todo mundo que investe na bolsa de valores tem os mesmos retornos. Uma das estratégias para buscar uma lucratividade acima da média de mercado é o stock picking.

Neste artigo, vamos ver o que é essa estratégia e quais são as vantagens que ela proporciona. Acompanhe!

O que é stock picking?

A tradução do termo já dá uma boa noção do que se trata. Em inglês, stock é ação e pick é escolher. Assim, stock picking seria, literalmente, escolha de ações. Basicamente, o objetivo dessa estratégia é encontrar ações que tenham potencial para render acima da média de mercado.

Trata-se, portanto, de uma estratégia de gestão ativa de investimento, que é aquela que busca ganhar do mercado. Isso significa obter uma rentabilidade superior à da bolsa como um todo.

Ela se contrapõe à estratégia passiva, que persegue o mesmo desempenho que o do mercado. Assim, tem como objetivo acompanhar algum índice de referência. No caso do mercado de ações brasileiro, esse índice normalmente é o Ibovespa.

Como funciona?

O stock picking é uma estratégia usada por muitos grandes investidores, entre eles o reverenciado Warren Buffett. A ideia, como dissemos, é selecionar aqueles papéis que podem ter desempenho superior ao mercado como um todo e, ao mesmo tempo, tenham baixo risco.

Falando assim, pode até parecer simples, mas, acredite, requer muito estudo. Para adotá-la com sucesso, é preciso conhecer e analisar profundamente a companhia. Isso porque o mercado de ações é como a vida: você consegue ter alguma previsibilidade sobre o futuro, mas sempre pode haver pedras pelo caminho. Assim, é possível fazer escolhas menos arriscadas, mas não totalmente livres de risco.

Agora, não basta que sejam companhias sólidas, bem administradas e com boas perspectivas. É preciso que suas ações estejam descontadas em relação ao seu valor justo e que haja perspectivas de valorização.

Em teoria, o preço da ação deve refletir o valor da empresa. Se o papel está sendo negociado abaixo desse preço, significa que existe potencial de valorização ou, como se diz no jargão do mercado financeiro, upside. Por outro lado, se a ação está acima do que é considerado o preço justo, existe potencial para desvalorização, ou downside.

É importante notar que esses cálculos embutem um certo grau de subjetividade. Afinal, se todos concordassem quais são as empresas que têm potencial de valorização, todo mundo compraria os mesmos papéis. Isso faria o preço da ação subir imediatamente e, logo, acabaria com o potencial de valorização.

No entanto, as análises divergem. Ganha mais quem tem as análises de melhor qualidade e consegue acertar quais são as ações realmente descontadas.

Por fim, vale mencionar que o stock picking é uma estratégia de médio e longo prazos. Isso porque ela se relaciona com o valor intrínseco da companhia, não com movimentos de curto prazo do mercado.

biblioteca financeira

Quais são as vantagens dessa técnica?

A estratégia de stock picking apresenta diversas vantagens, especialmente para quem pretende deixar o dinheiro aplicado por um longo prazo e quer ganhar dinheiro com a evolução das companhias. Veja a seguir.

Busca de empresas com potencial de valorização

Como mencionamos, o objetivo do stock picking é encontrar ações baratas, ou seja, papéis de empresas de qualidade negociados abaixo do seu preço justo. Para averiguar a qualidade da companhia, os analistas costumam observar três critérios principais:

  1. margem de lucro;
  2. retorno sobre o patrimônio líquido;
  3. nível de endividamento.

Assim, uma companhia com margem de lucro alta, bom retorno sobre o patrimônio líquido e pouco endividada dá indícios de estar bem posicionada no mercado.

Com essa análise feita, é preciso avaliar se o preço em que a ação está sendo negociada faz jus ao valor da empresa. Para isso, calcula-se o valuation da empresa, usando, principalmente, dois métodos: fluxo de caixa descontado e análise de múltiplos.

O primeiro projeta o fluxo de caixa da empresa para o futuro e traz isso a valor presente, usando uma taxa de desconto. Com isso, obtém-se o valor justo da empresa, considerando sua capacidade de gerar caixa no futuro. Já o segundo utiliza indicadores de mercado que permitem comparar a companhia a outras do mesmo setor.

Escolha de empresas com menores riscos

Ao escolher empresas sólidas, com um quadro executivo qualificado e que entregam bons resultados consistentemente, reduz-se o risco do investimento. Isso gera confiança em quem investe, que não é pego de surpresa por más notícias. 

Como essa é uma estratégia mais adotada para o longo prazo, as oscilações normais do mercado no curto prazo não interferem nas decisões de investimento.

Adequação dos investimentos ao perfil do investidor

Da mesma forma, o stock picking permite adequar a carteira de ações ao perfil do investidor. É possível formar um portfólio mais agressivo ou mais defensivo. Por um lado, isso permite adequar a aplicação para não expor quem investe a mais riscos do que ele tolera. Por outro, abre espaço para compor um conjunto que equilibre risco e potencial de retorno.

Quais são os princípios do stock picking?

Para resumir, o stock picking busca encontrar ações para investir com base em um princípio fundamental: encontrar boas empresas cujas ações estejam com preços de oportunidade. Esse último ponto é muito importante, já que não adianta ter qualidade se o papel já estiver caro e não houver mais espaço para valorização.

Lembre-se de que o objetivo é ter lucro com o negócio. Existem várias maneiras de conseguir isso no mercado de ações. No entanto, aqui estamos falando de ganho de capital: vender por um preço mais alto do que o que você pagou pelo papel.

Agora você já sabe como funciona o stock picking e pode analisar se ele é adequado para o seu perfil de investidor. Vale lembrar que a maioria dos fundos de ação com gestão ativa adota esse tipo de estratégia para buscar ganhos acima da média do mercado. Se você se interessa pelo assunto e quer saber mais sobre o tema, conheça agora 8 livros de investimentos que todo mundo deveria ler!

análise de investimentos
Luiza Caricati

Luíza Caricati é produtora de conteúdo da Magnetis. Jornalista, tem experiência na área de investimentos, educação e negócios, e lidera nossa estratégia multimídia, traduzindo conteúdos complexos em comunicações didáticas para diversos formatos.

leia mais desse autor