O que é Stop Loss e como ele pode salvar o seu investimento

por Luiza Caricati | 11/11/2019

Stop Loss
consultoria de investimento

Você acredita que é hora de começar a investir na bolsa de valores, mas tem medo de que as perdas sejam maiores do que seu planejamento financeiro permite? Pois saiba que é possível diminuir os riscos ao aplicar em ações! Basta dar uma ordem de Stop Loss.

Esse mecanismo permite controlar os investimentos em renda variável, nos quais a volatilidade pode ser alta e não é possível prever qual será o comportamento da aplicação. Isso porque o mercado está sujeito a rápidas mudanças. 

Se tem interesse no assunto, aprenda a limitar as perdas na bolsa no post abaixo!

O que é Stop Loss?

Com os juros na mínima histórica, quem investe precisa diversificar a carteira de aplicações financeiras de forma a manter o nível de rendimento. A ordem de Stop Loss (limite de perda) permite determinar até que ponto você está disposto a perder em cada operação na bolsa.

Quando programada, ela é disparada de forma automática e o ativo é vendido pelo melhor preço disponível no mercado assim que o seu valor atinge o percentual de perda definido. Ou seja, o mecanismo possibilita vender uma ação sem a ordem de quem investe e no momento em que não esteja monitorando o mercado, servindo como uma proteção.

Como funciona esse sistema?

Imagine que você queira vender um lote de 100 ações que comprou por R$ 50 — ou seja, no qual investiu R$ 5 mil — quando o preço do ativo desvalorizar 4%. A ordem de Stop Loss permite que essa operação seja programada.

Dessa forma, nessa situação você limitaria seu prejuízo a R$ 200, aproximadamente.

Cada corretora de valores tem regras próprias para o mecanismo, que é oferecido de forma gratuita. Isso porque o Stop Loss funciona como uma ordem de encerramento normal. A única diferença é que é usado em caso de perdas.

Por que o Stop Loss é importante para os investimentos?

O Stop Loss é um dos mais importantes recursos para controle de risco na renda variável, porque garante que a estratégia de quem investe será seguida, dispensando o monitoramento frequente do papel.

Além disso, não é incomum que quem aloca dinheiro em ações se apegue a aplicações por conta de um viés emocional.

Para algumas pessoas, vender ações que estão dando prejuízo pode significar um fracasso que elas não estão dispostas a aceitar. Então, acabam levando o prejuízo adiante.

Nesses casos a ordem de Stop Loss pode ser uma maneira de disciplinar a aplicação e impedir que o prejuízo seja muito maior do que o esperado. Como o mecanismo é automatizado, impede a influência de aspectos comportamentais que podem prejudicar quem investe.

Quando fazer uma ordem de Stop Loss?

A ordem de Stop Loss deve ser configurada no começo de uma tendência de queda da ação e pode ser baseada em uma análise técnica do papel, com a ajuda de um profissional especializado.

Mas antes de definir um limite de perda, é necessário considerar também o seu objetivo e tolerância ao risco. Em investimentos mais curtos, costuma ser indicado colocar o Stop Loss em um limite menor.

Já no caso de aplicações de longo prazo, é indicado que a tolerância a perdas seja maior, como forma de evitar uma interrupção precoce do investimento.

Afinal, em prazos longos, é natural que a ação tenha altos e baixos que podem ser duradouros, conforme passa por diferentes ciclos econômicos.

consultoria de investimento

Além do tempo de investimento, outras questões também devem ser ponderadas. Papéis voláteis podem exigir um limite de perda mais elevado, assim como momentos de incertezas na economia e na política.

A ordem de Stop Loss também pode ser utilizada por traders quando saem de férias e não têm tempo de monitorar seus investimentos.

O importante é que o mecanismo não seja usado com frequência, porque pode gerar custos adicionais a quem investe. Após vender ações, será necessário fazer novas operações, nas quais serão cobradas novas taxas, como corretagem.

Como fazer uma ordem de Stop Loss?

Para definir a ordem de Stop Loss, basta entrar em contato com a corretora. Geralmente, o valor que limita perdas pode ser estabelecido online pelo home broker no momento da emissão de uma ordem de compra de papel.

Caso já tenha a ação no portfólio, basta escolher o papel e fixar o valor. Para que seja válida, a ordem de Stop Loss deve ser programada para acontecer durante o horário do pregão da bolsa.

Veja abaixo os principais conceitos que envolvem a operação:

Valor do disparo

É o valor que, se for alcançado, vai disparar a ordem de venda.

Preço de limite

É o limite de preço pelo qual você está disposto a vender a ação, o valor efetivo da ordem. Como os preços dos papéis oscilam rapidamente, o valor pode ter sido modificado até a execução da ordem.

Por isso é necessário estabelecer um outro preço, que pode ser de centavos acima do valor de disparo.

Ainda que o valor seja definido, é necessário ressaltar que o papel será vendido pelo melhor preço disponível a partir desse limite.

Duração

Tempo no qual a regra para a ordem de Stop Loss deve vigorar. Essa configuração pode ser ajustada a qualquer momento.

Ordens saltadas

Acontece quando o valor da ação oscila tanto que a ordem de venda é emitida apenas após o preço do papel ultrapassar o patamar definido. Nesse caso, a ordem é executada apenas caso o preço volte a esse patamar.

Para evitar que as ordens de venda sejam saltadas, é importante definir o preço de disparo e o limite da perda. Dessa forma, é possível evitar o chamado “furo” da ordem de Stop Loss.

O mais importante ao usar essa e outras ferramentas em seus investimentos é obter orientação profissional para fazer com que suas aplicações rendam o máximo possível, evitando prejuízos e outros acidentes ocorridos por falta de conhecimento na área.

Agora você já sabe o que é Stop Loss e como investir com mais segurança em ações, definindo o valor máximo que poderá perder em cada operação.

Então, que tal contratar um serviço que ajude você a estabelecer esse percentual, considerando seu perfil e necessidades? Baixe o nosso Guia Completo sobre Consultoria de Investimentos!

Avaliar o post