Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Vale a pena investir em título de capitalização? Entenda como aqui ele funciona

Diante dos diversos tipos de investimento que existem no mercado, o título de capitalização frequentemente é oferecido pelos grandes bancos. Mas será que ele é a melhor opção?

Esses títulos oferecem alguma rentabilidade e a possibilidade de ganhar prêmios como casa, carro e valores em dinheiro. Basta participar dos sorteios que o banco promove.

Neste post, você vai entender melhor como ele funciona e se realmente vale a pena considerá-lo na sua jornada rumo aos melhores investimentos. Confira!

Como funciona o título de capitalização?

Oferecido nos bancos, o título de capitalização é um produto em que o cliente faz uma contribuição mensal em troca de rendimentos e da oportunidade de concorrer a prêmios.

O dinheiro fica retido por um tempo determinado em contrato. Após o vencimento, ele é devolvido para quem aplicou com pagamento de taxas de juros sobre o valor.

Os títulos de capitalização possuem três mecanismos que influenciam no resgate do valor aplicado. Bastante rígidos, eles são:

  • prazo de pagamento: tempo em que o valor é aplicado pelo cliente;
  • prazo de vigência: tempo em que a operação vai funcionar;
  • prazo de carência: período mínimo obrigatório para que dinheiro fique aplicado.

Toda a operação é feita diretamente entre o cliente e o banco, sem intermediários. É a própria instituição financeira quem recolhe, aplica, faz os sorteios e cuida de todo rendimento obtido.

Quais são os tipos de títulos de capitalização?

Os títulos de capitalização oferecem diferentes formatos de aplicação. Assim, se adaptam à realidade de diferentes perfis de cliente. Atualmente, há três modalidades disponíveis: tradicional, popular e incentivo.

Tipo tradicional

A modalidade tradicional é voltada a quem sabe que vai poder deixar o dinheiro na operação até o fim do prazo estabelecido. Assim, todo o dinheiro é restituído, inclusive com os juros da aplicação.

Tipo popular

Na modalidade popular, o foco são os sorteios de prêmios em dinheiro. Isso faz com que a restituição ao fim da operação não seja integral: em geral, ela é limitada a uma parte do valor aplicado.

Tipo incentivo

Na modalidade incentivo, por sua vez, o foco são eventos promocionais. Neste caso, é a própria instituição emissora que cede o título ao cliente por ocasião desse evento.

Quais são as formas de pagamento dos títulos de capitalização?

Os pagamentos dos títulos de capitalização podem ser feitos de três maneiras:

  • único: pagamento feito todo de uma só vez;
  • mensal: o cliente paga mensalmente até completar o valor total do investimento;
  • periódico: o pagamento é feito em períodos predeterminados.

Título de capitalização funciona como investimento?

A classificação do título de capitalização como investimento ainda é muito discutida. Afinal, ele funciona como um mecanismo que oferece rendimento sobre o valor aplicado.

Entretanto, os questionamentos giram em torno justamente da rentabilidade: muitas vezes ela fica até abaixo do rendimento da poupança.

Embora o rendimento seja similar, o título de capitalização é descontado de taxas de administração, além do percentual que é direcionado aos sorteios.

De forma geral, esse produto se encaixa melhor na definição de economia programada, já que a proposta principal é a de guardar dinheiro.

O grande diferencial é a possibilidade de premiações, tendo em vista que o rendimento é pequeno.

Quais os riscos de aplicar em títulos de capitalização?

Nem todos os títulos de capitalização oferecem o retorno integral do valor aplicado nas operações.

Muitas vezes, essas informações não são fornecidas pelas instituições financeiras. Então, antes de contratar, preste atenção ao modelo de funcionamento do título.

Outra situação que pode acontecer é a venda casada, que é proibida por lei.

Quando estão em busca de crédito, muitos clientes são pressionados a contratar um título de capitalização como condição para conseguir algum tipo de financiamento. Essa operação é ilegal e não deve ser aceita pelo consumidor.

Os títulos de capitalização são fiscalizados pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Com isso, os riscos de fraude e as possibilidades de o cliente não reaver seu dinheiro são pequenos.

Porém, busque sempre checar as informações sobre a modalidade contratada e as tentativas de vendas casadas. É comum que os gerentes pressionem os clientes a contratar esse produto porque eles recebem comissões, então preste atenção!

Quais são as principais vantagens e desvantagens?

As controvérsias acerca dos títulos de capitalização sempre deixam dúvidas sobre quais são os seus prós e os seus contras. Como em qualquer outra modalidade de aplicação, eles têm vantagens e desvantagens. São elas:

Vantagens:

  • possibilidades de prêmios;
  • desenvolvimento da cultura de guardar dinheiro.

Desvantagens:

  • rentabilidade ruim;
  • prazos rígidos e longos;
  • taxas e descontos;
  • planos em que o valor investido não é 100% restituído.

Vale a pena investir em títulos de capitalização?

O título de capitalização pode ser vantajoso em algumas situações. Se você tem como finalidade começar a guardar dinheiro e criar um compromisso com os depósitos, o título de capitalização pode ajudar.

Entretanto, esteja sempre alerta quanto às condições da contratação para não ter surpresas no futuro.

Porém, quem quer investir para obter rendimentos melhores do que a poupança, ele é uma opção pouco rentável — e, assim, não vale a pena.

Tanto na renda fixa quanto na variável, é possível aplicar em outras aplicações mais interessantes.

O Tesouro Direto e os títulos de renda fixa como CDBs, LCIs e LCAs, por exemplo, são opções seguras de investimento e que oferecem rendimento melhor.

Assim, faça uma avaliação de quanto risco você tolera e quais são os seus objetivos financeiros antes de fazer qualquer aplicação.

Agora que você entende melhor o título de capitalização, que tal conhecer a fundo mais opções de aplicações financeiras? Baixe grátis o nosso Guia Completo sobre os Tipos de Investimento e tire suas dúvidas!

Mariana Congo

Mari Congo tem paixão por explicar coisas difíceis de forma fácil. É jornalista, educadora financeira, especialista em finanças pessoais e investimentos e gerente de comunicação na Magnetis.

leia mais desse autor